Taça descartável de plástico substitui garrafa de vinho

Taça descartável para vinho

TAÇAS-EMBALAGEM DE PLÁSTICO ‘CRISTAL’

A Cachaça da Happy Hour (em 11/07/2010)

Um sujeito chamado James Nash resolveu arriscar a sorte num famoso concurso de inventores na Inglaterra — o Dragon’s Den — transmitido pela rede de TV BBC.

A ideia era simples: uma nova embalagem para vinhos na forma de taça de plástico cristal transparente, vedado com um lacre removível na parte superior, como esses que se utiliza em copinhos de iogurte.

Com uma capacidade de 187 ml, o vasilhame dispensaria o uso das incômodas, pesadas e perigosas garrafas de vidro em passeios, piqueniques, praias, churrascos, shows e eventos ao ar livre, por exemplo.

Vinho em taça descartávelSó que de cara o inventor foi desclassificado e ainda acabou ridicularizado diante da plateia pelos jurados — entre eles o astro do cinema James Caan.

Os especialistas consideraram o produto “comercialmente inviável” porque, em sua abalizada opinião, seria um “absurdo” alguém consumir vinhos franceses em reles copos de plástico.

Entretanto, um fabricante percebeu ali uma rara oportunidade de negócios e rapidamente decidiu bancar a ideia do inventor.

Não deu outra: a tacinha individual de vinho foi lançada ao preço equivalente a apenas 3 dólares e em pouco tempo se transformou num enorme sucesso de vendas no atual verão europeu, cada vez mais escaldante.

James Nash se tornou uma celebridade e anda rindo à toa… da nota preta que está embolsando e, muito provavelmente, da cara de tacho dos jurados da TV, aqueles gênios pedantes.

Taças de vinho descartáveis
Via Dr. Vino

* * *

Blog da Nívia de Oliveira Castro

6 comentários em “Taça descartável de plástico substitui garrafa de vinho

  • 3 de março de 2015 em 16:36
    Permalink

    Qual seria a classificação fiscal (NCM) deste produto?

    Resposta
  • 26 de fevereiro de 2011 em 21:23
    Permalink

    Tem um brasileiro que patenteou a idéia. rsrsr

    Resposta
    • 23 de janeiro de 2013 em 16:12
      Permalink

      Regina, sabe dizer quem foi ??? Obrigado.

      Resposta
  • 12 de julho de 2010 em 22:55
    Permalink

    Será que o jurado de televisão que ridicularizou o cara era o pernóstico do Renato Machado, o maior “entendido” em vinhos finos? É bem capaz!
    kkkkkkk…

    Resposta
  • 12 de julho de 2010 em 18:09
    Permalink

    Rapidinho essa novidade chega por aqui. Aposto que até o próximo verão a gente já vai saborear uns camarões acompanhados de uma taça de vinho branco geladinho na praia. Que luxo, hem? Qualquer quiosque ou vendedor ambulante poderá trabalhar o produto no isopor, como já fazem com os copinhos de mate e outros refrescos.

    Resposta
  • 12 de julho de 2010 em 15:02
    Permalink

    É tão simples, tão prático e tão genial que eu não admito que não tenha sido eu quem inventou essa taça descartável. Putz, perdi minha chance de ficar rica… rsrsrs.

    Resposta

Deixe um comentário interessante neste artigo: