Tsunami do Japão provocou ruptura de iceberg no polo Sul


Tsunami no Japão afeta Polo Sul

A LONGA VIAGEM DA GRANDE ONDA

Do blog ECOnsciência

Cientistas da Nasa descobriram que o enorme tsunami provocado pelo terremoto que atingiu o Japão em 11 de março também foi o responsável pela ruptura de um iceberg na Antártida, muito longe portanto da sua origem, no extremo sul do planeta.

Geólogos e especialistas tinham relacionado anteriormente os desprendimentos de gelo nos grandes icebergs a outros efeitos naturais tão afastados que não poderiam se associar a “causa-efeito” em um primeiro momento.

Só que após o terremoto de 8,8 na escala Richter seguido da grande onda que castigou as costas japonesas, diversas imagens de satélite revelaram novos icebergs flutuando no mar pouco depois que o impacto tenha provocado o tsunami e chegasse à Antártida.

Assim, cerca de 18 horas depois do terremoto, a 13,6 mil quilômetros de distância, foram observados quase em tempo real como se desprenderam vários pedaços de gelo da geleira Sulzberger que, segundo os registros históricos, não tinha sofrido nenhuma ruptura em, pelo menos, 46 anos.

Trata-se da primeira observação direta que demonstra uma conexão entre os tsunamis e a ruptura de icebergs a milhares de quilômetros de distância.

Completo aqui

* * *

Blog ECOnsciência Inovadora


Deixe um comentário simpático neste artigo: