Nuvem de cinzas do vulcão Puyehue no céu do Rio Grande do Sul

Vulcão Puyehue - nuvem de cinzas

CINZAS VULCÂNICAS NOS PAMPAS

Do blog ECOnsciência

Uma nuvem de cinzas do vulcão chileno Puyehue deve passar sobre parte do Rio Grande do Sul na tarde desta segunda-feira, segundo previsão do Cptec/Inpe (Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos), que monitora o avanço da nuvem por imagens de satélite. Até às 11h de hoje, a nuvem se deslocava sobre o Uruguai e se aproximava do sudeste gaúcho.

A nuvem se desloca entre 7 km a 10 km de altitude e não deve passar sobre Porto Alegre. Ainda assim, a chegada das cinzas pode trazer novos cancelamentos de voos no aeroporto do Estado. Por questões de precaução, deverá ser evitado o trânsito aéreo.

Na manhã de hoje, o aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, operava em condições normais de visibilidade, segundo informações da Infraero. Mas a presença da nuvem de cinzas em outros países ainda afetava voos internacionais.

Vulcão Puyehue - risco para aviãoPelo menos quatro voos que estavam programados para sair da capital gaúcha foram cancelados, sendo dois para Buenos Aires, um para Montevidéu e outro para Rivera.

Os aeroportos de Cumbica, em Guarulhos (Grande SP) e do Galeão, no Rio, também acumulavam cancelamento em decorrência das cinzas. Até o início da tarde eram, ao menos, 17 partidas canceladas.

Segundo a Infraero o aeroporto de Cumbica era o que tinha maior número de cancelamentos, sendo sete para Buenos Aires e outras três de Montevidéu.

Já no Galeão eram 7 partidas canceladas, entre elas seis para Buenos Aires e uma para Montevidéu.

A nuvem de cinzas que se aproxima do Sul é impulsionada pelos ventos que seguem em direção ao Nordeste do país. A passagem de um ciclone extratropical mudou a direção dos ventos.

Após passar parcialmente pelo território gaúcho, a previsão é que a nuvem se desloque para o oceano na noite desta segunda-feira. Amanhã (14), a nuvem deve se deslocar apenas sobre a Argentina e o Uruguai.

Fonte

* * *

Blog ECOnsciência Inovadora

Deixe um comentário interessante neste artigo: