Cuidados para evitar que o seu celular morra afogado no verão

Cuidados com celular na praia

MERGULHO ACIDENTAL

A Cachaça da Happy Hour

Para quem sai de férias na praia, durante o verão, o melhor mesmo é se desligar do mundo, esvaziar a cabeça e recarregar as baterias do organismo. Dar um tempo na rotina inclui largar o telefone celular em casa, tanto quanto isto seja possível.

Se não tiver jeito, lembre-se que os componentes dos aparelhos são sensíveis à ação do calor e a mergulhos acidentais. Portanto, todo cuidado é pouco ao enfrentar a praia ou até mesmo aquela casa que fica fechada boa parte do ano.

Confira então algumas dicas para que os aparelhos durem pelo menos até o fim da estação.

Praia — A beira da praia é um dos maiores inimigos dos dispositivos eletrônicos, já que o sol, o calor, a areia, a água e a maresia são potenciais oxidantes de metais. Mas nada que impeça que os banhistas levem seus celulares para a praia. Alguns cuidados simples ajudam a proteger o aparelho: o ideal é manter o dispositivo dentro de uma capa protetora (ou pelo menos de um saco plástico) e deixá-lo sempre na sombra. Outra dica que ajuda a proteger o aparelho é manter o celular preso ao pulso com uma corda semelhante à das câmeras digitais. Ela será útil principalmente ao tirar fotos, evitando que o aparelho caia na areia ou na água.

Esportes — Outro cuidado importante a ser tomado é durante a prática de esportes, já que o suor, assim como a água, pode acelerar a oxidação dos componentes internos do aparelho. Por isso, o ideal é tomar todas as preocupações possíveis para que o aparelho não fique em contato com a pele.

Casas fechadas — Casas de praia e sítios são locais que normalmente ficam fechados boa parte do ano e acumulam bastante pó e sujeira. Ao chegar nesses locais, o usuário deve ter cuidado para que essas partículas não risquem o aparelho.

Piscina — Ao levar o celular a locais com grande quantidade de água, todo o cuidado é pouco. Mas caso o aparelho caia na piscina, o que resta é tomar alguns cuidados: retire a bateria imediatamente, seque com um pano todos os componentes com cuidado e deixe o aparelho ao ar livre por algumas horas antes de recolocar a bateria. E torça para que nenhum componente interno tenha sido danificado.

Limpeza — Mesmo com tantos riscos ao celular dando sopa no verão – areia, pó, água -, o ideal é pegar leve na limpeza. Evite usar produtos químicos ou panos úmidos. Apenas um pano seco basta, já que os componentes internos são sensíveis à umidade. Outra dica importante: os usuários devem evitar bancar o técnico e abrir o aparelho. A retirada da bateria já basta para a limpeza.

Calor — O celular é sensível ao calor, e funciona melhor em temperaturas que variam entre 15ºC e 30ºC. Por isso, evite temperaturas extremas, principalmente deixar o aparelho dentro do carro estacionado no sol.

Com o Terra Tecnologia

Deixe um comentário simpático neste artigo: