O mundo na era da ecocivilização sob a liderança da China

Bandeira da China ecológica

POTÊNCIA VERDE

Do blog ECOnsciência

Os ingleses ensinaram a humanidade a produzir no século XIX através da Revolução Industrial. Os estadunidenses mostraram ao mundo como consumir no século XX. E agora, no século XXI, chegou a vez dos chineses lançarem luzes sobre como é possível alcançar o desenvolvimento sustentável.

CHINESES QUEREM SER SEGUIDOS

Por Jia Weilier *

A China, a partir de agora, deve dar alta prioridade para o avanço ecológico a fim de incorporá-lo em todos os aspectos da sociedade.

O governo chinês pretende envolver a economia, a política e a cultura, para construir “um país bonito, fundamentado no desenvolvimento sustentável”.

Martin Jacques afirmou que os ingleses ensinaram a humanidade a produzir no século XIX através da Revolução Industrial.

Os americanos, ainda segundo o autor de Quando a China Dominar o Mundo, mostraram ao mundo como consumir no século XX.

E agora, no século XXI, chegou a vez da China lançar luzes sobre como é possível alcançar o desenvolvimento sustentável.

Em outras palavras, os britânicos introduziram a civilização industrial e os americanos, a era da informação.

Os chineses têm como missão a oportunidade única de conduzir o mundo ao avançado estágio da ecocivilização.

A ECOCIVILIZAÇÃO DO SÉCULO XXI

Desde o século XX, o consumo de recursos e de energia tem crescido explosivamente. Se esse quadro perdurar, as bases da civilização industrial serão destruídas.

A poluição e os problemas ecológicos afetarão profundamente o futuro das próximas gerações.

Desde a conferência ambiental da ONU realizada em Estocolmo em 1972, a comunidade internacional adotou uma série de medidas para proteger o meio ambiente.

Em 2007, um relatório do governo chinês propôs pela primeira vez a construção de uma ecocivilização.

China - Ecologia

A ecocivilização conduzirá a humanidade a uma estágio realmente civilizado. Nele, um sistema social com uma ordem complexa mas refinada será estabelecido mundialmente.

Meios de produção que representem harmonia entre o homem e a natureza dominarão todas as esferas da vida social.

As pessoas desfrutarão dos confortos proporcionados por uma economia moderna, por um lado, mas estarão cercadas de paisagens naturais e de ar puro, por outro.

Erguer uma ecocivilização é algo que deve permear as agendas dos governos nas mais diversas áreas – na economia, na política, na cultura.

REGULAMENTAÇÕES AMBIENTAIS

O desenvolvimento de indústrias verdes deve ser acelerado.

Temos também que tirar proveito de nossas experiências passadas, que ajudam a definir a estratégia correta para termos uma ecocivilização.

A humanidade tem que estabelecer valores e éticas favoráveis ao meio ambiente, e ao mesmo tempo reformar o estilo de vida predominante, prejudicial para a ecologia.

As pessoas devem conscientemente proteger os recursos naturais e usá-los com moderação.

Na comunidade internacional, uma nova forma de cooperação terá de ser estabelecida, em que sejam estimuladas parcerias globais em favor do meio ambiente.

Governos ao redor do mundo devem também regulamentar as questões ecológicas regionais.

Os empreendimentos serão orientados por um forte senso de responsabilidade diante das regulamentações ambientais.

Finalmente, pessoas comuns podem também participar ativamente da proteção ambiental adotando um estilo de vida de baixo consumo de gás carbônico.

* Jia Weilier, diretor-adjunto da Academia de Ecocivilização de Pequim.

Deixe um comentário interessante neste artigo: