Decadência: canais de TV aberta perdem audiência no horário nobre

Destrua seu aparelho de TV

MATE SUA TV ABERTA

A Cachaça da Happy Hour

Nem Jornal Nacional, nem novelas e muito menos programas de baixo nível. O futuro da Globo não é nada promissor. O de suas concorrentes também.

Não vai tardar para as audiências somadas de TV por assinatura, DVDs e games conquistarem a maior fatia de público na televisão brasileira.

A Globo encerrou setembro com apenas 14,6 pontos de média diária (das 7h à meia-noite) de ibope. Cada ponto equivale a 60 mil domicílios na Grande São Paulo.

Em segundo lugar estão TV paga, DVDs e games, batizados de “Outros Canais” (OCN) e “Outros Aparelhos” (OAP) pelo Ibope.

Juntos, eles acumularam em setembro audiência de 9,2 pontos, mais da metade da média da Globo.

Para se ter uma ideia do crescimento dessa plateia, em 2010, a média diária monitorada dos chamados OCN e OAP foi de 7,7 pontos.

Atualmente, a audiência de DVDs, TV paga e videogames supera o ibope diário de todas as outras emissoras de TV aberta, com exceção da Globo.

A Record registrou em setembro média diária de 5,6 pontos e o SBT, 5,4 pontos. Os canais abertos seguem em queda de ibope.

Durante a faixa nobre, ocorre a maior migração de público da TV aberta para a TV paga e outros aparelhos ligados ao televisor.

Das 18h à meia-noite, a média de ibope dos OCN e OAP é de 12 pontos. Esse montante representa metade do público da Globo e o dobro da plateia do SBT na faixa.

Via F5

Deixe um comentário interessante neste artigo: