Maná: rock latino engajado na causa ecológica e social

Maná - defesa das tartarugas marinhas

Do blog ECOnsciência

Rock é não é apenas transgressão, mas também sinônimo de ativismo e militância. A banda mexicana Maná armou-se desse ânimo e preferiu a luta ao comodismo da fama. As causas ecológicas e sociais ganharam um aliado de peso. Com um exército de milhões de admiradores mundo afora.

MANÁ: O BOM COMBATE NAS LUTAS ECOLÓGICAS E SOCIAIS

O México é admirado e reconhecido em todo o mundo como o País das Tartarugas Marinhas uma vez que sete das oito espécies existentes nas águas salgadas do planeta utilizam os seus quase 10 mil km de orla marítima para cumprir o ciclo reprodutivo natural.

Este afluxo se explica pelo fato de ser rodeado por quatro grandes mares e oceanos: o Pacífico e o Mar de Cortés (ou golfo da Califórnia), na costa Oeste; e do lado oposto, na bacia leste atlântica, pelo Golfo do México e pelo Mar do Caribe.

Em termos de comparação, nos 7,5 mil km da orla brasileira – 2,5 mil km a menos, portanto, que a mexicana – esse número chega no máximo a cinco espécies, pois só recebemos para desova o tráfego das tartarugas marinhas oriundas do Oceano Altântico.

A admiração internacional pode ser creditada também em boa parte à militância dos quatro integrantes do grupo Maná, a banda latina de maior sucesso no cenário do pop-rock mundial, fundada há quase 30 anos, em Guadalajara. Além das músicas engajadas são os autores de um dos mais bem sucedidos projetos de preservação ambiental do planeta: a ONG Selva Negra.

Banda de rock mexicana ManáEm todos os shows – assistidos por milhões de fãs ao redor do mundo – Fher, Juan, Sergio e Alex não perdem a oportunidade para defender as tartarugas e incentivar o plantio de árvores em regiões urbanas. Além disso, a sua ONG atua em parceria com entidades internacionais, como o Greenpeace e a Anistia Internacional.

O combativo Maná encontra-se agora empenhado em reforçar campanhas ecológicas voltadas para o público infantil. Os integrantes da banda publicam livros didáticos sobre o meio ambiente que são distribuídos a cerca de 600 escolas mexicanas.

A Selva Negra também incentiva o uso doméstico de pequenas hortas familiares, sustentáveis e de alto rendimento. O objetivo é permitir a conservação da água onde é escassa com vistas a melhorar a nutrição de crianças e mulheres – não só no México como nos outros países da América Latina e em todo o mundo.

Outro grande momento do grupo Maná foi a repercussão alcançada com a música Cuando los Angeles Lloran, de 1995. A canção é uma homenagem a Chico Mendes, o líder seringueiro assassinado numa conspiração por defender a Amazônia. “Quando recebemos a notícia da morte do Chico, tivemos a certeza de que ele era um anjo na terra”, lembra Fher Olvera, vocalista e guitarrista da banda. (veja o vídeo abaixo)

Por todo o ativismo consagrado à defesa ambiental como ao desenvolvimento social, a Selva Negra foi contemplada pela Organização Pan-Americana da Saúde com o título de Campeã da Saúde das Américas. A OPAS, é a mais antiga agência de saúde do mundo, tendo sido criada há mais de um século, e atualmente faz parte do sistema internacional da ONU.

Os roqueiros-militantes do Maná também atuam em todo o mundo como representantes ou Embaixadores da Boa Vontade junto à FAO – Organização para Agricultura e Alimentação das Nações Unidas.

O nome da banda não poderia ser mais inspirado. Maná, na cultura ocidental significa: “o pão que cai do céu”, o alimento milagroso, e foi sugerido por um integrante do grupo após a leitura da passagem bíblica em que Deus envia alimentos em forma de chuva aos hebreus para que suportem os rigores do deserto.

No final das contas, pode-se conjecturar que Maná nada mais é do que a energia que se manifesta de forma divina em determinados seres e suas atitudes iluminadas –  mas que, segundo o dicionário, significa apenas “tudo o que proporciona deleite e satisfação”!

Un ángel se fue volando en madrugada… y no volverá.

* * *

Blog ECOnsciência Inovadora

Brindes promocionais - Tartarugas marinhas

Um comentário em “Maná: rock latino engajado na causa ecológica e social

  • 18 de julho de 2010 em 11:08
    Permalink

    O engajamento dessa banda deveria servir de exemplo a outros artistas e famosos endinheirados que em vez de ficar se metendo em escandalos bem que podiam dar uma contribuição sincera a coletividade. Não por acaso eles são reconhecidos e respeitados e tem milhoes de fãns em todo mundo.

    Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: