3 comentários em “Saramago – um humanista contestador de dogmas

  • 18 de junho de 2010 em 21:06
    Permalink

    Cartum ma-ra-vi-lho-so!!! A perfeita síntese de Saramago.

    Resposta
  • 18 de junho de 2010 em 18:05
    Permalink

    Foi-se a pena aprisionada ao corpo, fica a tinta agora livre na mente, para refletir:

    “O direito de voto, expressão de uma vontade política, também é ao mesmo tempo um ato de renúncia a essa mesma vontade, pois o eleitor a delega a um candidato. O ato de votar, é uma forma de renúncia temporária à ação política pessoal, discretamente adiada até as eleições seguintes, quando os mecanismos de delegação de poder voltarão ao ponto de partida para tudo recomeçar de novo.”

    José Saramago vive. Então… Viva!

    Resposta
  • 18 de junho de 2010 em 16:25
    Permalink

    “A Bíblia passou mil anos, dezenas de gerações, a ser escrita, mas sempre sob a dominante de um Deus cruel, invejoso e insuportável. É uma loucura!”

    Saramago foi o homem que infernizou de verdade a Igreja Católica nas últimas décadas, que expôs as suas idiossincrasias filosóficas. No plano temporal, só os padres pedófilos lograram maior estrago.

    Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: