Esculturas de cabeças em palitos de fósforo queimados

MÓRBIDO E SOMBRIO, MAS BEM-HUMORADO

Cabeças de fósforos queimadas

Esculturas minuciosas em palitos de fósforos por mais que impressionem não chegam a ser exatamente uma novidade. Quando formam um conjunto de fisionomias perfeitas, mas queimadas, aí é que dão um nó na cabeça do observador, como estas peças criadas por Wolfgang Stiller.

Escultura em palito de fósforo

Na sua série Matchstickmen, o artista plástico alemão deixa o significado das obras de arte abertas para a interpretação em uma área surpreendentemente estranha entre o mórbido e o bem-humorado. Afinal, os restos carbonizados acabam se assemelhando a fisionomias mortalmente sombrias.

Esculturas em caixa de fósforos

No fim das contas, mais desconcertante que as caixinhas dos fósforos usadas como caixões mortuários é descobrir que tudo não passa de uma curiosa ilusão de ótica. De miniatura as peças não têm nada — são enormes, fixadas na ponta de caibros de madeira calculadamente queimados.

Cabeça de fósforo queimada

Em exposição na Galeria Python, em Zurique, Suíça

Deixe um comentário interessante neste artigo: