Mulheres também já assumiram o comando da pirataria na internet

ATÉ NOS DOWNLOADS, TÁ TUDO DOMINADO

Pirataria feminina

Era questão de tempo: as mulheres agora são maioria em relação ao número de relatos de internautas que admitem fazer downloads ilegais pela internet, a chamada pirataria digital.

O resultado é de uma pesquisa feita pela consultoria R18, que analisou os posts públicos de internautas no período de 10 a 26 de março deste ano, no Twitter e no Facebook.

A empresa calculou que 60% dos 61.533 posts feitos por 49.823 usuários são de mulheres. A maioria das ocorrências (96%) veio do Twitter, e 55% são usuárias de desktops.

A maior parte dos comentários de internautas veio de São Paulo, com 28%, seguido pelos estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Santa Catarina e Paraná.

O pico dentro do período avaliado ocorreu no dia 23 de março, com 4.165 ocorrências. As músicas lideram os downloads ilegais, com 11% das afirmações dos próprios usuários.

Ainda de acordo com a pesquisa, a cantora colombiana Shakira lidera a pirataria, com 4.807 citações no Twitter e Facebook. Até na tecnologia, já está tudo dominado por elas.

Mulheres Piratas

Mulheres Piratas

Mulheres Piratas

Clique nas imagens para ampliar, especialmente na primeira para baixar um calendário pirata.

Comente o artigo ou use a nossa página de CONTATO para fazer consultas sobre produtos: