Rita Lee encerra a carreira em grande estilo: sendo presa pela polícia

VÍDEO: OVELHA NEGRA PAGA GERAL

A Cachaça da Happy Hour

Se tivesse sido combinado não sairia melhor para a ovelha negra: encerrar a carreira indo em cana em meio à confusão generalizada, com muitos holofotes em cima e repercussão na mídia. Tiro na mosca! No fim das contas, a roqueira Rita Lee foi liberada após prestar depoimento e assinar um boletim de ocorrência numa delegacia de Aracaju (SE).

Ela foi detida por policiais ao fim do último show de sua carreira, no Festival Verão Sergipe 2012. O imbroglio começou no meio da apresentação, quando a cantora, de 64 anos, afirmou ter visto membros de seu fã clube — que viaja atrás dela pelo Brasil para vê-la ao vivo — sendo agredidos por policiais.

Ovelha Negra - Rita Lee

Quando começou o empurra-empurra, Rita Lee declarou que não queria a PM em sua apresentação. Ainda calma, disse: “Vocês são legais, vão lá fumar um baseadinho”.

Mas, quando os policiais vieram para a frente do palco, formando uma parede humana de frente para ela, a cantora se alterou. Lembrou já ter vivido o período da ditadura e disse não ter medo deles. Chamou os PMs de “cavalo”, “cachorro” e “filhos da puta”.

Terminado o show, Rita foi levada pela polícia à delegacia.

O boletim de ocorrência foi tipificado como “desacato e apologia ao crime ou ao criminoso (art. 287 do Código Penal)”. “A sensatez falou mais alto no momento, por isso a polícia não parou o show”, disse o tenente-coronel Adolfo Menezes, responsável pelo policiamento da apresentação.

Por volta das 3h da manhã, a cantora avisou em seu Twitter sobre a ação da Polícia Militar (PM). “Polícia dando trabalho p/ mim, quer me prender, embasamento legal ñ há, ñ retiro uma palavra do q disse, o show era meu! [sic]”.

Em seguida, ela reclamou da ação da Polícia Militar. “Alô twittlawyers, polícia abusiva e abusada, não sou obrigada a fazer o q me pedem: ir à delegacia agora, ou amanhã às 9. Último show e ela vai presa? Não poderia ser mais la cantante, afff [sic]”.

A cantora também informou sobre sua ida à delegacia pelo microblog. “Tô indo p/ a delegacia…a polícia d Aju ñ gosta d mim mas Sergipe gosta, estou dentro do carro, eles estaaoentravv [sic]”

Também pelo Twitter, Beto Lee, filho de Rita, protestou: “A policia de Aracaju levou minha velha para a delegacia. Bando de frouxo”. A própria cantora tuitava enquanto era escoltada pelos policiais: “Tô indo p/ a delegacia…a polícia d Aju ñ gosta d mim mas Sergipe gosta, estou dentro do carro, eles estaaoentravv [sic]”.

Pelo microblog, o cantor Lobão também se manifestou: “Mas era soh o que faltava…prender a Ritinha eh de última!”.

Com Estadão e Folha. Mais vídeos aqui.

Deixe um comentário interessante neste artigo: