Durante toda a nossa vida há dois períodos de maior felicidade

ISSO ACONTECE AOS 23 E 69 ANOS DE IDADE

Rosto de jovem envelhecendo

Até agora muita gente acreditava no mito de que a infância era o período mais feliz das nossas existências. Nada mais equivocado, pois o pico da felicidade no ciclo da vida ocorre duas vezes: aos 23 anos e aos 69 de idade.

Pelo menos se estiver correta conclusão de um estudo do Centro de Desempenho Econômico da Escola de Economia de Londres, que comparou as expectativas de mais de 20 mil pessoas em diferentes fases da vida.

De acordo com os estudiosos comportamentais, o início dos 20 anos são cheios de esperança e ricos em perspectivas para o futuro, o que faz com que os níveis de satisfação pessoal e de felicidade atinjam os 10%.

Como nada de bom dura para sempre, tudo vai se transformando até mudar drasticamente quando, ao chegar na casa dos 30 anos de idade, começamos a ser confrontados com as grandes desilusões da vida.

CRISE DA MEIA-IDADE

A partir daí, seguem-se décadas de expectativas em queda, que atingem os valores mais baixos por volta dos 55, que é quando se sente mais arrependimento e frustração pelos sonhos e ambições não concretizadas.

Mas a dita “crise da meia-idade” também não dura muito. Segundo o estudo, os níveis de satisfação e felicidade voltam a crescer logo depois dos 55 anos, atingindo um novo pico máximo aos 69.

Aparentemente, quando se tem 68 anos, criam-se menos expectativas quanto ao futuro e é mais fácil aceitar aquilo que a vida nos deu, pelo que a probabilidade de desilusões e desapontamentos é muito menor.

A investigação foi coordenada por Hannes Schwandt e baseou-se nos níveis de felicidade de 23.161 pessoas, com idades entre os 17 e os 85 anos e de nacionalidade alemã — podendo ter resultados parecidos em outros países.

Um comentário em “Durante toda a nossa vida há dois períodos de maior felicidade

  • 26 de julho de 2015 em 09:24
    Permalink

    Vou ficar aqui pensando sobre isso. Acho que minha vida tem outros picos meio fora de entendimento kkk Mas a ideia com a pesquisa foi passada.

    Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: