Sem-teto não deve sair de casa no frio, diz ministra francesa

Neve em países da Europa

ABERRAÇÃO POLÍTICA

Do blog ECOnsciência

Esta é uma cena típica da onda de frio siberiano que castiga com nevascas boa parte da Europa. A barra, como se pode observar, está pesada, sinistra mesmo. As temperaturas chegam a variar entre inacreditáveis 30 e 40 graus negativos e já causaram a morte de mais de 300 pessoas, a maioria sem-teto, por hipotermia seguida de congelamento.

E o que a ministra francesa da Saúde, Nora Berra, teve a coragem de recomendar diante da situação de calamidade? Que “bebês, idosos, enfermos e SEM-TETO (!) são mais vulneráveis em épocas de frio extremo e deveriam evitar sair ao ar livre”. Ora, se o cara é sem-teto pressupõe-se que viva exposto aos rigores do mau tempo, com dificuldades para se abrigar.

Daí que a gafe não poderia passar despercebida. Imediatamente comentários na rede de microblogs Twittetr e na mídia chamaram a atenção para a escorregada feia da ministra, e os internautas chegaram a criar a hashtag #NoraBerration (um trocadilho com NoraBerração) para comentar o assunto.

A ministra tentou consertar a aberração da sua declaração publicando uma nova mensagem que redirecionava os leitores para uma nota corrigida em seu blog oficial, na qual a referência aos sem-teto havia sido retirada.

No entanto, o esforço não foi suficiente. Irritada e em uma última tentava de justificar a gafe, Nora publicou uma outra mensagem dizendo: “Há alguns assuntos que não se prestam à ironia”, twittou. Só se esqueceu de notar que a carapuça serviu para ela própria.

Com Luis Nassif

2 comentários em “Sem-teto não deve sair de casa no frio, diz ministra francesa

  • 8 de fevereiro de 2012 em 21:11
    Permalink

    politico eh tudo a lesma lerda, seja onde for. o povo q se exploda ou q congele, o q dah no mesmo.

    Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: