No Brasil a proporção é de dois cachorros para cada gato

E O MERCADO PET CRESCE EM RITMO CHINÊS

Quantos cães e gatos tem no Brasil

Quem mexe com animais deve ficar de olho vivo e saber que o mercado pet em 2014 faturou quase 17 bilhões de reais. Não existe crise no setor que, este ano, deverá crescer a um ritmo chinês de 8%.

A população de cachorros em domicílios brasileiros supera em mais de duas vezes a de gatos. No Brasil, há hoje 52,2 milhões de caninos contra apenas 22,1 milhões de felinos criados em domicílio.

Segundo dados da Pesquisa Nacional de Saúde, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, os cães estão presentes em 28,9 milhões de residências, o que, em termos percentuais, equivale a 44,3% dos domicílios do país, e muitos brasileiros criam mais de um animal.

De acordo com o IBGE, a presença de cachorros é mais frequente em residências rurais (65%). Nos lares em área urbana, o percentual cai para 41%.

Os habitantes da Região Sul são os que mais criam cachorros no país, com 58,6% dos domicílios tendo ao menos um animal. Já o Nordeste tem o menor percentual (36,5%). Paraná é o estado que lidera o ranking de domicílios com cachorros (60,1%).

Dois cães para cada gato

Menos presentes no país, os gatos estão em 17,7% das residências, ou 11,5 milhões. A densidade populacional é semelhante à dos cachorros, de 1,9 gato por domicílio que possui o animal.

Na Região Nordeste, que é a que mais possui gatos, 23,6% das residências abrigam ao menos um animal. No Sul, 19% dos lares criam gatos e o Sudeste tem a menor proporção, 13,5%.

O Piauí é o estado que mais possui gatos, com 34,2% dos lares abrigando ao menos um animal e o Distrito Federal é o que tem menos, registrando apenas 6,9% de domicílios abrigando um gato.

Segundo a pesquisa, 75,4% dos donos de gato ou cachorro vacinaram todos os animais que possuíam nos doze meses anteriores ao questionário. No Sudeste, o percentual chega a 84,3%, e no Norte, cai para 67,1%.

A vacinação completa foi realizada em 79,7% dos lares em área urbana e em 58,2% dos localizados em regiões rurais.

O Brasil já é o segundo maior mercado pet do mundo, atrás apenas dos EUA, que lideram disparados (US$ 30,4 bilhões). Em seguida, aparecem Reino Unido, França, Alemanha e Japão.

Deixe um comentário interessante neste artigo: