Manual ensina como criar banda de axé music para o Carnaval

A REPETIÇÃO É A FÓRMULA DO SUCESSO

Tira o pé do chão

Com ilustração do chargista Duke para apimentar o acarajé, segue o já famoso Manual de Formação de uma Banda de Axé Music para todos os que ficam morrendo de inveja dos astros que desfilam com seus trios elétricos (e Michel Teló) no circuito Barra-Ondina, cantando aquelas mesmas coisas de sempre no Carnaval de Salvador.

Não desanime, pois tem como mudar virar a sua vida de ponta cabeça. Siga a fórmula abaixo que o seu sucesso estará garantido a partir do ano que vem. Você só vai precisar de:

1. Um cara que saiba um pouco de percussão.

2. Um cara que não saiba absolutamente nada de guitarra.

3. Alguém que possa copiar a música dos outros e dar uma disfarçada legal.

4. Um empresário inescrupuloso que duplicará a fórmula de sucesso e ganhará muito mais dinheiro com duas bandas.

5. Um cara que fale com sotaque aberto, todo mundo sabe imitar, não há necessidade de um baiano original (lembra da niteroiense Baby Consuelo?).

6. Uma mulher gostosa pra rebolar enquanto você canta.

7. Uma mulher gostosa pra rebolar enquanto você canta.

8. Uma mulher gostosa pra rebolar enquanto você canta.

9. A galera vai lá pra ver as gostosas rebolando, então arranje várias gostosas rebolando enquanto você canta. Para falar a verdade, você pode trocar o cara da percussão, o cara da guitarra, o cara com sotaque nordestino e até mesmo você por gostosas que rebolem enquanto a música toca… Pra ser mais sincero, para que essa música chata? Todo mundo vai estar lá mesmo só pra ver as gostosas rebolando…

10. Exaltar a Bahia, Salvador, Pelourinho, Porto Seguro, o Farol da Barra, a praia, o sol e tudo mais.

11. Cantar com sotaque baiano – a partir de hoje você é baiano, mesmo que tenha nascido e sido criado em Tóquio/Japão.

12. Um nome pouco expressivo para sua banda, qualquer um serve. Você irá mudá-lo para o nome de seu maior hit de sucesso mesmo.

Depois disso tudo você começa a trabalhar na letra de seu primeiro sucesso, depois é só mudar a ordem das frases e das partes do corpo das gostosas que dançam na sua banda.

Agora, claro, a letra básica de um garantido sucesso nacional. Preencha apenas os espaços definidos com uma das opções entre parênteses logo em seguida:

DANÇA/MELÔ DA(O) _____________ (parte da anatomia feminina de sua preferência)

“Vai mainha, ________ (sacode/balança), a ________ (parte da anatomia feminina de sua preferência)
Isso (moreninha/loirinha) ________ , lá em Salvador, painho, como é bom!
Juntinho, isso!
Passa a mão na ________ (parte da anatomia feminina de sua preferência)
Essa é a dança/melô da(o) ________ Linda !
Lindo(a) ! ________ (parte da anatomia feminina de sua preferência ou uma localidade da Bahia)
Segura o(a) ________ (parte da anatomia feminina de sua preferência)
Vai descendo, a ________ (parte da anatomia feminina de sua preferência)
Agora sobe! Tá gostoso!
Vai mainha, ________ (sacode/balança), a ________ (parte da anatomia feminina de sua preferência)
Isso ________ (neguinha/loirinha/moreninha), lá em Salvador, painho, como é bom!
Juntinho, isso!
Passa a mão na ________ (parte da anatomia feminina de sua preferência)
Essa é a dança/melô da(o) ________ (parte da anatomia feminina de sua preferência)
Linda! Linda!
Mexe a/o(s) ________” (parte da anatomia feminina de sua preferência ou localidade da Bahia).

E como diz a charge do Duke, nunca se esqueça de mandar a galera tirar os pés do chão. Como se vê, só é pobre quem quer…

Com suporte de Fernandão

Deixe um comentário interessante neste artigo: