Natureza morta fica viva quando quadro em 3D é girado

INTERATIVIDADE PARA BAGUNÇAR O CORETO


A inveja que dá é a seguinte: na boa, por que eu não pensei nisto antes? Pois é, o artista plástico Scott Garner, depois de queimar a mufa numa forma de tornar as pinturas mais interativas, conseguiu criar a peça que você pode ver no vídeo acima.

Utilizando uma tela LCD, montada sob uma moldura de madeira rotativa, o maluco conectou na parte traseira do aparelho sensores de inclinação USB. Depois, ele usou um simples aplicativo para se comunicar com o sensor e alimentar a tela com imagens 3D.

Quadro interativo em 3D

As cenas são geradas em tempo real com o software Unity 3D. Ao virar a tela, as imagens acompanham o movimento, fazendo com que os objetos se desloquem de um lado ao outro do cenário.

Imagine se a ideia se populariza e criam uma galeria onde você possa bagunçar o cabelo da Mona Lisa ou fazer cócegas no personagem de O Grito, de Munch. Simplesmente genial!

Com TecMundo

Deixe um comentário interessante neste artigo: