Pirâmides estão emitindo raios de luz em direção ao espaço

QUEM ‘ATIVOU’ AS PIRÂMIDES DO PLANETA?

Pirâmides são as construções mais enigmáticas do nosso planeta. Ninguém discute que o sentido desses edifícios de culto vai além de túmulos. Por que, parece, elas agora estão sendo “ativadas”?

Sim, esta é a notícia polêmica: cientistas registraram radiações de luz intensa que emanam a partir exatamente do topo das pirâmides em direção ao espaço. E o fenômeno ocorre por toda a parte.

Energia das Pirâmides

A resposta a essa pergunta não é simples, porque nós, até agora, pouco sabemos sobre a verdadeira natureza das pirâmides.

Muitos cientistas convergem na ideia de que essas construções são os mais antigos receptores e transmissores de informação. E, nos últimos tempos, essas hipóteses teimam em querer se confirmar…

Mas o que poderá existir de comum entre a pirâmide de Kukulcán, situada na península de Iucatán, no México, as do Vale de Xianyang, na China, e as pirâmides da cultura Norte Chico, nos Andes?

Trata-se de templos edificados mais ou menos ao mesmo tempo que as pirâmides egípcias de Gizé, que, recentemente, começaram a revelar uma atividade nunca vista.

COLUNAS DE LUZ

Muitas pessoas tornaram-se testemunhas de como essas pirâmides lançam uma potente coluna de luz para o céu. Há também fotos e vídeos que confirmam esse fenômeno incomum.

Antes que os céticos (ou medrosos) se manifestem, deve-se frisar que os materiais fornecidos aos cientistas não foram montados e que não há dúvidas de que são autênticos.

Jato de energia nas pirâmides

O astrofísico russo Anton Ermolenko, diante do que viu, já está convencido que os acontecimentos ocorridos devem ser submetidos a um minucioso estudo:

“A comunidade científica mundial deve indubitavelmente prestar mais atenção ao que se passa com as pirâmides. O fato de elas começarem a acordar do sono milenar é, por si só, um fenômeno único. Não devemos ignorar fatos evidentes, mas tentar definir por que é que ocorrem atualmente”.

FENÔMENO COORDENADO

E o cientista tem toda a razão, pois não se trata de um caso único, mas de um fenômeno de massas que se observa da Ásia até a América Latina.

O principal aspecto que tanto interessa aos estudiosos, como às pessoas comuns, consiste em saber qual a causa dessas radiações de luz e para onde são dirigidas.

É evidente que é difícil considerar uma coincidência banal quando tudo acontece de forma coordenada. Por isso, é preciso tempo e dinheiro para investigar tais anomalias.

Quem sabe, finalmente, não estaríamos a poucos passos da descoberta dos grandes mistérios das pirâmides?

115 comentários em “Pirâmides estão emitindo raios de luz em direção ao espaço

  • 16 de abril de 2015 em 16:35
    Permalink

    Pessoal, antes de indicar links para consulta favor conferir se já não constam aí embaixo, nesta seção de comentários, apenas para evitar repetições desnecessárias.

    Resposta
  • 16 de abril de 2015 em 16:34
    Permalink

    PINGADAS:

    http://jornalvdd.com/piramides-estao-emitindo-raios-de-luz-em-direcao-ao-espaco/

    http://auras-colours-numbers.blogspot.pt/2014/01/piramides-estao-emitindo-raios-de-luz.html

    http://filosofiaimortal.blogspot.pt/2014/02/piramides-estao-emitindo-raios-de-luz.html

    http://blogvaldemirzilam.blogspot.com/2014/01/piramides-estao-emitindo-raios-de-luz.html

    http://www.revistacaninde.com/2014/02/piramides-estao-emitindo-raios-de-luz.html

    http://fantasmasemdepre.blogspot.com.br/2014/02/piramides-estao-emitindo-raios-de-luz.html

    http://noticiasderolandia.blogspot.com.br/2014/01/um-dos-segredos-das-piramides.html

    http://encontrepalavrasdeluz2.blogspot.com.br/2014/02/quem-ativou.html

    http://www.gamevicio.com/i/noticias/181/181087-piramides-estao-emitindo-raios-de-luz-em-direcao-ao-espaco/index.html

    http://aumagic.blogspot.com.br/2014/02/piramides-estao-emitindo-raiso-de-luz.html

    http://omundocomoelee.blogspot.com.br/2014/02/piramides-estao-emitindo-raios-de-luz.html

    http://libertesuamente13.blogspot.com.br/2014/02/piramides-estao-emitindo-raios-de-luz.html

    http://dissovocesabia.blogspot.com.br/2014/02/piramides-estao-emitindo-raios-de-luz.html#.UvaOy1RdXZg

    http://www.funerariagonzaga.com.br/novo/noticias/item/piramides-estao-emitindo-raios-de-luz-em-direcao-ao-espaco

    http://tudodesociedadessecretas.blogspot.com.br/2014/01/piramides-estao-emitindo-raios-de-luz.html

    http://www.alienigenasdopassado.com.br/piramides-estao-emitindo-raios-de-luz-em-direcao-ao-espaco/

    http://www.paixaoassassina.blogspot.com.br/2014/02/piramides-estao-emitindo-raios-de-luz.html

    http://luisdepaula.spaceblog.com.br/2560705/Piramides-estao-emitindo-raios-de-luz-em-direcao-ao-espaco/

    http://alunosmatematicando.blogspot.com.br/2014/01/piramides-estao-emitindo-raios-de-luz.html

    http://luizantoniosoares.blogspot.com.br/2014/02/piramides.html

    http://sociedadedospoetasamigos.blogspot.com.br/2014/03/piramides-estao-emitindo-raios-de-luz.html

    Resposta
    • 30 de janeiro de 2017 em 16:44
      Permalink

      Acredito mas eu ri da fonte funerária gonzaga. kkkk

      Resposta
  • 10 de abril de 2015 em 15:10
    Permalink

    E que venham vocês “seres de luz”.

    Resposta
  • 10 de abril de 2015 em 14:40
    Permalink

    O espírito do Faraó sem nome que se sacrificou aproximadamente 3,000 anos atrás mais uma vez despertará e sua alma irá perambular pelo mundo em busca das suas memórias perdidas.

    Resposta
    • 11 de abril de 2015 em 09:43
      Permalink

      Se ele perdeu as memorias como e qe ele sabe o qe tem de ir procurar??
      Acho qe essa historia ta mal contada…

      Resposta
  • 9 de abril de 2015 em 08:13
    Permalink

    Nasce um crédulo por minuto. E você é um deles.

    Resposta
  • 7 de abril de 2015 em 19:01
    Permalink

    Com toda essa crise das “elétricas” e esses alienígenas desperdiçando! Deveriam ser multados, ou no mínimo pagar a conta de luz em dobro!

    Resposta
  • 7 de abril de 2015 em 10:27
    Permalink

    A não ser que haja algum meio gasoso ou até vapor, um facho de luz não pode ser visualizado lateralmente. Somente poderá ser vista se for direcionada para o observador.
    A menos que essa seja uma radiação completamente diferente e não segue as leis da física.

    Resposta
    • 10 de abril de 2015 em 10:53
      Permalink

      Obrigado, é bom saber que existe vida inteligente na terra!

      Resposta
    • 16 de abril de 2015 em 15:11
      Permalink

      Pode ser uma radiação fora do espectro visível e que em certas condições climáticas pode ser pegas pela camera fotográfica comum.
      Não tem gente que às vezes fotografa “fantasmas” sem querer?
      Tudo sempre dentro das leis da Física. A gente tem muito que aprender ainda.
      Abs.

      Resposta
  • 6 de abril de 2015 em 22:55
    Permalink

    é apenas o projeto blue beam enganando a humanidade

    Resposta
    • 7 de abril de 2015 em 03:01
      Permalink

      nuncaaa ..nunca na Viida foi comprovada a Matemática no qual foram construídas estas Pirâmides …Foram feitas várias contagens de como cada Pedra chegou a este Local ??Matematicamente falando e Humanamente tbm ….Como ?? Se foram colocadas por Humanos ..Há qtos fizeram sofrer ??Nãao acredito q ñ tenha existido algo q os ajudaram a fazer isto ..
      Acredito sim ..em outras Forças ..Em outros Seres..,pq tenho certeza que existem Sim os Extras Terrestres q sempre estiveram entre nó ..Pq nesta vastidao de mundo seríamos Sómente nós ?? Creio sim …acreditem ou não já vi Naves me seguindo por várias vêzes ..A ultima q vi foi em minha janela no 3º Andar ..Coisa mais linda !!! Fui privilegiada por estas visões ..E ñ duvido nada ..pq estas Maravilhosas Pirâmides q eu sempre quis ver ..Mas infelizmente ñ tive Oportunidade..Não Emanam ..ou recebam esta Luz por Acaso !!!

      Resposta
      • 7 de abril de 2015 em 14:35
        Permalink

        Seres Lemurianos de 7 metros de altura sao os responsaveis de tais feitos.

        Resposta
  • 6 de abril de 2015 em 10:57
    Permalink

    Só faltou o mais importante… fontes confiáveis, ou seja…

    Resposta
    • 6 de abril de 2015 em 11:32
      Permalink

      Isso! De preferência cartesianas. Que eu possa adequar à minha lógica.

      Resposta
  • Pingback:Como surgiu a Matéria Incógnita e qual o significado do nome

  • Pingback:ufo photo

  • 14 de fevereiro de 2014 em 16:43
    Permalink

    Parabéns pela alta qualidade do site e por reservar espaço para assuntos do meu interesse, considerados “mais misteriosos” ou no mínimo palpitantes. Aqui como em outros lugares, observo que existem 3 tipos de comentaristas: os que concordam, os que discordam e os palpiteiros paranóicos. No terceiro grupo, decerto em minoria, alguns dizem coisas tão sem sentido que ficamos sem saber se se fazem de paranóicos ou se são paranóicos mesmo.

    Resposta
  • 11 de fevereiro de 2014 em 11:13
    Permalink

    POEMA AOS CÉTICOS

    Em terra de cego quem tem um olho…
    não sei.
    Água mole em pedra dura…
    escorreguei.
    Devagar…
    como demora.
    Cavalo dado…
    monto agora.
    Falar é fácil…
    escutar impossível.
    Até para o cético é crível
    Mas não há rima que vença
    Quem tem amores!
    Tem dores
    Cada cabeça, uma sentença
    O amor bem vivido
    É o amor atrevido!

    Resposta
  • 10 de fevereiro de 2014 em 19:14
    Permalink

    Mas qual é a fonte com credibilidade cientifica?… Quem viu a luz? Qual a frequência e intensidade? Esta luz é constante ou pulsada?

    Afirmar que “Astrofísico Russo…” é muito vago. Ele trabalha em qual Orgão científico ou Universidade ou Centro de estudos?

    Já publicou os resultados da observação?

    Então, até prova em contrário…

    Resposta
    • 14 de fevereiro de 2014 em 10:32
      Permalink

      Nem tudo é preto no branco, devemos considerar mais os 10, 20, 30, 40, 50… tons de cinza.

      Resposta
  • 5 de fevereiro de 2014 em 08:51
    Permalink

    Mais triste nessa história são os comentários dos adeptos das correntes científicas e cartesianos em geral. A velocidade com que entram na pilha para negar tudo o que fuja à sua lógica os obrigaria a chegarem bem articulados.
    Pombas, eles não dispõem de recursos e toda tecnologia a seu favor? Qdo vc imagina: agora vai… não sustentam o contraditório e nem provam que não aconteceu. Muito menos são capazes de concatenar argumentos razoáveis ou convincentes.
    Prezados, li TODOS os comentários a seguir. Me desculpem, mas cansa… tanto tatibitati sem nexo.

    Resposta
    • 10 de fevereiro de 2014 em 21:02
      Permalink

      Cara amiga, cansa também ver a facilidade com que as pessoas aceitam algo sem terem a noção do que está por detrás de muitas das questões apresentadas pelos ditos pseudo-cientistas.

      Por exemplo, a senhora acredita que aquela elevação é uma pirâmide porque esteve já lá e comprovou isso ou porque tem lido que ela existe mesmo?

      É que eu, para além de lá ter estado, de ter usado telecomunicações perto e mesmo junto à base da elevação, por ter tirado uma ou duas fotos à elevação, para além das centenas de outras que foram provavelmente tiradas por outros elementos que lá estiveram comigo, nunca sofri qualquer interferência ou vi algo estranho nas fotos. (estive lá em 2001, altura em que ainda não se falava do assunto).
      Além disso eu também tenho lido alguns sites onde é explicado a possibilidade de tudo aquilo ser uma fraude.

      Infelizmente a reputação de Semir Osmanagich não é das melhores e não ajuda a credibilidade deste caso.

      Resta saber de onde veem aquelas lages que aparecem no exterior da elevação. Mas se tivermos em conta o facto das entidades terem ajudado à edificação do mistério através de melhorias de fachada para atraír o turismo não custa muito acreditar que essas lages foram ali colocadas para dar alguma visibilidade às descobertas.
      É pena que no seu interior não hajam construções deste tipo.
      Relembro que os tuneis foram alargados pelo arqueólogo, logo, toda a morfologia de uma possível rede de túneis foi alterada o que históricamente e para investigação é uma atitude muito pouco profissional e insensata.
      Imaginem os arqueólogos fazerem o mesmo nas pirâmides do Egipto…

      Resposta
      • 11 de fevereiro de 2014 em 00:08
        Permalink

        Não é facilidade de aceitar qualquer coisa. Sem noção e chato é esse sambinha (ou fado) de uma nota só com que vocês ficam floodando (e patrulhando) todos os comentários de quem não reze pela vossa cartilha. Larga do meu pé e cuida mais da tua vida!

        Resposta
        • 12 de fevereiro de 2014 em 19:56
          Permalink

          Minha Srª, esteja descansada que o que escrevi não é direcionado a si mas sim aos que acreditam em algo sem se questionarem. Se for esse o seu caso então permita-me que lhe sugira que questione e pesquise.

          A menos que consiga responder às questões que coloquei, no meu post inicial, vou continuar com dúvidas quanto à veracidade da foto.
          Quando esta foto apareceu eu entrei em contacto com JAime Maussan pedindo-lhe o ficheiro original da foto e/ou colocando-me em contacto com o autor da foto… até hoje não tive resposta. Isso deixou-me de imediato desconfiado. Sempre que tenho pedido fotos elas têm-me sido enviadas… diz o ditado que quem deve não teme…

          Quanto ao que a senhora escreve, insinuando cepticismo da minha parte, entre outras coisas, deixe-me que lhe diga que se a senhora soubesse aquilo em que acredito na ovnilogia me ia chamar lunático e fantasioso.

          Quanto à questão fotográfica e técnica da fotografia (de que sei o básico para compreender a dinâmica da fotografia) e sobre questões de registo de frequências eletromagnéticas em aparelhos ópticos normais, a menos que a senhora tenha conhecimentos nesse campo e que nos explique como, por exemplo, um raio UV ou IV consegue ser registado por uma máquina fotográfica normal então as bases do que alega (de que a foto é verdadeira) não tem bases que a sustentem.

          Minha senhora, quem parece que não convive muito bem com opiniões contrárias é a senhora. Mas não se preocupe, estou já habituado a isso.
          Eu apresentei os motivos pelo qual esta foto tem tudo para ser falsa. A senhora apresenta a fé e a crença em alguém que está a perder credibilidade junto a muitos investigadores sérios.

          Esteja descansada que eu não vou pegar no seu pé… mas tenho o direito à resposta.

          Resposta
          • 6 de abril de 2015 em 09:25
            Permalink

            Pois é! Justamente a área que estou estudando e, mais especificamente radiações, desconheço alguma que seja visível assim, a olhos nus, em uma fotografia simples.

          • 10 de abril de 2015 em 11:09
            Permalink

            Excelente resposta! Uma indagação que eu faço pra esse pessoal que ACREDITA em coisas desse tipo sem questionar é a seguinte: E DEPOIS? O que acontece? Vamos supor que os ET’s realmente venham, o que vocês esperam que aconteça?? A terra vai virar um paraíso e vai todo mundo sair de mãos dadas cantando e sendo feliz? Quero entender a lógica dessa crença, por favor estou sendo sincero. E depois, o que aconteceria??

  • 5 de fevereiro de 2014 em 01:27
    Permalink

    O autor da foto comentou que isso ai não é real, o que não me engano a foto foi tirada no momento de um raio, a câmera captou mal a Luz, até o próprio cara do vídeo disse que uma câmera poderia fazer isto… Se o Vídeo fosse verdade, por que eles não foram ao lugar pesquisar? Por que só tem duvidas, e não fatos? “Será que a piramide faz isso, faz aquilo…” é o típico vídeo estilo History Channel, que se usa da duvida para fazer audiência.
    Essa é a minha opinião, até mesmo por que não existe nenhuma fonte realmente confiável, cada um tem a sua. D:

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2014 em 19:33
    Permalink

    Permitam-me algumas questões e considerações sobre este caso:

    Se as pirâmides emitem é porque se detectou a emissão e naturalmente o tipo de emissão.
    Assim pergunto;
    1 – Que tipo de emissão se trata (radiação, eletromagnética, rádio, …);
    2 – Qual o valor dessa leitura e quem a fez?
    3 – Num local turístico como esse, em que anualmente milhares de pessoas o devem visitar e fotografar a pirâmide, como é que só um visitante teve a sorte de registar um acontecimento desses?
    4 – Porque não é disponibilizada o ficheiro original a quem o pretenda analisar?
    5 – Quem foram os técnicos e laboratório onde foi feita essa análise? Até agora nunca li qualquer referencia a esses pontos.

    Considerações:
    A questão técnica de uma câmara fotográfica digital (câmaras, ou telemóveis (celulares));
    Elas registam apenas o espectro visível da radiação eletromagnética com, eventualmente, uma sobreposição ligeira na frequência dos infravermelhos próximos.
    Se a emissão do raio não estava na faixa dos IV (próximos), como pode uma câmara captar uma radiação para a qual essa câmara não está desenhada?
    Há ainda a ter em conta outro aspecto técnico da câmara, que abordarei mais abaixo. O do registo do raio vs velocidade da foto.

    O reflexo/anomalia;
    Por outro lado se se tratasse de um “reflexo” ou anomalia da câmara, a base do raio não parava exactamente no topo da pirâmide sem haver um pequeno reflexo. Ora, isso acontece. Basta fazer zoom na imagem para verificar isso.

    Também, se essa anomalia tivesse sido originada por um relâmpago ele seria visível na foto ou pelo menos o céu estaria mais claro.
    Relembro que uma foto necessita de luz para ficar devidamente registada. Essa luz é regulada não só pela abertura de um diafragma mas também pelo tempo que esse diafragma está aberto (a deixar entrar a luz da cena).
    Quanto mais escuro for o motivo da foto, mas aberto vai ficar esse diafragma e/ou mais tempo vai estar aberto.
    Uma foto com uma boa claridade pode ser feita com uma velocidade de obturação rápida e /ou uma abertura pequena. Isso resulta em fotos nítidas sem tremor”.
    Para cenas mais escuras é o contrário. O melhor exemplo são as fotos nocturnas em que ficam registados os rastos dos carros que passam.
    No ambiente em que esta foto foi tirada, (nuvens e pouca luz) a velocidade era pequena o que resultaria numa foto em que o raio estaria um pouco desfocado (no mínimo) e, como referi acima, o clarão do relâmpago ou mesmo o raio do relâmpago teria fiado registado.
    Não me parece que um iPhone de 2009 tivesse a qualidade fotográfica para fazer uma foto com uma velocidade suficiente para registar um raio, nitidamente (o que implica uma velocidade grande aliada a uma abertura também grande).

    Seria necessário termos acesso ao ficheiro original da foto para lhe extraír o exif. Só assim poderíamos dizer se ela foi alterada por um software exterior ao iPhone ou não.

    O mesmo se passa com as pirâmides da Bósnia, as quais tive a oportunidade de ver quase todos os dias, em 2001, durante os 6 meses em que participei numa missão da NATO/SFOR e em que estive colocado exactamente na cidade de Visoko.
    Na altura não se conheciam este facto e para nós, militares, aquelas elevações, com casas dispersas nas suas encostas nada tinham de especial. Eles foram fotografados e filmados milhares de vezes, por muitos dos 201 militares que integraram a minha missão, além das missões anteriores e posteriores.

    Quanto a mim este tipo de imagem é sem grandes dúvidas, manipulação de imagem.

    Resposta
    • 2 de fevereiro de 2014 em 20:37
      Permalink

      Obrigado, Fernando, pelas equilibradas ponderações técnicas e por compartilhar suas experiências pessoais. Intervenções assim contribuem para elevar o nível do debate na blogosfera e fornecem importantes subsídios para a reflexão dos nossos leitores.

      Resposta
      • 3 de fevereiro de 2014 em 22:17
        Permalink

        Concordo, elegância não faz mal a ninguém, mesmo cada um com seu ponto de vista.

        Resposta
    • 3 de fevereiro de 2014 em 22:00
      Permalink

      concordo que pode ser manipulação de imagem.. porém esse vídeo que fala sobre essa foto é de 2012..

      Resposta
      • 3 de fevereiro de 2014 em 22:19
        Permalink

        O grande problema é quem apresenta o vídeo. Jamime MAussan.
        Aliás, a noticia original sobre este caso foi relatada no programa “Tercer milenio”.
        Depois, de repente as pirâmides “acenderam-se” e começaram a lançar raios…

        Jaime Maussan é uma fraude. É mais um dos que vive da exploração comercial do fenómeno OVNI. E para isso vale tudo… mesmo mentir e lançar fraudes, manipular imagens e filmes…

        Para quem não acredita, basta fazerem uma pesquisa cruzando o nome dele com as paravras “frude”, “debunked” e outras do tipo. Poderão verificar vários exemplos das suas fraudes e mentiras e as explicações para as mesmas.

        Resposta
  • 1 de fevereiro de 2014 em 14:08
    Permalink

    esse mexicano é o maior fake que existe, não sou cético sobre o assunto, mas sou totalmente sobre esse cara.

    Resposta
    • 3 de fevereiro de 2014 em 22:22
      Permalink

      Concordo totalmente.
      Este senhor não tem qualquer credibilidade no que apresenta, retira credibilidade ao que apresenta (mesmo sendo real) e dá aos cépticos militantes os argumentos que necessitam para denegrir quem está na ovnilogia com seriedade.

      Resposta
  • 1 de fevereiro de 2014 em 13:42
    Permalink

    É legal acreditar nessas coisas pra fugir da mesmice do dia a dia da vida. Só que nada até hoje vindo do sobrenatural ou desconhecido foi comprovado.

    Resposta
    • 2 de fevereiro de 2014 em 13:31
      Permalink

      Você quer comprovar o quê? Até hoje, nenhum “historiador” comprovou como foram feitas as pirâmides existentes no mundo todo (que nunca deixaram de emitir energia), as pedras na Ilha de Páscoa etc. E OVNIs, que são vistos desde que o homem rabiscava em cavernas. O que você quer mais, entrevista no Jornal Nacional?

      Resposta
      • 3 de fevereiro de 2014 em 22:29
        Permalink

        Meu amigo, apresente-me os dados que comprovam a emissão de energia por parte das pirâmides.
        Como referi acima, quais são esses valores? quais são os tipos de energias que são emitidos?
        Se eles existem, não acha que os seus investigadores tinham todo o interesse em os difundir? Porque não o fazem e apenas dizem que têm esses valores?
        Será que isso não quer dizer alguma coisa???

        Quanto a nenhum historiador não ter conseguido comprovar como foram feitas as pirâmides, a verdade é que há várias teorias que podem explicar perfeitamente o como. Infelizmente essas teorias não são aceites pelos ufolatras que preferem uma abordagem mais ficcional.
        Não defendo nenhuma das partes mas se temos algumas explicações e mesmo indícios de como elas foram erigidas, porque não aceitar essas? É que na verdade, as teorias dos ufolatras não têm bases ou mesmo os tais indícios.

        Resposta
        • 6 de fevereiro de 2014 em 01:11
          Permalink

          “É que na verdade, as teorias dos ufolatras não têm bases ou mesmo os tais indícios.”

          os próprios egípcios dizem que construiram com a ajuda dos “deuses” (extraterrestres).

          Resposta
          • 10 de fevereiro de 2014 em 19:30
            Permalink

            Antes de mais as minhas desculpas pela tardia “resposta” ao seu comentário.

            Paulo, hoje em dia, quando realizamos uma tarefa difícil ou quando ficamos curados de uma doença complicada ou em outra qualquer situação do género, temos o hábito de dizer que “Com a ajuda de Deus tudo se resolveu”.
            Claro que não descarto a hipótese de intervenção Et na construção das pirâmides. Mas a verdade é que para além do que os egípcios disseram, não há indícios suficientes que atestem essa eventualidade.

            Sabemos também que os povos da antiguidade eram bastantes religiosos e que a evocação dos deuses quer para ajuda de uma tarefa quer para justificar algo incompreensível era usual.
            Por isso não podemos descartar esta possibilidade. A possibilidade desta evocação se enquadrar exactamente neste âmbito.

            Ao longo dos séculos e milénios da nossa história por vezes aquilo que chega até nós sofre deturpações quer devido ao cunho pessoal dos escrivas, quer dos tradutores. Esse cunho materializa-se através da alteração de palavras ou frases quando quem redige o texto não percebe o sentido do que está escrito no original ou nas cópias sucessivas e coloca a sua versão e não a que o autor anterior queria dizer, quer através do desconhecimento de uma palavra numa outra língua, aplicando ao texto aquela palavra que lhe parece ser a mais lógica e parecida, na sua língua, ou a sua visão religiosa, ou outra qualquer interpretação que seja.

            A bem do esclarecimento do fenómeno não podemos descartar nenhuma possibilidade. Das que temos uma é a mais consistente, a que apresenta mais evidencias ou tem mais lógica. Deverá ser essa, naquele momento, a servir como explicação mais provável. Mais tarde poderá mudar, naturalmente.

            Há uma frase que li há anos e que me tem acompanhado e é a minha forma de ver e analisar a fenomenologia OVNI desde essa altura pois considero que ela espelha muito bem, quanto a mim, aquilo que deve ser o estudo do fenómeno OVNI:

            “Não podemos confundir os factos com aquilo que gostaríamos que eles fossem, sob pena de uma investigação séria sobre ovnilogia se transformar numa espécie de devaneio religioso.”
            Uma frase de José Manuel Chorão

    • 2 de fevereiro de 2014 em 15:14
      Permalink

      Por isso ainda é sobrenatural ou desconhecido…

      Resposta
  • 31 de janeiro de 2014 em 18:44
    Permalink

    Aeh, brothers. Lendo alguns coments abaixo me lembrei de uns lances, como um pensamento acho que do Sêneca, em que o filósofo romano divide os seres humanos em dois grupos: o menor, dos que seguem em frente elaborando idéias ou alguma coisa interessante, e o maior, dos que vão atrás dos primeiros, só que criticando e sem construir e nem propor nada, se possivel demolindo as obras dos outros. Mais ou menos como tambem fez Napoleão Bonaparte quando invadiu o Egito e ordenou, segundo consta, que suas tropas praticassem exercícios de tiro de canhões contra a cabeça da Esfinge, daí a razão para o atual aspecto detonado da grande estatua. Abraçasso!

    Resposta
    • 31 de janeiro de 2014 em 19:07
      Permalink

      E aí, brôu, quanto tempo, hein, blz? Aqui, pelo menos, são só alguns que fazem a abordagem a ferro e fogo, que tencionam e se estressam com um tema que é para ser levado na esportiva. Já disse isso antes, em vez de tanto mimimi deveriam curtir mais hahaha… e vida que segue. Vê se não some, cara, suas intervenções são sempre bem-vindas. Abs idem.

      Resposta
      • 2 de fevereiro de 2014 em 13:41
        Permalink

        As pirâmides não são construções dos terráqueos. Eles até podem ter ajudado, mas a tecnologia é de outro mundo ou de outra dimensão. Construídas precisamente em pontos energéticos estratégicos da Terra, estão alinhadas com determinadas constelações em outras galáxias e emitem fantástica quantidade de energia. São grandes condutoras… e estão emitindo LUZ.

        Resposta
    • 4 de fevereiro de 2014 em 01:19
      Permalink

      O amigo começou muito bem sobre Seneca… corretíssimo… mas na segunda parte existem documentos da época de Napoleão de quando invadiu o Egito foi que ele mandou limpá-la pois estava coberta de areia até o pescoço. Dificilmente, o mesmo homem que gastou tempo e dinheiro em livrar a Esfinge da areia autorizaria sua tropa a tamanho despautério… o que não é a mesma coisa que ele fez por exemplo no convento onde Da Vinci pintou a Santa Ceia em Milão onde recortou toda a parte de baixo para fazer uma porta onde passassem homens à cavalo. Estudos recentes de um cientista francês (não me recordo agora o nome mas pode ser facilmente encontrado na net devido ao conteúdo do estudo) comprovou cientificamente que os orifícios que existem na Esfinge são resultantes de chuva que ela tomou durante muitas centenas de anos, servindo este estudo inclusive para a tentativa de se re-datar quem foi o autor da Esfinge e de que época vem pois já é fato comprovado que quando as pirâmides de Gizé foram feitas a Esfinge a tempos já se encontrava lá.

      Resposta
      • 4 de fevereiro de 2014 em 18:27
        Permalink

        Muito legal os comentários da página alto nível, lendo e aprendendo com todos vocês, entrei aqui hoje pela primeira vez e já sou fã!!!

        Abraço!!!

        Resposta
  • 31 de janeiro de 2014 em 18:12
    Permalink

    O E-farsas revela os factos de forma transparente mas a opinião do “cientista” não passa disso mesmo uma opinião e não de ciência, o cientista como é óbvio seja qual for o fenômeno tem sempre que inventar uma explicação para o que não entende, seja ou não válida, esteja ou não comprovada, portanto pareceu uma explicação tipica de um cético (pouco séria). De resto acho estranho ser uma “ilusão da camera que condensou os pixels de luz para compensar n sei o quê”, porque o feixe de luz só vai até ao topo da piramide? não faria sentido ir de cima a baixo da imagem?

    Resposta
  • 31 de janeiro de 2014 em 17:06
    Permalink

    ainda bem que disseram q não é montagem, agora com toda certeza eu acredito que não seja, so pq ta escrito no site né hasuhasu

    Resposta
  • 31 de janeiro de 2014 em 17:03
    Permalink

    pra enganar otario ficou bom!

    Resposta
    • 2 de fevereiro de 2014 em 13:32
      Permalink

      Deixa disso, Bebeto. Por isso o Brasil não avança em quase nada. Acredite: o mundo não se resume à sua cabecinha.

      Resposta
  • 31 de janeiro de 2014 em 14:40
    Permalink

    Não entendi porque indicaram o E-farsa. Ele só enrola para cair em contradição, oras.

    Resposta
    • 2 de fevereiro de 2014 em 16:34
      Permalink

      indicaram porque nao passam de dummies. hahahahahahahahahahahahaha

      Resposta
  • 31 de janeiro de 2014 em 12:59
    Permalink

    Eu acho que o e-farsas mais confunde do que esclarece. Os caras negam o fenômeno mas ao mesmo tempo confirmam. Vai entender.

    Resposta
    • 31 de janeiro de 2014 em 13:37
      Permalink

      como se diz aki em minas… não c@g@m e nem saem da moita……. kkkkkkkkkkk

      Resposta
  • 31 de janeiro de 2014 em 12:24
    Permalink

    AS LUZES ADVEM DO ESPAÇO E SAO REBATIDAS…. TALVEZ TENHA A VER COM O ‘PROJETO BLUE BEAM’

    ESTAO QUERENDO NOS ENGANAR E IMPLANTAR A NOVA ORDEM MUNDIAL

    Resposta
    • 2 de fevereiro de 2014 em 13:33
      Permalink

      Nada a ver. Isso não é da Terra. Não inventa.

      Resposta
  • 31 de janeiro de 2014 em 11:13
    Permalink

    O melhor do conteúdo do E-Farsas são algumas afirmações hilárias tais como “Verdadeiro ou falso? A notícia é falsa, mas a foto é REAL!”.
    Como assim?: “Depois de analisar a imagem, Jonathon Hill disse em entrevista à NBC News que o tal ‘raio de luz’ na foto do templo maia é APENAS(!) um caso clássico de como uma distorção em uma imagem surge a partir da forma como as câmeras tratam a luz recebida”.
    De qualquer forma, o técnico da NASA disse que “é realmente uma imagem impressionante!”
    E a matéria conclui: “A imagem é resultado de uma falha no sensor da câmera do iPhone que ‘NÃO ENTENDEU(!)’ a claridade repentina do raio, criando uma coluna de pixels (coincidentemente) bem no topo da pirâmide!”
    Ou seja: por alguma obra do acaso óptico as lentes APENAS criaram o feixe de luz milimetricamente naquela posição. Meu, esses caras tão de sacanagem…

    Resposta
    • 31 de janeiro de 2014 em 11:41
      Permalink

      como diz o véi deitado……. a emenda saiu pior do que o soneto… kkkkkkkkk

      Resposta
    • 2 de fevereiro de 2014 em 13:34
      Permalink

      Pois é, e a energia emitida? Esse povinho norte-americano da NASA se enrola cada vez mais. E ganham dinheiro alto pra falar tanta bobagem.

      Resposta
    • 31 de janeiro de 2014 em 13:06
      Permalink

      O e-farsas não fala em amnipulação com photoshop. Pelo contrario.

      Resposta
    • 2 de fevereiro de 2014 em 13:35
      Permalink

      Desculpe, André, mas essa explicação não convence. Cético não passa de alguém sem talento que resolve “estudar” às pressas para tentar explicar algo que teme e não ousa reconhecer. Isso não justifica a grande quantidade de energia emitida.

      Resposta
      • 3 de fevereiro de 2014 em 08:57
        Permalink

        Justifica sim, pelo simples fato de que não tem comprovação de energia nenhuma sendo emitida, só uma foto.

        Primeiro se comprova técnicamente a energia, ai todas essas contradições podem cair por terra… não acha que se existisse de fato uma energia saindo de lá esse lugar não estaria abarrotado de cientistas?

        Mas ninguém prova que tem energia e você diz que não justifica a grande quantidade de energia emitida, mas quem tem que provar que tem energia é quem afirma.

        Resposta
    • 31 de janeiro de 2014 em 13:09
      Permalink

      O e-farsas vive de pegar carona no hype dos outros para aparecer, isso sim.

      Resposta
      • 31 de janeiro de 2014 em 13:32
        Permalink

        É uma estratégia válida de sobrevivência na rede, Nilson. Existe um nicho sempre ávido para consumir de imediato contestações a qualquer coisa. De bobo não tem ninguém na blogosfera. Desta vez caíram de pau sem aprofundar muito, o que pode ser sintomático de uma certa pressa em surfar a onda ainda no auge. Há dezenas de sites estrangeiros que foram mais fundo nessa questão. De boa, eles já publicaram posts concordando com outros questionamentos que fizemos. É do jogo, não arranca pedaço e sempre acrescenta algo na discussão.

        Resposta
        • 2 de fevereiro de 2014 em 13:36
          Permalink

          Não convence.

          Resposta
  • 31 de janeiro de 2014 em 07:34
    Permalink

    Parabéns pela reportagem, gostei de ser informada, existem porques que não precisam ser explicados nem pela ciência, ou Pe Quevedo, mas serão sentidas pelas pessoas que trabalham em campos energéticos e sabem que este momento que estamos vivendo aqui na terra é muito especial e que tudo faz parte do salto quântico evolutivo do planeta, sabemos que são energias dando sustentação, ancorando e curando, isso que verdadeiramente importa, pena gastarem milhões em pesquisas, pois estes deveriam ser direcionados à educação e à saúde. Gratidão

    Resposta
    • 1 de fevereiro de 2014 em 19:36
      Permalink

      Mera pregação para convertidos. Não aprofunda nadica de nada.

      Resposta
  • 31 de janeiro de 2014 em 02:14
    Permalink

    “Antes que os céticos (ou medrosos) se manifestem, deve-se frisar que os materiais fornecidos aos cientistas não foram montados e que não há dúvidas de que são autênticos.”

    AH, AGORA SIM, eu acredito!

    Resposta
    • 2 de fevereiro de 2014 em 13:37
      Permalink

      Oh! Guz, triste daquele que permanece na ignorância…

      Resposta
  • 30 de janeiro de 2014 em 20:46
    Permalink

    Do jeito que essa matéria tá “causando” no Face não se surpreendam se ela aparecer até a semana que vem no Domingo Espetacular, no Fantśatico ou algum num sei o quê Reporter de qualquer canal de televisão.
    Aí eles vão convocar aquele negacionista do padre Quevedo e alguns cientistas pra botar uma pá de cal no assunto, de preferência ridicularizando. Vão apelar direto e reto pro reducionismo. Quer apostar quanto?

    Resposta
    • 30 de janeiro de 2014 em 21:31
      Permalink

      Nada, Bert, porque sei que vou perder… rsrsrs. E pode ser pautada também em outros países já que o post virou um baita hype no mundo todo, mesmo publicado no nosso idioma. Chama bastante a nossa atenção, por exemplo, o número de acessos dos australianos. O motivo? Nem imagino, mas vou correr atrás disso.

      Enfim, quanto ao Quevedo, quem investiga ou trasita por essa área das “ciências ocultas”, sabe muito bem que o “mago negro” é uma espécie de braço de uma ala da Igreja Católica Romana interessada em manter sob controle qualquer fenômeno do gênero, com potencial de abalar as estruturas seculares.

      Já os “especialistas” da dita ciência tradicional, por sua própria natureza cartesiana, não têm outra saída – tanto para não se comprometer academicamente quanto para cumprir a pauta proposta pelas editorias, a fim de se manter em evidência.

      Normal, é assim que as coisas funcionam. Faz parte do jogo pesado de interesses que obviamente não esclarece nada, mas que, no fim das contas, só torna tudo ainda mais misterioso e… fascinante. O melhor, então, é levar na esportiva, cada um com sua percepção dos eventos. Abraços!

      Resposta
  • 30 de janeiro de 2014 em 16:33
    Permalink

    ameeeeeei esse site toooooodo, uma gracinha, muito butininho e cheio de noticias maneiras. parabeeeeeeens. beijos, beijos e mais beijoooooosssssss………. lu gilmour

    Resposta
  • 29 de janeiro de 2014 em 22:19
    Permalink

    A sua timeline e aqui tambem é bem tranquilo e não tem xingamento nem baixarias com quem fala sobre essas coisas como se ve em outros sites. Foi por isso que gostei daqui e de conhecer vocês. Vou voltar sempre e escrever as minhas opiniões. Beijos Mila

    Resposta
    • 29 de janeiro de 2014 em 22:40
      Permalink

      Você será sempre bem-vinda, Mila, com sua opinião 100% respeitada. Não é que uns zumbis não tentem se manifestar. Nós é que gostamos de praticar aquele meio clássico de extermínio dessas malas… hehehe. Aqui eles não infectam, pode deixar.

      Resposta
    • 29 de janeiro de 2014 em 22:54
      Permalink

      Meus amigos sabem o quanto eu gosto e pesquiso sobre esses assuntos. Acho lamentável é saber q muitos se negam a “ver” a verdade e muitas vezes ridicularizam um assunto tão sério e fascinante. É muita pretensão do ser humano achar que somos únicos no universo.

      Resposta
  • 29 de janeiro de 2014 em 11:22
    Permalink

    Quem estiver interessado nas fascinantes e também misteriosas pirâmides da Bósnia, existe um documentário disponível, produzido por Vinko Totic. Um trailler:

    Resposta
    • 10 de fevereiro de 2014 em 20:41
      Permalink

      Pois é Marcos. Gostei de logo no inicio do vídeo ver que um dos vértices da pirâmide aponta para a Lua… talvez no tempo em que ela estava “geoestacioada” sobre a terra. Ou isso ou a pirâmide gira sobre o seu eixo vertical para estar sempre a apontar para a Lua.

      Depois temos os nomes das outras pirâmides. Sempre tive curiosidade de saber como surgem… talvez da veia poética de Semir Osmanagich.

      Quanto aos túneis, uma vez que não conheço o real envolvimento da cidade na 2ª Guerra Mundial e uma vez que Visoko durante toda a guerra dos Balcãs esteve sob o domínio Bósnio, não vou tecer considerações porque podem ser meramente especulativas.

      Depois o filme mostra-nos uma rede de túneis.
      Dessa rede conhece-se muito pouco e seria necessário que o levantamento desse sistema fosse feito por entidades independentes.
      Por outro lado, e uma vez que debaixo de terra não há sinal GPS, como foi feito o levantamento desses sistema? Através de instrumentos de levantamento topográfico? Quem o fez?

      Seria interessante saber também, mais uma vez, com que tipo de instrumentos se fizeram as medições energéticas que levaram a afirmar que a potência do raio vai aumentando consoante se vai afastando cada vez mais da pirâmide…

      Resposta
  • 29 de janeiro de 2014 em 00:37
    Permalink

    No começo do vídeo pensei ser de humor e no fim pensei poder ser verdade, apesar de vários “sintomas” de ser de humor fingindo ser embasado.

    O que me sugeriu ser humor foi: não mostrou entrevistas, apenas mostrou a família e os “peritos” em fotos sem falas. No fim mostra o narrador e pouco antes o “Witley Strieber” que é escritor, e não cientista, falando do “fenômeno”.

    Em uma pesquisa rápida, a foto parece estar comprometida (enquanto nenhum dos que estavam no local “viu” tal raio de luz saindo da pirâmide: “In an interview with Earthfiles, Siliezar notes that none of the people present actually saw any beam of light when the image was captured, which supports Hill’s explanation that it was simply a camera glitch.1”

    http://www.livescience.com/18692-mayan-light-beam-photo.html

    Resposta
    • 2 de fevereiro de 2014 em 13:38
      Permalink

      É… permaneça na ignorância.

      Resposta
  • 28 de janeiro de 2014 em 15:41
    Permalink

    Que photoshop ruim esse da foto.

    Resposta
    • 28 de janeiro de 2014 em 16:11
      Permalink

      Este vai para a série ‘blogueiro sofre’… hehehe. Você assistiu ao que é dito no vídeo a respeito da imagem original que foi analisada pelos peritos? Ah, não? Observou que a foto deste post é de um frame retirado de um vídeo com baixa definição? Também não? Ora, ninguém está garantindo que tudo isso seja verdadeiro, mas também não sou tão açodado ao emitir juízos de valor. Então…

      Resposta
      • 2 de fevereiro de 2014 em 16:22
        Permalink

        Caro Paulo, indique-me uma aplicação que retire o exif (os dados) de um filme e eu ficaria muito contente… é que não há. Apenas para fotos.

        Diga-me também quem foram o peritos que analisaram a foto (porque não se trata de uma filme mas sim de uma foto), e também o laboratório onde essas análises foram feitas… conheço este caso à muito e NUNCA vi qualquer destas referencias.
        Mas mais abaixo eu explico-lhe o porquê desta e de outras imagens do tipo serem manipulação gráfica.

        Resposta
    • 2 de fevereiro de 2014 em 13:40
      Permalink

      Prove que é Photoshop. Não pode, né?

      Resposta
      • 2 de fevereiro de 2014 em 16:27
        Permalink

        Infelizmente ninguém cede a imagem original para poder ser analisada. Mas há outras formas de se fazerem avaliações desse tipo.

        E o senhor, consegue provar que é uma imagem real???
        Estas coisas são sempre um pau de dois bicos e por isso a lógica, e alguns conhecimentos ajudam a tirar algumas dúvidas. depois basta usar o bom senso e podemos chegar perto de uma resposta muito próxima da realidade dos factos.

        Resposta
  • 28 de janeiro de 2014 em 09:46
    Permalink

    Gostei muito da página de vocês, mas vcs podiam escrever mais sobre esse assunto que eu curto muito, abraços.

    Resposta
    • 28 de janeiro de 2014 em 10:28
      Permalink

      Obrigado, amigo. Também curtimos e foi por isto que publicamos o post, embora o foco (sem trocadilho) sejam os temas relacionados às atividades da empresa NEMO Design. Se você reparar, sempre entremeamos tópicos assim com os projetos que desenvolvemos ou objetos que produzimos no nosso estúdio. Como, no fim das contas, esses pontos são todos interligados, vamos tentar ir mais fundo nessas abordagens, blz?

      Resposta
  • 27 de janeiro de 2014 em 13:12
    Permalink

    hahahahahahaha….. adorei ‘ceticos ou medrosos’….. sao os que mais se borram nas cuecas…..

    Resposta

Deixe um comentário interessante neste artigo: