Oscar Niemeyer, o general golpista e o ‘ouro de Moscou’

Arquiteto Oscar Niemeyer

TOMA!!!

Do blog BananaPost

Entre as tantas e geniais histórias e obras de Oscar Niemeyer, há um causo que a galera evita contar, talvez por causa do palavrão, mas que, no caso, cabe.

Quando houve o golpe militar de 1964, ele já era um arquiteto mundialmente reconhecido e se encontrava em Israel, onde projetou belíssima sinagoga.

Ao voltar, meses depois da tomada do poder pelos milicos, Niemeyer foi duramente interrogado por um general.

O golpista quis saber como o arquiteto podia ser tão rico, sugerindo que ele recebesse o famoso ouro de Moscou.

E o grande brasileiro respondeu:

— Eu dou o rabo, general.

Acabou ali o interrogatório.

(Não foi bem o ‘rabo’ que ele disse, mas passa… A história é que não pode deixar de ser registrada).

Com Juca Kfouri

2 comentários em “Oscar Niemeyer, o general golpista e o ‘ouro de Moscou’

  • 3 de janeiro de 2021 em 15:29
    Permalink

    no final dos anos 60 e início dos anos 70 era chique fumar e era feio “dar o rabo”. quem dava o rabo era homossexual mas quem cobrava por isso era prostituta, uma profissão como outra qualquer.

    Resposta
  • 15 de maio de 2017 em 01:11
    Permalink

    Na matéria sobre o interrogatório de Oscar Niemeyer a história vai mais além….

    E então o escrivão transcreveu da seguinte forma:

    “…perguntado sobre como tinha auferido tantos bens o inquirido respondeu que foi praticando pederastia passiva”
    No q o Oscar disse de lá…
    “eu disse dando o ..”

    Resposta

Comente o artigo ou use a nossa página de CONTATO para fazer consultas sobre produtos: