Um comentário em “O amor líquido e deletável, a angústia do sentimento do nada

  • 16 de maio de 2017 em 01:47
    Permalink

    Verdade amigo, as pessoas julgam por fotos ou posição social, ninguem te conheçe a fundo, muitos que são proximos nem se quer sabe teu proposito, porque estão tão *afastados* que não percebem a pessoa que somos. *A multidão* ao nosso redor junto com a manipulação cibernetica afasta cafa vez mais a convivencia. Por isso estou sempre ao redor da natureza me *despindo a alma* e os poucos que estão ao meu redor me *percebem* ainda bem…
    Não fique triste, ainda existem pessoas *desconectadas*…

    Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: