Meio bicho e máquina: peixes, aves e outros animais steampunk

Gravuras Steampunk

A MECÂNICA DAS COISAS

A Cachaça da Happy Hour

Toda vez que eu topo com delírios steampunk de artistas como os do russo Gvozdariki acabo entrando numa espécie de viagem maluca. Daí que me pego imaginando se o “criador” não teria passado primeiro pela prancheta antes de materializar neste mundo formas vivas mecanicamente tão perfeitas.

Embora não seja hoje em dia minha área de atuação já tive a oportunidade de participar em laboratório de várias experiências de dissecação de animais com biólogos — como aves, peixes e insetos –, observando seu interesse para compreender o movimento mecânico das articulações estruturais.

Pássaro steampunk

Da mesma forma, há alguns anos, visitei a linha de montagem de uma fábrica de calculadoras mecânicas da Facit, em Juiz de Fora (MG) — daquelas acionadas por manivela e rolinho de papel para impressão. Ela ainda resistia no mercado, apesar da avalanche eletrônica. Atualmente, se não virou indústria de bicicletas ou algo do gênero, imagino que só possa ter fechado as portas.

Enfim, nunca tinha visto nada tão steampunk quanto aquelas máquinas esparramadas sobre as bancadas. Depois de prontas, por baixo das carcaças, elas ficavam com esta aparência a seguir, registrada por Kevin Twomey. Enquanto admirava o trabalho frenético dos operários, me lembrava dos biólogos. Tudo tão parecido…

Peças de calculadora mecânica

Peças e engrenagens de máquina calculadora

Para quem gosta de desenhos e gravuras de bichos neste estilo parecido com os projetos mais loucos do Leonardo da Vinci, sugiro dar uma olhada na excelente galeria de imagens disponibilizada no Átomo. São 28 quadros, cada um mais lindo que o outro.

Um comentário em “Meio bicho e máquina: peixes, aves e outros animais steampunk

Deixe um comentário simpático neste artigo: