Os hedonistas do poder travestidos de jornalistas

Colunista da mídia conservadora

Do Blog Chefe de Redação

Um retrato dos membros do PiG: eles não são os bobos; eles são os cortesãos.

“Uma das mais notáveis mentiras é a suposição de que essas pessoas [jornalistas] funcionem como repórteres, e que, de fato, reportem em nosso benefício. As instituições da mídia são corruptas. Muitos trabalhadores da mídia, especialmente os que vivem em Washington [e aqui é diferente?], trabalham desavergonhadamente para as nossas elites. Eles desempenham o papel de cortesãos a papaguear propaganda [da elite]. Cortesãos não desafiam a elite ou questionam a estrutura do poder empresarial. A elite concede que os cortesãos entrem no seu círculo mais íntimo. Nenhuma classe de cortesãos jamais se transformou numa classe responsável ou socialmente produtiva. Os cortesãos são os hedonistas do poder.”

Do jornalista Chris Hedge, que trabalhou no New York Times. Ganhador do Prêmio Pulitzer, escreveu um livro sobre os fascistas americanos: Uma Direita Cristã.

É exatamente o que sinto quando vejo, ouço ou leio os tais comentaristas, colunistas e especialistas políticos da velha mídia, sempre a defender os interesses antinacionais. Eles são, de fato, os cortesãos, os que se curvam em reverência passiva ante os poderosos. Já os bobos da corte são os que se prestam a dar crédito a eles ou a repassar suas mensagens por emails.

Como se vê, essa turma dos institutos millenium – que proliferam mundo afora – lá como cá, ajoelha e reza na mesmíssima cartilha neoliberal.

Ah, em tempo: eu sou Jornalista.

* * *

Blog Chefe de Redação

2 comentários em “Os hedonistas do poder travestidos de jornalistas

  • 17 de julho de 2010 em 14:08
    Permalink

    “cortesãos que se curvam em reverência passiva ante os poderosos”… DISCOSTA!!! rsrsrs

    Resposta
  • 16 de julho de 2010 em 15:47
    Permalink

    Desses “palavrões” que você relacionou nas Tags todos me causam náuseas. Mas particularmente não controlo os ácidos gástricos só de ouvir o magnoli e o gandra. Aí não tem engov nem alka-seltzer que dêem jeito…
    Bjs, Ju

    Resposta

Deixe um comentário interessante neste artigo: