Elefante de pedra bebe água com tromba mergulhada no mar

A TEXTURA PERFEITA DO COURO DO ANIMAL

Formação rochosa

Muitas vezes, a paisagem natural pode aparentar uma estranha semelhança com criaturas em estado selvagem. Um desses lugares curiosos fica na Islândia.

Na ilha de Heimaey, há uma formação rochosa que, a partir de certos ângulos, parece um enorme elefante bebendo água com a tromba mergulhada no mar.

Dois elementos contribuem para a ilusão de ótica ou efeito de pareidolia – fenômeno psicológico com o poder de nos fazer enxergar coisas por todos os lados.

Primeiro, as rugas no penhasco imitam a textura particular do couro do animal, formadas por rocha basáltica resultante do rápido resfriamento da lava vulcânica.

E também pelos recortes aleatórios provocados pela erosão durante milhares de anos, que acabaram por esculpir um olho, uma orelha e a tromba gigantes.

Ilusão de ótica

Efeito pareidolia

Escultura natural

Clique nas imagens para ampliar e nos links sublinhados para saber mais.

2 comentários em “Elefante de pedra bebe água com tromba mergulhada no mar

  • 23 de outubro de 2015 em 16:03
    Permalink

    Num bom dicionário (Enciclopédia Mirador Internacional) a primeira definição da palavra “Arte” é: Dizer ou fazer alguma coisa com acerto! Marcus Eduardo e Paulo Maurício, através da Matéria Incógnita, fazem jus à fabulosa figura do Elefante de Pedra, que não deixa de ser uma “Arte”.

    Parabéns para os dois. Abraço fraternal, Miecislau.

    Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: