Crianças vacinadas contra gripe suína pegam doença do sono

Distúrbio do Sono

TRAGÉDIA MÉDICA SEM CURA

A Cachaça da Happy Hour

Até agora 800 crianças europeias desenvolveram narcolepsia – uma doença incurável que causa crises de sono incontroláveis a qualquer hora – após terem recebido a vacina Pandemrix, contra o vírus H1N1 da gripe suína, produzida pela indústria farmacêutica GSK – GlaxoSmithKline.

Meninos e meninas apresentam dificuldade de se manter acordados durante o dia, perdendo aulas com frequência por causa do problema. Ao acordar, às vezes ficam paralisados, com falta de ar e sem conseguir pedir ajuda. Por causa do estresse, são frequentes os pesadelos e alucinações.

Países como a Finlândia, Suécia, Noruega, Irlanda e França também registraram aumento nos casos de narcolepsia em crianças após a implementação da vacina. Por causa disso, a agência reguladora de remédios europeia decidiu proibir o uso da vacina em jovens abaixo dos 20 anos.

Pesquisadores independentes já publicaram estudos revisados por outros especialistas na Suécia, na Finlândia e na Islândia. Todos eles mostraram que o risco de narcolepsia aumentou de sete a 13 vezes entre as crianças que tomaram a vacina, em comparação com as que não tomaram.

Os especialistas em saúde pública da Suécia questionam se valeu a pena imunizar a população. Embora a vacinação tenha evitado a morte de 30 a 60 pessoas por gripe, deflagrou 200 casos de narcolepsia, uma doença incapacitante. Para eles, trata-se de uma “tragédia médica”.

Completo AQUI

Deixe um comentário interessante neste artigo: