Mulher não gasta dinheiro à toa, investe o tempo todo

Ford StreetKa Conversível

MULHER NÃO GASTA, INVESTE!

A Cachaça da Happy Hour (em 10/01/2011)

A mulher passeava em seu carrinho conversível quando, ao parar no sinal, foi abordada pela mendiga, maltrapilha e maltratada, que lhe pediu dinheiro para comida.

Ela pegou uma nota de R$ 50 e perguntou:

– Se eu lhe der esta grana você vai sair com suas amigas e gastar tudo?

– O que é isso, dona! Eu não tenho amigas, moro na rua…

– Não vai sair pelas lojas gastando?

– Nem entro em loja, porque não deixam. Só gasto com comida!

– Não vai ao salão fazer cabelo e unhas?

– A senhora tá maluca? Nem sei o que é salão…

– Bom, não vou lhe dar dinheiro, mas entre aqui no carro que esta noite você vai jantar comigo e meu marido.

A mendiga, pasma, retruca:

– Mas teu marido vai ficar furioso! Estou toda descabelada, descalça e com estes trapos…

– Não faz mal, só quero que ele veja como fica a mulher quando não sai com amigas, não faz compras e nem vai ao salão!!!

* * *

Blog da Nívia de Oliveira Castro

4 comentários em “Mulher não gasta dinheiro à toa, investe o tempo todo

  • 10 de janeiro de 2011 em 20:26
    Permalink

    Que maravilha, a piada é excelente, mas esse carro da foto é um StreetKa que, no fim das contas, não passava de um “kazinho” do tipo “cabriolet”, só que com o motor mais “injetado”, coisa e tal.
    Parece, até onde sei, que foi produzido entre 2003 e 2006, na Europa, até sair de linha. Lembro também que houve uma badalação publicitária na época com a cantora Kylie Minogue e a “bagaça” vendeu horrores entre a mulherada.
    Hoje, o pessoal tá “cortando” os nossos desvalorizados Ford Ka para transformar em esportivos. Muito legal, tem muito mercado pra esse segmento alternativo.

    Resposta
    • 10 de janeiro de 2011 em 22:03
      Permalink

      É vero, míster. Barbada transformar o Ka num conversível da hora. E a baixo custo com um baita preço de revenda. Business, mano, com retorno garantido.

      Resposta
  • 10 de janeiro de 2011 em 18:20
    Permalink

    Nívea
    Essa piada é ótima mas nem sob tortura eu a conto prá minha mulher.
    Mas, a propósito, não é vc naquele carrinho conversível, posando para representar a piada e, quem sabe – a título de piada – contar uma malvadeza que vc fez com o amado? (rsrsrsrsrsrsrsrsrs)
    Um abraço e um ano novo SPAD – Saúde, Paz, Amor e Dinheiro – que nóis merece, né?

    Anabil

    Resposta
    • 10 de janeiro de 2011 em 19:09
      Permalink

      Rsrsrsrsrsrs…
      Melhor a emenda que o soneto, Anabil. Você é ótimo, como sempre.
      Abraço e SPAD procê tomém.
      Nívia

      Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: