Quem são os cinco pastores evangélicos mais ricos do Brasil

Com seu dinheiro o que faria Jesus?

BUSINESS RELIGIOSO?

A Cachaça da Happy Hour

A religião, qualquer que seja a sua orientação, sempre foi um negócio rentável ao longo da história, inclusive no Brasil. Aí está o poder financeiro do Vaticano como prova e, mais recentemente, a ascensão social dos novos ricos padres-cantores.

Ainda que no País a maioria se considere católica, com aproximadamente 123,2 milhões de pessoas, até os pregadores evangélicos também podem ganhar muito com seus seguidores Brasil afora.

O número de evangélicos protestantes no País subiu de 15,4% para 22,2% em apenas uma década. E quem ganha mais com isso no plano terreno? Segundo a revista Forbes, os pastores eletrônicos.

A publicação norte-americana levantou o patrimônio dos principais líderes evangélicos e televisivos brasileiros e fez uma lista dos cinco mais ricos do País. Veja a seguir:

1. EDIR MACEDO

O fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, que também tem templos nos Estados Unidos e África, é de longe o pastor mais rico no Brasil, com um patrimônio líquido estimado pela Forbes de US$ 950 milhões, ou cerca de R$ 1,9 bilhão. Macedo é escritor evangélico e já vendeu mais de 10 milhões de livros, todos ligado à religião.

Seu grande investimento, porém, foi realizado na década de 80, quando adquiriu o controle da emissora de televisão Rede Record, atualmente a segunda maior emissora do Brasil. Seus outros bens, segundo a Forbes, seria o jornal Folha Universal, o canal de notícias Record News, empresas do ramo musical, entre outros.

2. VALDEMIRO SANTIAGO

Após ter sido expulso da Igreja Universal do Reino de Deus, por algum desentendimento com Macedo, Santiago fundou sua própria igreja, chamada Igreja Mundial do Poder de Deus, que tem mais de 900 mil seguidores e 4 mil templos.

Segundo estimativa da Forbes, seu patrimônio líquido é de US$ 220 milhões, ou aproximadamente R$ 440 milhões.

3. SILAS MALAFAIA

Líder da Assembléia de Deus, maior igreja pentecostal do Brasil. O pastor está constantemente envolvido em escândalos relacionados à comunidade gay. “Ele é defensor de uma lei que poderia classificar o homossexualismo como uma doença e é uma figura proeminente no Twitter, onde tem mais de 440 mil seguidores”, disse a publicação.

A Forbes estima que sua fortuna esteja em US$ 150 milhões, ou R$ 300 milhões. O site também afirmou que Malafaia lançou uma campanha chamada “O Clube de Um Milhão de Almas”, que pretende levantar R$ 1 bilhão para sua igreja, a fim de criar uma rede de televisão global, que seria transmitida em 137 países.

“Os interessados em contribuir com a campanha podem doar quantias a partir de R$ 1 mil, valor que pode ser pago em prestações. Em troca, os doadores receberão um livro”.

4. RR SOARES

Segundo o site, Romildo Ribeiro Soares, ou RR Soares, é o mais ativo em multimídia entre os pregadores evangélicos. O religioso é compositor, cantor e televangelista. Como fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus, Soares é um dos rostos mais conhecidos na televisão brasileira.

Com isso, sua fortuna estimada pela Forbes, é de US$ 125 milhões, ou R$ 250 milhões.

5. ESTEVAM E SONIA HERNANDES

Os fundadores da Igreja Apostólica Renascer em Cristo, Apóstolo Estevam Hernandes Filho e sua esposa, Bispa Sonia, supervisionam mais de mil igrejas no Brasil e no exterior, incluindo a Flórida. Juntos, o casal tem um patrimônio líquido estimado pelo site em US$ 65 milhões dólares, ou R$ 130 milhões.

A publicação ainda lembra que em 2010, o astro do futebol brasileiro, Kaká, que era amigo do casal e membro da igreja, deixou a instituição, alegando que sua liderança fazia mal uso do dinheiro. Segundo se sabe, Kaká teria doado mais de R$ 2 milhões para a igreja quando era membro.

Com InfoMoney

Deixe um comentário interessante neste artigo: