TV faz mal à saúde como vícios de fumar, beber ou comer demais


Ver televisão causa doenças

A MORTE EM CAPÍTULOS DIÁRIOS

O Chefe de Redação

O vício em TV é como aquelas doenças insidiosas que só manifestam seus sintomas quando o mal já evoluiu e não dá mais tempo para tentar a cura. Portanto, aqueles que não resistem ficar sem consumir a dose diária de novela deveriam pensar mais seriamente na saúde.

É o que mostra pesquisa da Universidade de Queensland, na Austrália, revelando que uma pessoa com mais de 25 anos diminui 22 minutos da expectativa de vida a cada hora gasta em frente à televisão.

A causa é muito simples: quanto mais tempo sentado, menos exercícios físicos são feitos, aumentando assim as chances de desenvolver doenças cardiovasculares.

Os australianos passam cerca de duas horas diárias assistindo a televisão e, de acordo com a pesquisa, isso é o suficiente para diminuir a expectativa de vida dos homens em 1,8 anos e em 1,5 anos para as mulheres.

Pessoas que passam seis horas por dia em frente à telinha perdem 4,8 anos da expectativa de vida.

O relatório foi elaborado com base em dados coletados durante os anos de 1999 e 2000. Participaram mais de 11 mil voluntários, com idade de 25 anos ou mais.

Como muita gente assiste a TV enquanto cozinha ou passa roupa, foram consideradas apenas as horas em que a televisão era a atividade principal do pesquisado.

Um dos autores do projeto, Dr. Lennert Veerman, explicou que esses números deveriam receber tanta atenção quanto às estatísticas sobre tabagismo, alcoolismo e obesidade.

Esse não foi o primeiro artigo científico sobre o assunto. Ano passado, outro estudo australiano chegou à conclusão de que uma hora de televisão por dia aumenta em 8% os riscos de morte prematura.

* * *

O Chefe de Redação


Deixe um comentário interessante neste artigo: