Cordel contra o preconceito e a grosseria de um ‘pavão’

Para nunca esquecer que temos de lutar sempre, sempre, sempre, contra todos os tipos de preconceito: “Lula é analfabeto, cafona e grosseiro” – Caetano Veloso

Caetano Veloso: um sujeito alfabetizado, deselegante e preconceituoso

Por Antonio Barreto*, de Santa Bárbara, Bahia

Eu já estava estressado
Temendo até por vingança.
Meus alunos na escola
Leitores da ‘cordelança’
E a galera em geral
Sempre a me fazer cobrança.

Todo mundo me acusando
De cordelista medroso
Omisso, conservador
Educador preguiçoso
Por não me pronunciar
Sobre Caetano Veloso.

Logo eu, trabalhador,
Um pouco alfabetizado
Baiano de Santa Bárbara
Sertanejo antenado
Acima de tudo um forte…
E por que ficar calado?

Resolvi tomar coragem
E entrei logo em ação.
Fui dialogar com o povo
E colher a opinião
Se Caetano está correto
Ou merece punição.

Lápis e papel na mão
Comecei a anotar
Tudo em versos de cordel
Da cultura popular
A respeito de Caetano
Conforme vou relatar.

– Artista santo-amarense
Amante da burguesia
Esse baiano arrogante
Cheio de filobostia
Discrimina o presidente
Esbanjando ironia.

– Caro artista prepotente
Tenha mais discernimento.
Seja um Chico Buarque
Seja Milton Nascimento
Seja a luz do Raul Seixas
Deixe de ser rabugento.

– O Caetano deveria
Ser modesto e mais gentil
Porém o seu narcisismo
Que não é nada sutil
Faz dele um homem frustrado
Por ser bem menor que Gil.

– Seu comportamento vil
É algo de outra vida
Ele insiste em muitos erros
Não cura sua ferida
Por isso sua falação
É de alma involuída.

– Caetano é um arrogante
Partidário da exclusão
O que ele fez com Lula
Faz com qualquer cidadão
Sobretudo gente humilde
Que não tem diplomação.

– Por que este cidadão
(o Caetano escleroso)
Não criticou Figueiredo
Presidente desastroso?
Além de aproveitador
O Caetano é medroso.

– Esse Cae que ora vejo
Não representa a Bahia.
Ser o chefe da Nação
Esse invejoso queria
Mas a sua paranóia
Pouco a pouco lhe atrofia.

– Já pensou se o Caetano
Fosse então educador?!
“Mataria” os seus alunos
Pela falta de pudor
Pela discriminação
Pelo brio de ditador.

– Ele não leu Marcos Bagno
Pois é leitor displicente.
Seu preconceito linguístico
Contra o nosso presidente
Discrimina Santo Amaro
Terra de Assis Valente.

– Ele ofende até os mortos:
Paulo Freire, Gonzagão
Patativa do Assaré
O Catulo da Paixão
Ivone Lara, Cartola
Pixinguinha, Jamelão…

– Caetano é um imbecil
Da ditadura um amante.
Um artista egocêntrico
Decadente ambulante
Se julga intelectual
Mas é mesmo arrogante.

– A Bahia está de luto
Diante da piração
Desse artista rabugento
Que adora a exclusão,
Vaca profana, ególatra
Que quer chamar a atenção.

– Vai de reto, Caetanaz
Pega o Menino do Rio
Garoto alfabetizado
Que te provoca arrepio.
Esse sim, não é grosseiro
Nem cafona pro teu cio.

– Um burguês reacionário
Que odeia a pobreza.
Ele não gosta de negro
E só vive na moleza.
Sempre foi um lambe-botas
Do Toninho Malvadeza.

– Vou atender meu cachorro
Pois é algo salutar
Muito mais que prazeroso
Que parar pra escutar
O Caetano elitista
Que começa a definhar.

– Certamente o Caetano
Esqueceu do Gardenal.
Bem na hora da entrevista
Lá se foi o bom astral
Desandou no Estadão
Dando um show de besteiral!

– Caetano ‘Cardoso’ segue
Sempre a favor do “vento”
Por entre fotos e nomes
Sem lenço nem argumento
Vivendo só do passado,
Cada vez mais ciumento.

– Eu respeito a sua arte
Mas preciso declarar
Que quando não tá na mídia
Cae começa a atacar
Sobre tudo as pessoas
De origem popular.

– O Caetano gosta mesmo
É de gente diplomada:
Serra, Aécio, Jereissati,
Toda tribo elitizada…
Bajulou FHC
Que fez muita trapalhada.

– O Caetano discrimina
Pois está enciumado.
Na verdade, o nosso Lula
É um homem educado.
Um nordestino sensível
Muito mais que antenado.

– Dona Canô, com 100 anos
Não perdeu a lucidez.
Mas seu filho Caetano
Ficou pirado de vez
Transformando-se num “cara”
De profunda insensatez.

– Ofendeu Marina Silva
Através do Silogismo
Mistura de Lula e Obama
Logo quer dizer racismo:
Mulher cafona, grosseira
Analfabeta – que abismo!

Adoro Mabel Veloso,
Betânia, dona Canô…
Para toda essa família
Meu carinho, meu alô.
Mas o mestre Caetanaz
Já está borocoxô!

É proibido proibir
O cordelista versar
Pois conforme disse Cae
“Gente é para brilhar”.
Então permita ao poeta
Liberdade de pensar.

Brasileiros, brasileiras
A Bahia está de luto.
Racistas em nossa terra
Radicalmente eu refuto.
Estamos envergonhados,
Todos fomos humilhados
Oh Caetano ‘involuto’.

FIM

Salvador, triste primavera de 2009

* Mais sobre o professor, poeta e cordelista Antônio Barreto, aqui.


108 comentários em “Cordel contra o preconceito e a grosseria de um ‘pavão’

    • 19 de janeiro de 2012 em 15:23
      Permalink

      Parafraseando meu querido Romário: “Caetano calado é um poeta”. Caetano, você já era. Ou melhor, nunca foi. Sempre na pista e não decola. Ah, ô babaca: você me fez dormir de tédio em um show aqui em Curitiba. Qualquer banda de garagem daqui faz poesia melhor que você. E outra, não gostou boneca? Vai ler meus contos e poetrixes pra ver se você aprende de uma vez como se escreve. Sua melhor letra é do Paulo Leminski, racista, elitista, preconceituoso, escroto. Nem venha mais para Curitiba que você por aqui já encheu. E não precisamos mais de “artistas bahianos”. Temos os nossos talentos por aqui. Bairrista? Sou mesmo. Que nem o Nelson Rodrigues.

      Resposta
  • 21 de maio de 2010 em 10:46
    Permalink

    Estou inteiramente concordando com tudo que foi escrito sobre Caetano Veloso. É muito bom saber que outras pessoas pensam como eu. É melhor ainda saber que outras pessoas (Antônio Barreto) tem talento para escrever o que eu não sei escrever na forma. Saúde e sexo Antônio Barreto. Vida longa com poucos problemas.

    Resposta
  • 15 de abril de 2010 em 15:05
    Permalink

    Olá Mariamante! vc implicou mesmo comigo, não é? Como vc edita tudo posso dizer: Nem sabia o que era troll. Neste aspecto foi até boa a fala do Zé, me ensinou algo. Vc diz que este é um espaço na rede p/ se soltar mas…
    A única mensagem enviada p/ mim é mensagem equivocada, e ainda edita o meu lindo presente p/ vcs, que vcs iriam gostar.
    Envio de novo:
    http://www.ted.com/talks/chimanda_adichie_the_danger_of_single_story.html
    É uma nigeriana falando lindamente de sua história, vale a pena.

    Resposta: Prezada, você continua insistindo com um link inabilitado, onde só aparece o aviso “Oops! The talk that you requested does not exist or has been removed”, quando não vem de cara um baita 404, de Bad Request.
    Portanto, não houve edição alguma. Eu sugeri exatamente o famoso discurso da Chimamanda Adichie a que você se refere (The Danger of Single Story), só que publicado numa página válida do mesmíssimo TED.com. De quebra, incluí um outro link com a tradução literal do dito cujo para facilitar a vida dos queridos visitantes que, porventura, não dominem o idioma inglês.
    Espero que você finalmente compreenda o meu esforço em colaborar.

    Resposta
  • 15 de abril de 2010 em 10:39
    Permalink

    Concordo plenamente Antonio Barreto, ainda bem que temos pessoas como você para repelir as babaquices do Caetano, que faz parte de uma elite (nordestina) podre, nojenta e fedorenta. O que faz esses estrumes de boi cheirar é perfume importado, que eles compram no exterior. Sou baiano, mas detesto esta Elite (nordestina) preconceituosa, gananciosa , mediocre, podre. Com rarissimas exeções.

    Resposta
  • 13 de abril de 2010 em 09:07
    Permalink

    Legal Rachel! É isso aí!
    (…)
    A positividade do cordel é justamente poder provocar a expressão de idéias para além do bem e do mal…

    Resposta
  • 12 de abril de 2010 em 22:12
    Permalink

    Já que saiu esse bate-boca aí do Zé c/ a Gilda, e sem querer tomar partido, dou o meu pitaco e faço minhas as palavras equilibradas do Orlando (nem tão) Furioso (26/02/2010 – 11:11) ao citar o Raul Poeta:

    “A literatura de cordel continua “apanhando” em vários comentários com forte viés maniqueísta: certo e errado, bem e mal, preto e branco. Não se trata de um Fla x Flu, mas de uma oportunidade como poucas que o Antonio Barreto proporcionou para que milhares de pessoas tivessem contato com essa arte tão antiga quanto tradicional.

    Prefiro ver esse trabalho conforme a definição do nosso colega de comunidade Raul Poeta:

    (Os cordelistas) “escrevem de maneira jocosa, mas por vezes retratam realidades desesperadoras. Uma outra característica é o uso de recursos textuais como o EXAGERO, os mitos, as lendas, e atualmente o uso de IRONIA ou SARCASMO para fazer críticas sociais ou políticas.

    Usar uma imagem estereotipada como personagem também é muito comum, às vezes criticando a exclusão social e o PRECONCEITO, às vezes FAZENDO USO DOS MESMOS(!!!) através do HUMOR SARCÁSTICO.”

    Pra mim, o que interessa é saber que assim o cordel funciona. Aí é que está a graça, que te leva à reflexão. O resto é apenas a chance de alguns praticarem proselitismo político, às vezes de forma agressiva. Ninguém é dono da verdade.”

    GE-NI-AL ! ! ! ! ! ! !

    Resposta
  • 12 de abril de 2010 em 20:55
    Permalink

    Yessssssss, acertei na veia!
    Olhaí a reação (de reacionária… rsrsrs) que não me deixa mentir.
    Agora, na boa, ninguém me queira mal: já foi dito aqui dezenas de vezes que CORDEL é assim mesmo, gente!
    Tem até professores explicando a técnica aí embaixo…
    Se liga, é gozação, acidez poética, sarcasmo, etc e tal. O pessoal tá levando a ferro e fogo, pro lado ideológico. Claro, então eu chuto o balde!
    O próprio Caetano enfiou a carapuça e, no fim, tirou de letra!
    Helô-ôuuu!!!
    Não é nada disso, olha só o espírito da coisa, veja o que ensina o Raul Poeta (31/01/2010 – 21:07). Será que é tão difícil assim fazer a “leitura” do que estamos tratando?
    Beijos, Mariamante. Adoro você, o blog e todo o pessoal também… mas que eu tô de olho nos possíveis ataques de trolls pra defender esse espaço, ah, eu tô!

    Resposta
  • 12 de abril de 2010 em 16:40
    Permalink

    Resposta ao Zé do Povo: Agressivo como o cordelista, o Zé não se dá conta que o salário mínimo podia ser maior ainda sem a roubalheira que impera neste país. Este seria o verdadeiro salto de qualidade necessário para que se possa investir na saúde, na educação, moradia, emprego. Sem isso os impostos (dos mais altos do mundo) se esvaem pelo ralo…
    Esperava este salto do Lula, só lamento. No exterior não se tem noção do que pagamos de impostos, nem do nível de evasão de recursos. Quem aqui vive e teve melhora em sua vida não percebe que poderia ser infinitamente melhor.

    Resposta
  • 12 de abril de 2010 em 11:46
    Permalink

    Aqui é pau no CARA (pelos tais 5 pct do contra). Veja o que saiu no Times da Índia:

    “Ridicularizado pela “chatteratti” brasileira por sua gramática fraturada, Lula tornou-se um hit na cena mundial com seu estilo de homem comum. (…)

    Lula tornou-se um herói em casa e um estadista estrangeiro por motivos genuínos. No Brasil, seus índices de aprovação são de 76%, um recorde para um presidente em final de mandato. Suas realizações domésticas são sem precedentes: a partir de 2003, ele mais do que dobrou o salário mínimo, para 300 dólares, ajudou a tirar 20 milhões de brasileiros da pobreza. (…)

    Depois de ter sido motivo de riso por parte da elite que bebe caipirinha em Copacabana, que temia que Lula pudesse envergonhar o Brasil no exterior, o ex-metalúrgico tem demonstrado uma sólida compreensão das Relações Exteriores. (…)

    Chamando-lhe “uma referência para os países emergentes e também para o mundo em desenvolvimento”, em 2009, um dos principais jornais franceses chamou Lula o “Homem do Ano”. (…)

    E vai daí por diante. O que me resta dizer: EVOÉ, mestre Antonio Barreto!

    http://timesofindia.indiatimes.com/home/opinion/edit-page/Why-Lula-Is-The-Man/articleshow/5775158.cms

    Resposta
  • 12 de abril de 2010 em 11:00
    Permalink

    Que discursozinho mais “boris casoy” este aí de baixo, hein? Completamente contaminado pelo PIG. Quase 8 anos depois, o Brasil finalmente sendo admirado e respeitado por todo o planeta, o povão feliz da vida, e ainda tem umas “viúvas” de FHC usando venda nos olhos. Não tem outra explicação, só pode ser troll. rsrsrsrsrs.

    Resposta
  • 12 de abril de 2010 em 07:24
    Permalink

    Olá! Concordo com a Maria Raquel de Carvalho (17/03/2010 – 19:41), a emenda foi pior que o soneto.

    Ia escrever sobre o que penso mas já vi que só se mantém aqui quem concorda com o cordelista. Por isso, falo pouco… Acho que o Caetano não deixa de ter razão no que diz. Um presidente que apóia o Chaves, ditador retrógrado, que governa como nosso governo militar, revela sua verdadeira face! O sucesso de Lula advém da contiuidade dada aos programas de FHC.

    Em tempo: Fui eleitora de Lula, para mim ele é uma decepção, a corrupção continua com força total. Não preciso dize mais nada…

    Resposta: Se você observar bem vai perceber que mais de 80% dos comentaristas concordam com o cordelista, cerca de 15% são “neutros” e uma minoria de 5%, como você, são contra. Bem parecido com o que revelam as pesquisas sobre os índices de aprovação popular ao presidente. Simples assim.

    Resposta
  • 21 de março de 2010 em 00:43
    Permalink

    1. Estava na hora de alguém dizer o que realmente este arrogante, prepotente, imbecil e narcisista do Caetano é!!

    Parabéns ao grande cordelista Antônio Barreto!!

    O nosso presidente é um homem do POVO e por isso fala como tal!!

    Agora estes elitistas e hipócritas preferem um ditador que fale palavras complicadas e cheias de enfeite que a maioria não entenda e assim ele enrole e engane o POVO sem que percebam!

    As pessoas têm que ver as políticas sociais e os planos de governo dele que pra mim vai entrar para a nossa história como um grande presidente assim como Jucelino!!

    E esses argumentos de dizer q a pessoa eh analfabeta, arrogante e grosseira para falar do governante da nossa nação são no mínimo argumentos de pessoas q não sabem o que dizer e falam qualquer bobagem que vem à cabeça já que não têm nada realmente relevante a dizer!

    Assim mostrou quem realmente é o ignorante sem educação!!

    AGORA FAÇO MINHAS AS PALAVRAS DE ILKA, pois assino embaixo de tudo o que ela disse:

    “É bom que alguns, como o cordelista, se levantem contra artistas como Caetano, que se esquecem que dependem dos fãs para continuar com sua arte e saem por aí distratando e criticando as pessoas.
    Em relação ao comentário do Caetano quanto ao Presidente Lula, gostaria de ver algum comentário dele a respeito de um pacote político ou plano de governo, algo que demandasse mais aprofundamento nas questões sociais e políticas do país, pois chamar alguém de cafona e analfabeto é muito fácil…”
    Parabéns mais uma vez ao Sr. Antônio Barreto, adorei!!!!
    Ilka”

    Resposta
  • 17 de março de 2010 em 19:41
    Permalink

    Todos cometemos erros, e o Caetano também… mas estes “versos” do cordelista, para mim são muiiiitíssimo mais grosseiros e cafonas que o triste comentário do cantor.
    “baiano arrogante
    Cheio de filobostia”

    “homem frustrado”, “arrogante”,”vil”, narcisista, esclerosado, arrogante , medroso, paranóico, aproveitador, medroso, invejoso, sem pudor, leitor displicente, egocêntrico, imbecil, decadente, “esqueceu do gardenal” borocoxô, pirado, “dando um show de besteirol”…

    e entre tantas expressões “elegantes”, esta coisa horrorosa, preconceituosa e ofensiva a qualquer leitor (eu, pelo menos me senti ofendida ao lê-la):

    “Pega o Menino do Rio
    Garoto alfabetizado
    Que te provoca arrepio.
    Esse sim, não é grosseiro
    Nem cafona pro teu cio.”

    Mil vezes pior a emenda que o soneto… depois de ler essa “desgraça” o Caetano até me pareceu elegante…

    Resposta
  • 6 de março de 2010 em 18:52
    Permalink

    Se Lula convidar o Caetano pra ministro (ele teve inveja de Gil) tenho certeza que pede desculpas de joelhos. Mas graças a Deus o Lula não vai cometer esse erro.

    Resposta
  • 6 de março de 2010 em 16:52
    Permalink

    Acredito que assim como caetano, muitas pessoas não gostam de ver o representante atual da Presidência do país se expor de maneira não tosca. Falar para o povo não precisa usar o tipo de metáforas que usa. Jesus também falava por metáforas e parábolas, mas não descia o nível. Portanto, me desculpe o grande cordelista, mas preconceituoso é ele também.

    Resposta
  • 4 de março de 2010 em 21:02
    Permalink

    Prezados, boa noite!
    Li e reli o Cordel de Caetano e mesmo achando um pouco “indelicado” não tenho como discordar, pois sou baiana e por aquí Caetano também é super deselegante e mal educado com todos, sejam fãs ou imprensa ninguém escapa as grosserias dele. É bom que alguns, como o cordelista, se levantem contra artistas como Caetano, que se esquecem que dependem dos fãs para continuar com sua arte e saem por aí distratando e criticando as pessoas.
    Em relação ao comentário do Caetano quanto ao Presidente Lula, gostaria de ver algum comentário dele a respeito de um pacote político ou plano de governo, algo que demandasse mais aprofundamento nas questões sociais e políticas do país, pois chamar alguém de cafona e analfabeto é muito fácil…
    Parabéns mais uma vez ao Sr. Antônio Barreto, adorei!!!!
    Ilka.

    Resposta
  • 4 de março de 2010 em 12:48
    Permalink

    Pois bem, aqui lá vai minha opinião…

    Entendo que Caetano já fez sucesso, já teve seu auge de criatividade, já teve sua época, já apareceu em novela, etc etc…

    Contudo, ultimamente, ele não mais é citado pela sua obra atual, que por sinal, deixa muito a desejar se formos comparar com sua obra anterior. Assim sendo, para continuar na mídia o Sr. Caetano Veloso vem provocando diversas polêmicas. Primeiro foi com a Luana Piovani, depois com o Presidente da República….

    Entendo que estas jogadas midiáticas deste artista, que no passado deu alguma contribuição de valor cultural ao Brasil, estão cheirando a poeira de móvel velho. Se ele queria se expressar, porque não fez uma música a respeito disso ao invés de dar uma declaração tão boba e enfadonha quanto essa?

    Realmente, o Sr. Caetano Veloso virou um bacaca depois de velho…porque boçal ele é desde novo.

    Abraços!

    Resposta
  • 26 de fevereiro de 2010 em 11:11
    Permalink

    A literatura de cordel continua “apanhando” em vários comentários com forte viés maniqueísta: certo e errado, bem e mal, preto e branco. Não se trata de um Fla x Flu, mas de uma oportunidade como poucas que o Antonio Barreto proporcionou para que milhares de pessoas tivessem contato com essa arte tão antiga quanto tradicional.

    Prefiro ver esse trabalho conforme a definição do nosso colega de comunidade Raul Poeta:

    (Os cordelistas) “escrevem de maneira jocosa, mas por vezes retratam realidades desesperadoras. Uma outra característica é o uso de recursos textuais como o EXAGERO, os mitos, as lendas, e atualmente o uso de IRONIA ou SARCASMO para fazer críticas sociais ou políticas.

    Usar uma imagem estereotipada como personagem também é muito comum, às vezes criticando a exclusão social e o PRECONCEITO, às vezes FAZENDO USO DOS MESMOS(!!!) ATRAVÉS DO HUMOR SARCÁSTICO.”

    Pra mim, o que interessa é saber que assim o cordel funciona. Aí é que está a graça, que te leva à reflexão. O resto é apenas a chance de alguns praticarem proselitismo político, às vezes de forma agressiva. Ninguém é dono da verdade.

    Resposta
  • 23 de fevereiro de 2010 em 11:19
    Permalink

    Realmente, um homem que se considera tão intelectual agir com tamanha deselegância, ofender um chefe de estado, que é tão respeitado e querido no mundo todo por sua tolerância, humildade, carisma e simplicidade, não são para qualquer pessoa.

    Aí vai meu versinho de protesto!!!!!

    Eu sendo estrangeira
    Fui muito bem acolhida
    Por esta terra querida
    Minha Pátria adotiva
    Portanto estou sentida
    Por também ser ofendida
    Por um brasileiro nato sem nenhum carisma.

    Resposta
  • 22 de fevereiro de 2010 em 13:09
    Permalink

    minha avó já dizia – quem fala a verdade não merece castigo – caetano vc é o máximo e penso que falou pouco. deveria também falar que ele faz de cego e surdo, pois nunca sabe de nada…

    Resposta
  • 22 de fevereiro de 2010 em 11:05
    Permalink

    Se essa tal de Sandra Amaral tem realmente algo a dizer, o que eu não acredito, então que o diga.

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2010 em 08:16
    Permalink

    Vergonha tinha eu quando aquele outro, o letrado “príncipe da sociologia”, entregou a Vale do Rio Doce por 30 dinheiros, tentou fazer o mesmo com a Petrobras e multiplicou a fortuna do banqueiro Daniel Dantas por 100 com as jogadas das Teles.
    Durante toda a privataria o Caetano, sempre tão falastrão, ficou lá quietinho, não deu um pio e agora resolve abrir o bico contra alguém que de fato faz tantas coisas importantes para o país. É brincadeira!
    Então Barretão, isso mesmo, espante essas aves do mau-agouro com a sua poesia. Obrigado por essa contribuição cidadã que se espalha pela internet.

    Resposta
  • 21 de fevereiro de 2010 em 01:03
    Permalink

    Caetano foi o único artista brasileiro que teve coragem de dizer que o rei está nú. Tenho vergonha de ter um presidente que se orgulha em dizer que nunca leu um livro.

    Resposta
  • 19 de fevereiro de 2010 em 14:13
    Permalink

    concordo totalmente com o grande cordelista e com as colocações sobre o besterol do big Brother e sobre o pedro bial ( que foi uma grande decepção , que de jornalista passou a ser um ser abjeto , mas não concordo com o que foi dito sobre o Caetano , que é um homem de muito talento , e este episodio apesar de ele realmente ele ter sido deselegante , porque nem todas as verdades podem ser ditas , não abala de nenhuma maneira o talento e a criatividade dele além do mais por falar em deselengancia o nosso presidente não fica atrás , tem dito tanta besteira , e feito tantos comentarios deselegantes que só os fanaticos do PT acham engraçadinho

    Resposta
  • 19 de fevereiro de 2010 em 07:37
    Permalink

    Antes de criticar teu próximo, veja seu espelho!
    Há…desculpe!
    Vç é cego!

    Resposta
  • 18 de fevereiro de 2010 em 13:02
    Permalink

    O Caetano é um sujeito que não contibui em nada para o progresso do Brasil, seus comentários e suas atitudes envergonham os brasileiros, é um sujeito que precisar chamar atenção e a chama da forma mais fácil.
    Como um ser que já fez musicas bonitas consegue ser tão medíocre?

    Resposta
  • 17 de fevereiro de 2010 em 20:39
    Permalink

    Caro Barreto, muito inteligente os versos e de certa forma concordo com suas ideias, mas um ditado popular é mesmo interessante e pra ser pensado:
    Mentes pequenas discutem pessoas,
    Mentes medianas discutem assuntos,
    Mentes grandiosas discutem idéias.
    Pense nisso para os próximos cordéis, pois quem vai consertar Cae?

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2010 em 17:42
    Permalink

    É bastante interessante quando o assunto é polêmico ou o comentário evasivo como o caso de Caetoso Velano ou verso vice Caetano Veloso e o do Professor Antonio Barreto:
    Todos dois apoiados na razão que eles encontraram para expressarem seus pontos de vistas e suas rejeições, o primeiro contra uma pessoa; o segundo contra a atitude do outro.
    Observando por outro ângulo, é bom lembrar que a verdade tem duas versões: verdade absoluta e verdade relativa. A verdade absoluta é universal e está somente ao alcance ou compreensão para as pessoas mais espiritualizadas, mais próximas de Deus; a verdade relativa está ao alcance de todos, ou seja, ela é variável de acordo com a visão ou compreensão de cada um. Por isso as pessoas se confundem com a verdade acreditando que ela única e não é verdade, ela está para cada um de acordo com o seu entendimento.
    Pensando assim, podemos dizer que CV foi infeliz na forma de expressar, como também AB foi infeliz exagerando em suas expressões, embora colocadas em versos, mas mostraram pobreza de cultura espiritual. A única que é capaz de colocar um meio termo nas críticas e moderar as palavras colocando frases cortantes, mas, que ferem a alma e não o cidadão; que provoque uma reflexão e o arrependimento e não a revolta e indignação; que possa somar e não diminuir o indivíduo.
    Você está de parabéns pelo material encontrado em seu blog.

    Resposta: Grata pela gentileza, Paulo. Você é um amor, ao nos ajudar a todos com uma reflexão assim. Uma “megaleitura.com” procê.

    Resposta
  • 15 de fevereiro de 2010 em 11:47
    Permalink

    Há muitos anos acompanho a trajetória de Caetano Veloso e sempre o considerei um grande nome dentro da música por ter, junto com Gilberto Gil, Tom Zé, Mutantes, Rogério Duprat e outros, promovido uma revolução na música brasileira com a Tropicália. Foi uma grande contribuição para nossa (contra)cultura.
    Entretanto, não é de hoje que Caê anda mal das pernas (e das músicas). Discos esdrúxulos em outras línguas, músicas pouco inspiradas… Para um artista que poderia gravar um disco somente com canções que ele fez para a irmã Bethânia gravar, é muito pouco.
    As declarações dele em relação a Lula não me surpreenderam. Ele sempre foi assim: polêmico, sem muito cuidado às palavras, freqüentemente se atropela. O que me causa surpresa é a reação da galera, que parece nunca ter ouvido pérolas desse baiano, como dizer que aquele baiano da bunda music “é a coisa mais linda da Bahia”, entre outras sandices.
    Enfim, é uma pena que Caetano não tenha sabido se preservar ao falar com a imprensa sobre um presidente que parece intocável, apesar dos mensalões na cueca e suas atitudes extremamente conservadoras para quem sempre se disse torneiro mecânico.

    Resposta
  • 14 de fevereiro de 2010 em 08:34
    Permalink

    Muitos comentários aqui são inteligentes, arejados, lúcidos, bem humorados e até engraçados. Dá gosto de ler.
    Mas há os “incríveis”, de quem defende o “zinfiliz” do Caê, NÃO pela grosseria em si contra o supremo mandatário da Nação, mas SÓ pelo pretexto que viram nisso de tambem poderem atacar o Lula. Não fica claro a todos?
    Queria ver se os “involutos” iam ter esse brio todo se o “Caetanaz” tivesse chamado o Serra de “zé pedágio” ou “zé alagão”. Ou o seu grande “deus”, FHC, de “neoliberal entreguista”, “pernóstico invejoso” ou “boca de caçapa”.
    Aí ou eles metiam a “viola no saco”, a valentia acabava na hora, ou passavam a baixar a borduna no baiano. Quer apostar quanto? hehehe…

    Resposta
  • 13 de fevereiro de 2010 em 19:32
    Permalink

    Avalio criteriosamente as notas de Antonio Barreto, com base no princípio ético – legal do Brasil.

    Antonio Barreto pecou desastrosamente em defender o Lula, pois é nítido e assustador os principais interesses do presidente ao conduzir o Brasil… Não descreverei, pois não ha espaço suficiente, além de abusar da inteligência daqueles que acompanham os direcionamentos da política no Brasil, em especial no governo LULA.

    Atenciosamente,
    Sandra.

    Resposta
  • 13 de fevereiro de 2010 em 19:15
    Permalink

    Não adianta espernear, o prof. Barreto está certo: Caetucano desafinou. Feio!

    Incorporou o discurso rançoso e rancoroso de que, por não ter estudado tanto quanto os pomposos catedráticos que o antecederam, Lula não tem o direito de promover a distribuição de renda que os almofadinhas poliglotas nunca fizeram.

    Para isso, porém, não é necessário conhecimento acadêmico, apenas sensibilidade e coragem de caminhar contra o vento gelado soprado por uma “elite” atrasada e investir o dinheiro de um país tão rico nos muitos bolsões de miséria e sofrimento que temos de Norte a Sul.

    Coragem para estar sujeito até a ofensas grosseiras como as que Caetucano dirigiu ao presidente.

    Mas o tiro saiu pela culatra: com essas declarações ele conseguiu apenas realçar mais ainda o valor e a elegância de Lula junto a uma enorme maioria que de fato vale a pena.

    O resto, a minoria, bem… essa apenas segue destilando ódio de classe. “Nourráu” para tal ela tem de sobra.

    Resposta
  • 13 de fevereiro de 2010 em 18:31
    Permalink

    “Ele não leu Marcos Bagno” – Mas ninguém merece ler tal autor, porque ele não passa de um impetulante vendedor de livros. Somente sertanejos se deixam vencer pelas teorias inóspitas de Marcos Bagno. Paulo Freire, esse é outro, criou a Lei de Diretrizes de Bases (LDB) e partiu para o inferno, deixando o sistema de educação brasileiro, totalmente sucateado. É muito triste saber que a popularidade do atual presidente aumenta a cada dia… o que torna evidente o aumento da miséria no Brasil… porque as pessoas que se deixam ser influenciadas pelo bolsa-família e por cotas e mais cotas que atrofiam cada mais a capacidade dos brasileiros… Quanto a Caetano Veloso, esse dispensa comentários… porque ele sim, pode criticar quem ele quiser, porque ele tem know-how para tal.

    Resposta
  • 13 de fevereiro de 2010 em 16:38
    Permalink

    Estamos acostumados a ver apenas as “cobras” que percorrem por entre as “pérolas”, e com certeza nem percebemos que aquelas jóias estão ali. Neste conjunto de comentários foi possível observar a expressão de opiniões ora de apoio ao Barreto, ora de apoio ao Caetano, mas, e como tudo na vida tem um mas, foi maravilhoso poder ver que as pessoas estão expondo as suas opiniões, coisa que há alguns anos atrás era impossível.
    Devemos isto aos cordelistas, aos compositores de MPB, aos compositores de música de viola, e até a pessoas ditas analfabetas, tiveram o sonho de lutar por um país democrático, e correram o risco de pagar o preço.
    Lula assim o fez, porém o preço que pagou, e está pagando é ser presidente deste precioso país.
    Moça, você fez algo maravilhoso, ao publicar o BARRETO, neste teu blog, você fez muita gente conhecer o cordel, entender o que é, e outrora, ainda num feudalismo declarado havia os Menestréis, que foram expostos ao ridículo, entretanto, hoje são citados nos livros de história, como os que criticavam a burguesia, e seus atos insanos.
    Que continue nascendo outros BARRETOS, e que continue existindo motivos para que o cordel não se silencie.

    Resposta
  • 13 de fevereiro de 2010 em 00:21
    Permalink

    Não gosto de 999 atuações de Lula, desde a defesa de Palocci à de Sarney, acho que ele é frouxo diante de muitas questões importantes e estúpido em outras, como a relação comercial(ou seja lá o que for) com o Irã mas um fato é inconteste:
    Luiz Inácio é o Presidente mais importante que este país já teve.
    O que todos os outros fizeram a custa de ditaduras, golpes ou do endividamento do país este carismático cabeçudo conseguiu pagando contas e é uma referência mundial em liderança de origem popular.
    Nem vou mencionar a bagaceira com a infraestrutura geral do país e o assistencialismo social, a insistência irracional de querer empurrar a carranca de Dilma guela à baixo do país.
    Só digo que com tudo isso o Brasil tem o respeito dentro e fora de suas fronterias que nunca teve em toda sua história!

    Resposta
  • 13 de fevereiro de 2010 em 00:05
    Permalink

    Caro AYL insolente,
    Poço de aleotria,
    Ousa defender Veloso
    Gastando tua poesia,
    Com um cachorro ceboso
    qua anda de modo tinhoso
    depreciando a Bahia?

    Esse frouxo não tem fé,
    Senão na pederastia
    Não querendo comparar
    Ao grupo gay da Bahia
    Que na mão de Luiz Mott
    Tem respeito e clava forte,
    Não! Ao canto desta Harpia!

    Sem tiro por toda parte
    Deixo minha redenção,
    O moço tem boa parte
    Quando o assunto é arte
    sonoridade, canção,
    No mundo ele é encarte
    Com mérito e posição

    Mas saindo deste escopo
    O boca-molde desbunda!
    Acha que por falar bem
    pode taxar de imunda
    A gente de quem seu povo
    tem um referencial

    Não que exista alguém perfeito
    Mas, sair cuspindo as caras
    Não pode construtivo.
    Na posição de artista
    Um ícone evolutivo
    Deve-se cuidar do verbo,
    Ainda que seja a ferros,
    Mesmo tendo bons motivos.

    Resposta
  • 11 de fevereiro de 2010 em 21:31
    Permalink

    Nossa! Entrei neste site por um acaso. Deram-me o link para ler o cordel de Antonio Barreto e quando vi “Cachaça Araci”, me deu uma satisfação enorme.

    Provei a Araci em Juiz de Fora, numa pensão perto da pousada que fiquei na ocasião do festival de música antiga que acontece por lá, no meio do ano. Amei! A dona da pensão tinha algumas garrafas para vender e trouxe uma aqui pro Rio de Janeiro.

    Falo para todo mundo que a cachaça é maravilhosa, mas não sei como conseguir mais. Nunca vi por aqui… Adoraria conseguir mais.

    Bem, fiquei muito feliz em achar este site. Parabéns pela cachaça magnífica!

    Maria Carolina Cavalcanti

    Resposta: Grata pelos elogios Carol. Faz um tempo tinha uns estojos especiais na Confeitaria Colombo, aí no Centro do Rio. Agora não sei. E na BR-040, na entrada de Juiz de Fora, no Salvaterra. É o que posso te informar por enquanto.

    Resposta
  • 11 de fevereiro de 2010 em 10:09
    Permalink

    Na minha humilde opinião de educadora concordo com a crítica ao BBB mas no q diz respeito ao Caetano acho que ele expressou sua opinião (o que é válido). Agora, vamos lá: quem é esse cordelista pra falar de preconceito se ele se mostrou tb preconceituoso qd se referiu ao medicamento GADERNAL. Ele, como educador, deveria saber q muitas pessoas (inclusive crianças, como minha filha) fazem uso deste medicamento para evitar crises convulsivas q podem se tornar com o tempo Epilepsia. As pessoas falam sem saber do q estão falando, apenas repetem o senso comum. Ele deveria se informar mais e ser mais cauteloso na sua fala. O Lula é o q é porque quer, teve oportunidades sim. A pessoa q toma este tipo de medicamento não teve escolha.

    Resposta
  • 10 de fevereiro de 2010 em 23:07
    Permalink

    Olha, eu confesso que escutei muito Caetano, acho-o de uma musicalidade ímpar, um artista que soube traduzir muito da sua região e época, principalmente de sua vivência. É indiscutível sua inteligência.
    Sabia que ele andava fazendo críticas ao Lula, até aí acho também salutar… Agora, essa frase definiu muito bem quem é e o que realmente pensa (ou interessa). Ele não é ingênuo a ponto de ser tão insensível… É um traidor da Pátria e da nação. Para mim, agora… ph°d@m-se suas músicas, não passam de fachada. Esse “intelectual” faz parte da tão sonhada “raça pura”. Diga-me com quem andas que te direi quem és. Rede Globo, tudo a ver. Caetano Veloso é uma farsa. O povo não precisa dos fracos.

    Resposta
  • 9 de fevereiro de 2010 em 22:00
    Permalink

    Olá Mariamante:

    Para o pessoal “cansado” que vive repetindo tipo papagaio a lenga-lenga da Veja e do próprio PIG (partido da imprensa golpista) contra o Bolsa Família, recomendo a leitura de artigo que saiu no Observatório da Imprensa e que o Luís Nassif também reproduziu. Assim uns e outros param de escrever besteira e a maioria pára de ler esses clichês. Combinado?

    BOLSA FAMÍLIA E A MÍDIA
    A cobertura (omissa) das políticas sociais

    http://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2010/02/09/bolsa-familia-o-auto-alimentacao-da-mentira/

    Leiam também os comentários que um pessoal muito qualificado posta lá. É uma aula de como se deve comportar na internet, sem essas “tiradas” de mau-gosto que se vê por aí.

    Resposta
  • 9 de fevereiro de 2010 em 14:16
    Permalink

    Caramba, gostei da prosa sobre o ridículo BBB mas iria gostar mais se o Pedro Miau (ele acha que é gatinho) pudesse ler e mudar essa b$sT@! de programa. Enquanto o Luloso (Companhero) O camarada é bom mesmo, ta bom da forma que está. O que falar do AUXÍLIO BANDIDO que as familias dos bandidos receberão enquanto os deliquentes estiverem de férias nas celas brasileiras. Os direitos humanos não se pronunciam? E ai?

    Abçs….

    Resposta
  • 9 de fevereiro de 2010 em 10:33
    Permalink

    O SER HUMANO É IMPERFEITO
    TANTO QUANTO ESTE CLICHÊ
    NUM DIA COMPÕE OBRA PRIMA
    NO OUTRO, COCÔ COM DENDÊ
    ESTA É A NOSSA RIQUEZA
    A SAGRADA NATUREZA
    QUE HÁ EM MIM E VOCÊ

    TANTO QUANTO ESTE CLICHÊ
    O HOMEM É IMPERFEITO
    MESMO SENDO PRESIDENTE
    POETA, CANTOR OU PREFEITO
    O PROBLEMA É QUE FAMOSO
    TUDO QUE FALA É ESTRONDOSO
    E AÍ O MAL TÁ FEITO

    E TIRANDO A IMPERFEIÇÃO
    QUE HÁ EM MIM E VOCÊ
    O QUE SOBRA É ALGO INSOSO
    E DIFÍCIL DE COMER
    NO FIM A SUA BALANÇA
    PESA O BEM E A LAMBANÇA
    QUE FIZESTE ACONTECER

    Resposta
  • 8 de fevereiro de 2010 em 23:45
    Permalink

    Nosso amigo aí deveria ouvir mais Caetano Veloso!

    Quem sabe assim ele consegue melhorar esses versinhos triviais, tao desprovidos de sabor quanto um picolé de chuchu.

    Inté!

    Resposta
  • 8 de fevereiro de 2010 em 19:50
    Permalink

    Não sei o que é mais lamentável: o comentário do CV, as palavras preconceituosas de Antonio Barreto ou os comentários (praticamente todos) colocados aqui.
    Lamentável. Preconceito é uma m&rd@! Gente que observa alguma coisa “errada” no outro fazendo comentários de golpe baixo em outros aspectos é g&nt@lh@!!!
    O que o comentário infeliz do CV tem a ver com suas músicas lindas?
    Por exemplo: é algum tipo de inveja da liberdade alheia (ou despeito?) a crítica que Antonio Barreto faz dos arrepios que CV sente ao ver o Menino do Rio?
    Acho o CV um arrogante, mas eu (talvez por ser muito iluminado pelo divino) sei separar as coisas: uma é o cidadão afetado que não admiro enquanto público, e o outro é o cantor e compositor brilhante que é. Esse eu admiro.
    A propósito, concordo plenamente com a opinião de Antonio Barreto quanto ao programa BBB.

    Resposta
  • 8 de fevereiro de 2010 em 18:46
    Permalink

    Lula foi a maior Presidente que este País teve nos últimos anos.
    HOJE O BRASIL É RESPEITADO NO CONCERTO DA NAÇÕES !!!

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2010 em 21:20
    Permalink

    Muito bom. Adorei tudo que escreveu porque foi perfeito. Hoje que estou lhe conhecendo através do blog… estarei sempre por aqui.

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2010 em 18:19
    Permalink

    Gostaria de dizer ao Barreto, que ele pode ter sua opinião, também não gosto do Caetano, mas defender o Lula…falta letra em seu cordel.
    O Brasil não precisa de mentirosos e enganadores, mas sim de gente honesta e trabalhadora, isso o Lula não é nem nunca foi.
    Mas acho que os brasileiros gostam tanto do Bolsa Família que não vêm outra coisa, enquanto isso a minha família paga impostos para que outros não “aprendam a pescar”.

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2010 em 12:21
    Permalink

    Gostei muito das criticas feitas ao BBB e concordo que trata-se de um programa medíocre e q deveria ser retirado do ar.
    Quanto ao comentario do CV. acho q ele foi infeliz mas acho q nao disse nenhuma mentira. O sr. Lula teve chance de ser presidente e com certeza teve chance de estudar e nao quis, teve preguiça, pois sabia que fazer politica. assim como jogar futebol, e ser participante de programas mediocres no Brasil é mais facil ganhar dinheiro e fama. Nesse país os valores estao trocados. Uma pessoa que estuda, faz pesquisas, é professor, médico, ganha uma mixaria e não é valorizado pela sociedade. Mas basta entrar para a politica q se enriquece facilmente e é respeitado, mesmo nao sabendo nem falar o portugues. Isso é muito desestimulante para a nossa juventude que está cada vez mais desmotivada a seguir o padrao da honestidade e de servir ao proximo.

    Resposta
  • 7 de fevereiro de 2010 em 12:01
    Permalink

    Parabéns pela qualidade e integridade de seu Blog, Mariamante! PARABÉNS ao escritor/cordelista Antônio Barreto!! Esse cordel do BBB lava a alma de todo/a brasileiro/a que tem um pouquinho de amor e preocupação com o presente e futuro dessa Pátria!!!! Sou Pedagoga e fico indignada com o nível dos programas da TV brasileira, mas o BBB e o Fazenda são um crime contra nossa cultura e inteligência…E olha que só vejo as propagandas, pois NUNCA vi um programa!!!!

    Thelma Gomes
    Goiânia – GO

    Resposta: Você, Thelma, e tantos outros amigos que frequentam esta “casa”, são muito gentis e colaborativos. É esse o maior prazer de estar aqui na rede, de achar que tudo vale a pena. Um beijinho..

    Resposta
  • 6 de fevereiro de 2010 em 10:15
    Permalink

    Esse Sandro (em 02/02/2010 às 15:31) foi é bem malandro, Adilson (às 16:00). Se fingiu de desentendido só como pretexto pra meter o malho no “Cara”. E aí vem com essa conversinha mole de temores e retaliações, vícios e bastidores, desvios de caráter e populismo… apenas juízos de valor.

    Quero dizer, desviou o foco do assunto central do post, que se refere exclusivamente à manifestação de um artista popular sobre o PRECONCEITO indecente manifestado por CV contra a “pessoa física” do cidadão Luis Inácio e não contra “pessoa jurídica” daquele que ocupa o cargo político mais importante do País.

    E ainda tem alguns mamulengos a serviço desse proselitismo que adoram emprestar sua desafinação ao coral de currupacos regido pelo emplumado “maestro”. Mas ainda bem que eles não passam de uns 6%…

    Resposta
  • 6 de fevereiro de 2010 em 10:02
    Permalink

    Tanta gente se doendo por um cara que só faz musica pra dormir.O que cae fez de positivo pela sociedade?Lembram-se do Toninho Malvadeza,cae defendia com unhas e dentes um cara com histórico terrível na Bahia(terra do axé music),e dizia que era o grande representante da Bahia(terra do axé music).São pessoas assim que vcs admiram?Socorro!!!!!!!!!!

    Resposta
  • 5 de fevereiro de 2010 em 22:58
    Permalink

    Ou eu muito me engano ou o VITAL JOFFILY que acabou de comentar aí é esta fera do violão que conheço do meio musical:

    [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=zaO1auT7GB0&hl=pt_BR&fs=1&rel=0&w=320&h=240]

    Como eu sempre digo, querida: você está cada vez mais bem frequentada neste belo cantinho da rede. Parabéns pela milésima vez a todos. Ma.Antonia

    Resposta: Enviei ao Vital Joffily o seguinte email que, espero, não se importe que venha a público:

    “Grata pelo comentário equilibrado e lúcido que você postou no nosso blog. A casa estará sempre de portas abertas para recebê-lo com satisfação.

    Nossa habitual e antenada comentarista Maria Antonia supõe que você possa ser Vital Joffily, o grande violonista. Seja apenas coincidência ou um homônimo, ela arriscou sugerir um vídeo do YouTube.

    Pelo sim, pelo não, ele foi postado junto ao seu comentário e deu um toque todo especial àquela página. Seja você quem for, obrigada mesmo assim pela oportunidade de mostrar a tanta gente uma performance tão inspirada desse artista.

    Um abraço e até a próxima.”

    Recebi a seguinte resposta (em 08/02):

    “Alô, prezada Mariamante,
    Quem escreveu aquela nota apreciativa do trabalho do cordelista e o violonista (não tão grande assim) são mesmo a mesma pessoa: eu. Muito agradeço à Maria Antônia pela adjetivação positiva com que me agraciou. Por favor, faça chegar a ela o meu caloroso agradecimento.
    Grato pelas suas palavras elogiosas ao meu comentário.
    Fiquem com Deus,
    Vital Joffily”

    Resposta
  • 5 de fevereiro de 2010 em 22:12
    Permalink

    Desejo enviar os meus parabéns ao ANTÔNIO BARRETO pela sua forma poética de dizer a verdade sobre um programa que deveria receber a firme repulsa dos psicólogos e dos educadores sérios deste pobre País. É no mínimo curioso que a mesma emissora que ataca a corrupção política em seus noticiários seja a mesma que divulga e torna sensacional a depravação moral e sexual. E não só ela, pois o programa ‘Fazenda’ segue o mesmo estilo…
    Que Deus inspire outras tantas pessoas de talento como o BARRETO!
    Parabéns, também, para as pessoas que protestam contra essas ondas de degradação moral e abertamente divulgam o seu protesto!
    VITAL JOFFILY

    Resposta
  • 4 de fevereiro de 2010 em 20:10
    Permalink

    O Presidente Lula é de uma superioridade moral tão elevada, que nada o atinge. Ele perdoa a grosseria, o preconceito e a inveja que alguns mal educados expressam no dia a dia, seja através da mídia e de comentários de internautas tipo sandro (02/2/10). O professor Barreto lavou minha alma com seus versos, parabéns! O Brasil quer brasileiros como o Lula e o Antonio Barreto, nordestinos retados!

    Resposta
  • 4 de fevereiro de 2010 em 19:01
    Permalink

    Olá!

    Adorei o cordel e realmente está, o cordelista, de parabéns por sua critividade e eloquencia.
    Na verdade percebi que alguns dos comentários não estão a favor do cordelista e chegam a apoiar a atitude de Caetano ao discursar de modo preconceituoso. Consigo entender que cada ser é livre para expressar seus sentimentos, suas ideias e até seus pontos de vista. Porém, quando estas opiniões ferem a um grupo de pessoas, porque não é apenas o presidente que fala assim, mas um grupo de cidadãos que são esforçados e que contribuem para o bem- estar da nação, logo, merecem respeito. Aliás, falta muito conhecimento aos que se dizem letrados, diplomados e inteligentes, pois quem disse que falar “muler” “muiér” é errado? O importante é que a comunicação seja estabelecida. Recomendo aos inécios, desprovidos de conhecimento das variedades linguísticas que leiam um pouco mais e vejam que existe uma variante, ou melhor as variantes que Carlos Bagno expressa bem em seus livros, a exemplo, a língua de Eulália. Além dele recomendo que façam uma visita e conheçam Magna Soares que também fala sobre Bidialetalismo. É importante ler e saber que não existe apenas a norma culta, de prestígio, mas existem variantes riquissímas e que precisam ser respeitadas e apreciadas.
    Não esqueça que o nosso querido presidente, Lula, nasceu no Nordeste, na minha querida terra. Terra de altos coqueiros, Pernambuco! Por isso, o essencial não é falar mulher e sim dialogar, estabelecer uma comunicação e socializar conhecimentos. Por fim deixo aos preconceituosos uma breve sentença que espero que promova reflexão:
    Não existe ninguém desprovido de inteligência, mas existe sim, pessoas desprovidas de amor, humildade e sabedoria, as quais se julgam satisfatórias mais na realidade estão tão inchadas de conhecimento que se esquecem que o principal objetivo do saber é ser dividido, compartilhado e bem socializado.
    A você, preconceituoso e sem conhecimento das muitas variedades, deixo minhas lamentações, pois necessitas disso antes de aprender crescer!

    Resposta
  • 4 de fevereiro de 2010 em 11:32
    Permalink

    A questão não é ter coragem e direito de falar o que quer, é o PRECONCEITO explícito no que se diz e Caetano foi infeliz no seu pronunciamento, ele poderia perfeitamente criticar o presidente, mas sem preconceitos, o que infelizmente não aconteceu. Uma pena CV, ver esse lado de sua personalidade.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2010 em 23:35
    Permalink

    Parabéns ao Caetano pela coragem em expressar suas opiniões sobre o Presidente.
    Ele foi até mto discreto em suas considerações.
    Não entendo a indignação do pessoal.
    O Lula é muitooooooooooo pior.
    (…)

    Resposta: Procurei tolerar ao máximo o seu comentário preconceituoso até o limite do aceitável. Por isso passei o rodo no final. Sem chances na próxima.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2010 em 21:14
    Permalink

    É muito fácil ficar em cima do muro. Dizer que Caetano não está tão errado e o Barreto não está tão certo. Não confundo liberdade de expressão. Tudo tem que ser por um bem maior. Se o indivíduo ocupa uma posição influente na sociedade tem que ter muito cuidado com o que diz. Se não vai ajudar em nada, fica calado. Não podemos apoiar o analfabetismo, mas também não podemos sair por aí chamando o povo de burro. Ao invés disso, Cae deveria aproveitar a oportunidade que ele tem para fazer alguma coisa contra o analfabetismo no nosso país. Mas faça alguma coisa. Quero ver ele de presidente, o que faria. Tem que ter peito, e história. Só de não ter nascido em berço de ouro e estar agora na posição de presidente, merece crédito. Só falam muito do Lula pq ele é ph°d@ mesmo. Não se jogam pedras em árvores infrutíferas. Tem que saber se comunicar, claro, mas saber falar nao tem nada a ver com nível acadêmico.Tem muito playboy pós graduado no BBB…

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2010 em 19:30
    Permalink

    Diz a lenda, amigo Otavio, que quando era pequenininho, o Caetano pediu a Dona Canô que ‘fabricasse’ um irmãozinho pra ele.

    – E como você quer que ele se chame? – perguntou Dona Canô, generosa.

    – Errar! – respondeu ‘de prima’ o futuro astro rebolativo e da ‘boca mole’.

    – E por que logo Errar, meu filho?

    – Pra eu viver dizendo: ERRAR É O MANO !!!

    (Hmmm… essa foi terrível… de lascar!)

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2010 em 19:12
    Permalink

    Otávio, errar é humano. Todo mundo erra, isso é fato. Também é fato que Caetano não errou. Ele expressou a essência de um sentimento próprio, recheado de preconceito e com clara intenção de atingir aquele que acaba de ser eleito o maior estadista do universo. A propósito, radicalizei: sou amante da MPB mas CV foi definitivamente deletado do meu repertório.

    Resposta
  • 3 de fevereiro de 2010 em 14:14
    Permalink

    My friends,

    Antonio Barreto está “quase” totalmente certo. Só erra ao matar Dona Ivone Lara, que está vivinha e nos deleitando com seus sambas maravilhosos e interpretação impecável.
    Abs

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2010 em 16:15
    Permalink

    KKKK………como diria o dito cujo, “esse papo já tá qq coisa, vc já tá pra lá de marrakesh…….. esse papo seu já tá de manhã”…….. e haja mesmo saco, Dil…….. de FILÓ !!!!!

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2010 em 16:00
    Permalink

    Mas que saco!

    Sempre aparece um ‘santomé’ dando uma de desentendido, alegando que desconhecia… dããããããã… onde foi mesmo que saiu?… eu andava com as caraminholas em Marrakesh… viajandão, sacumé?

    Foi em toda a mídia nacional, pô! Tem que ver pra crer? Então tá então: http://www.nucleodenoticias.com.br/2009/11/06/caetano-veloso-chama-lula-de-analfabeto-cafona-e-grosseiro/

    Por acaso alguém ia inventar isso? Mas foi bom, assim o cordelista tambem exerceu o seu inalienável direito constitucional de “meter o fumo” poético nesse boca-mole elitista e metido a besta. E nós também!

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2010 em 15:33
    Permalink

    Caetano errou, mas quem não erra. Quantos anônimos intelectuais falam coisas piores nos botecos da esquina e a gente nem fica sabendo.

    A verdade às vezes dói.

    Posar de santinho e criticar a crítica do outro é fácil. Difícil é fazer o que ele fez pela música brasileira. O exílio que passou, isto é difícil, muito difícil.

    Respeito as divergências, mas não abro mão do espaço. Se querem falar, que falem, mas deixem os outros falarem.

    Beijos brasiliens e respeito, também, ao repentista.

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2010 em 15:31
    Permalink

    Realmente desconheço tal entrevista onde Caetano tenha criticado o atual Pres. da República, mas se ele o fez, deve ser respeitado, no mínimo por sua ousadia em exercer sua liberdade de expressão e falar o que pensa sobre um governante, algo que é temido por muitos, em razão da retaliação que acontece por parte do governo e do próprio presidente, mesmo por trás dos bastidores.
    Pois lula é invariavelmente um indivíduo com mais vícios que virtudes, mais deficiências que aptidões, mais desvios de caráter que integridade, mais crimes que benfeitorias, mais populismo que liderança verdadeira.

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2010 em 10:35
    Permalink

    Que dificuldade…

    A questãããã é que não tem nada a ver gostar ou desgostar, idolatrar ídolos de barro, decadentes ou “cansados”. Até porque só costumam abrir a boca para falar nada que preste e ganhar um merchanzinho, um holofotinho básico.

    Que bela contribuição o CV deu com essa entrevista? E a “medrosa” RD? Ah, fala sério!

    Genial foi o moreno aí do cordel que captou isso e não deixou barato. Tanto que o dondoco CV enfiou a viola no saco e se escafedeu. Alguém sabe por onde ele anda?

    E a RD? Não? Então larga pra lá, não ressuscita não…

    Adoro, amo de paixão esse espaço virtual. Beijocas. Ma.Antonia

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2010 em 09:32
    Permalink

    Francamente, que falta de tolerancia.
    Eu “acho” o presidente Lula, o pior de todos, um ilusionista.
    Gosto do Caetano, menos que do Gil, e muito menos que do Chico, mas quero que ele tenha o direito de se expressar livremente. Esse é um outro lado da sua pessoa. Só quando aprendermos a conviver com os “contrarios”, respeitando suas ideologias é que poderemos avançar no convivio social.
    Depois da entrevista do Caetano, vejo nele uma pessoa mais critica e menos submissa ao patrulhamento ideológico que vige no meio artistico.
    Viva Regina Duarte!

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2010 em 09:26
    Permalink

    Quero parabenizar ao Antonio Barreto pela inteligência de seus versos e principalmente colaborar contra esse programa BBB que realmente é tudo de ruim, já pensei até que eu fosse a única maluca a não gostar desse programa hororroso e tb da Rede Globo, que pra mim é uma emissora anti-democrática e sempre tem suas próprias regras de imposição, fala mal da ditadura no entanto, seus funcionários são sempre obrigados a fazer o que a CASA MANDA, isso é terrível.
    Mas como o assunto é Caetano, não desgosto dele e não vi essa entrevista onde ele fala mal do Lula.
    Minha opinião é que devemos respeitar toda e qualquer pessoa pois é nosso próximo, isso é educação.
    Mas como estamos numa democracia, acho que o Caetano tenha o direito de se expressar como quiser.
    Fazer o verso contra Caetano também é um direito de Antonio, mas enaltecer esse presidente Lula também já é demais.
    Abs

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2010 em 07:59
    Permalink

    De fato o Caetano não tinha (nem tem) o direito de ser grosseiro e mau educado com o Presidente (seja ele qual for). Sua entrevista ao Jornal revelou-o preconceituoso, arrogante e mau carater. É uma pena que a idade não tenha lhe trazido sabedoria. Melhor seria (como diz o poeta/repentista) que o Caê tivesse se mirado nos exemplos de Chico, Milton e tantos outros artistas brasileiros que a fama não embotou-lhes a alma. abraços. Zilda

    Resposta
  • 2 de fevereiro de 2010 em 07:52
    Permalink

    Cabra descompreendido, fala as besteiras dele, ofende o Presidente da Republica e faz sua mãe dona Canô com mais de 100 anos de idade, em plena lucidez pedir desculpa para o Presidente.
    Estou diacordo com o cordelista Antonio Barreto, Caetano esqueceu de tomar o Gardenal.

    Resposta
  • 1 de fevereiro de 2010 em 20:18
    Permalink

    Sobre cordelistas:

    “Usar uma imagem estereotipada como personagem também é muito comum, às vezes criticando a exclusão social e o PRECONCEITO, ÀS VEZES FAZENDO USO DOS MESMOS através do humor sarcástico.”

    Clap-clap-clap, Raul Poeta ! Enfiou um ippon e liquidou a fatura !

    No judô é o golpe fatal, aplicado à maestria utilizando a força de ataque do advers?io contra ele próprio. Foi o que também fez o “judoca” Barreto em relaçao o caetano, que se estatelou “discosta”. ISSA !

    Resposta
  • 1 de fevereiro de 2010 em 11:05
    Permalink

    Admiro o que é bom, no bom sentido da coisa. Admiro, portanto, a arte do Caetano; mas não admiro, por certo, as “artes” do animal profano!
    Assistí no “Fantástico” programa da Globo de ontem que uma senhora de 100 (cem) anos de idade está sendo “alfabetizada” (aprendendo o alfabeto). Creio que o Lula, o nosso Presidente, aprendeu isso e muito mais.
    Nascí de pais alfabetizados, estudei, frequentei o jardim da infância, o curso primário, o ginasial, o colegial e o curso superior – sou bacharel, mas não conseguí, mesmo assim, ser Presidente da República, de nenhuma republiqueta, quanto mais do BRASIL. Confesso: tenho, também, uma inveja danada do “Lulinha”, como o chamam por aí.
    Fico a imaginar, se o Lula, além de não possuir diploma de acadêmico, fosse “preto”, como acontece em parte com o atual Presidente dos Estados Unidos da América do Norte. Que diriam esses poucos “brasileirinhos” a (d)(r)espeito.

    Resposta
  • 31 de janeiro de 2010 em 21:07
    Permalink

    ALGUMAS pessoas (poucas, por felicidade) confundem as coisas e não conseguem captar o espírito da tradicional cordelança nordestina. Não há nada de pessoal nessas críticas rimadas.

    Vou ter que recorrer tb a uma citação. Se liga aí então na definição do que se trata:

    (Os cordelistas) “escrevem de maneira jocosa, mas por vezes retratam realidades desesperadoras. Uma outra característica é o uso de recursos textuais como o exagero, os mitos, as lendas, e atualmente o uso de ironia ou sarcasmo para fazer críticas sociais ou políticas. Usar uma imagem estereotipada como personagem também é muito comum, às vezes criticando a exclusão social e o preconceito, às vezes fazendo uso dos mesmos através do humor sarcástico. Além dos temas “engajados”, se assim podemos chamá-los, há também cordéis que falam de amor, relacionamentos pessoais, profissionais, cotidiano, personalidades públicas, empresas, cidades, regiões, etc.”

    Completo aqui: http://www.infoescola.com/literatura/literatura-de-cordel/

    Para estes poucos será que agora deu para entender ou ainda tem que desenhar?

    Resposta
  • 31 de janeiro de 2010 em 20:30
    Permalink

    Visitando este site e depois de ler os comentários, fiquei cá comigo pensando……. Já que, parece-me, que a questão central é o PRECONCEITO (que quer dizer simples e unicamente, de acordo com Eduardo Pinheiro, Editora Figueirinhas-Porto; Portugal- Edição; 08 de dezembro de 1945: conceito antecipado; opinião formada sem consideração; supertição; convencionalismo), então quem critica o outro como preconceituoso também o é. Mais ou menos assim: Eu posso ter preconceito do preconceituoso.

    Resposta
  • 31 de janeiro de 2010 em 16:47
    Permalink

    O PAVÃO E O URUBU

    Tem um conto japonês milenar que é mais ou menos assim:

    Em uma planície, viviam um Urubu (não sei se era a Miriam Leitão) e um Pavão (possivelmente o Caetano). Certo dia, o Pavão refletiu:

    – Sou a ave mais bonita do mundo animal, tenho uma plumagem colorida e exuberante, porém nem voar eu posso, de modo a mostrar minha beleza. Feliz é o Urubu que é livre para voar para onde o vento o levar.

    O Urubu, por sua vez, também refletia no alto de uma árvore:

    – Que infeliz ave sou eu, a mais feia de todo o reino animal e ainda tenho que voar e ser visto por todos. Quem me dera ser belo e vistoso tal qual aquele Pavão.

    Foi quando as aves tiveram uma brilhante idéia e se juntaram para discorrer sobre ela: cruzar-se seria ótimo para ambas, gerando um descendente que voasse como o Urubu e tivesse a graciosidade de um Pavão…

    Então cruzaram… e daí nasceu o Peru: QUE É FEIO PRA CACETE E NÃO VOA!!!

    Moral da história: “Se tá ruim, nem vem com gambiarra que piora…”

    Resposta
  • 31 de janeiro de 2010 em 10:31
    Permalink

    Não acho que o Caetano, falando a verdade, tenha sido preconceituoso. O Lula é grosseiro, cafona, analfabeto, mentiroso e vil.

    Resposta
  • 29 de janeiro de 2010 em 23:20
    Permalink

    É, eu vi, Dona Maria Antonia (lá na musiquinha do Barreto). A “princesa” tá doida para se balançar nesta “rede” com o “guerreiro”, né? KKKK

    Resposta
  • 29 de janeiro de 2010 em 21:10
    Permalink

    E se fosse petista qual o problema disso. não é M.Antônia?
    Entendi o q vc quiz dizer. Mas se ele foi convidado para participa do Forum Social Mundial é porque é comprometido com as causas dos exclusidos. Isso agente nota de cara e não precissa ser só doPT para isso. Basta só ser Humano.

    Resposta
  • 29 de janeiro de 2010 em 20:32
    Permalink

    Gentem, que barafunda mental é essa desses últimos comentaristas?

    Quem disse que o Antonio é PT? Existe um negócio, que talvez nem todos ainda conheçam (rsrs), chamado G-O-O-G-L-E! Lá está a história e vida a pregressa do nosso artista em questããã… Aprendam a pesquisar, diacho!

    O que tem a ver esse negócio de “anistiados” com o cordel do mestre Antonio, ô “Fui”? A netiqueta deixa bem claro: SE BEBER NÃO DEIXE COMENTÁRIOS NA BLOGOSFERA. Isso vai te comprometer para a vida inteira (rsrs).

    Que vexame! Parecem até a Lucia HICppoLITRO na CBN.

    Adoro esse cantinho na rede, querida. É por isso que não saio daqui. Bitocas.
    Ma.Antonia

    Resposta
  • 29 de janeiro de 2010 em 19:52
    Permalink

    nossa……caramba, ate concordo com o autor deste verso qdo fala do bbb, mas cara se ele é PT e se doeu! e daí eu tbm estou morrendo de raiva dele falar assim de Caetano Veloso, concordo com o comentario do Guará Matos…quem pode falar de quem? e quem esta sendo preconceituoso com quem ? tbm concordo que Caetano foi infeliz na colocação q fez ao Lulalalala. mas pega leve cara…e se todo mundo achar que pode parar de estudar e candidatar-se para presidente? ta danado……..e vai entao me responde: o Lula nao estudou pq era pobre? ou é(era) pobre pq n estudou?

    Resposta
  • 28 de janeiro de 2010 em 18:20
    Permalink

    Cara, esses anistiados se acham, qdo o país precisou deles, eles se exilaram, ou seja, cairam fora, depois voltaram como Heróis. Brincadeira, até qdo iremos ficar a merce desse caras.
    Caetano é pura burguesia, ele e outros ae.
    Qr saber, nem merece falar tah.
    Fui

    Resposta
  • 28 de janeiro de 2010 em 17:19
    Permalink

    Tô esperano… e nadica de nada! Ponhe logo a toada aí que é pra mode nóis vê, sinhazinha…

    Resposta
  • 28 de janeiro de 2010 em 00:05
    Permalink

    Depois vc vai mostrar mais coisas do Antônio barreto ? Num outro post vc falou que ele é ‘cantador’ . Tem clips dele pragente ver ?

    Resposta: Tem sim. Vou postar uma toada que é uma gracinha, ok? Fique de olho.

    Resposta
  • 27 de janeiro de 2010 em 19:41
    Permalink

    Eu não resisto……… kkkkk…….. mais uma para fazer o Cae engolir a linguarudice:
    A revista mais prestigiada do mundo, a britanica The Economist, propôs uns dias atrás que o Presidente Lula seja o chefe de um governo internacional para o Haiti, durante a reconstrução do país.
    Isto porque as instituições haitianas “dissolveram” junto com o terremoto.
    Taqui, no original, pra quem acha que é caô:
    http://www.economist.com/opinion/displayStory.cfm?story_id=15330453&source=hptextfeature
    A ONU sugeriu então que num primeiro ano – já que o “cara” vai mergulhar de cabeça na campanha – o Bill Clinton assuma provisoriamente o cargo. Quando passar a faixa à Sucessora em janeiro de 2011, o “analfabeto, cafona e grosseiro” seria conduzido ao novo cargo.
    É claro que o “cara” não deverá aceitar, não vai entrar nessa, mas só essa especulação já deve estar fazendo uns e outros se corroerem de inveja por dentro.
    É isso aí, fui na deixa do Rodrigão. E dá-lhe cipoada Mestre Barreto!!!

    Resposta
  • 27 de janeiro de 2010 em 18:22
    Permalink

    esse caetano nao ta com nada. ja era. caboo. so esqueceu de deita. mereceu os versinhos do cordelista. rsrsssrrsrrssrssrsrsrrs

    Resposta
  • 27 de janeiro de 2010 em 14:39
    Permalink

    É… os cães ladram e a mídia começa a miar, enquanto a caravana passa feito trem bala rumo a um futuro cada vez mais ao alcance das mãos:

    Para quem ainda não sabe, pois o PiG faz de tudo para esconder, o Presidente Lula recebe na sexta-feira o prêmio ESTADISTA GLOBAL, concedido pelo Fórum Econômico Mundial, por ter contribuído durante o seu mandato para melhorar o estado, não só daqui de dentro, mas DO MUNDO!

    Aí o Estadão teve que admitir:

    (…) “Prêmios prestigiosos recebidos por Lula nas últimas semanas refletem o bom momento da imagem internacional do presidente. Em dezembro, o jornal francês “Le Monde” o escolheu como “Homem do Ano” de 2009; em seguida, ele recebeu do diário espanhol “El País o título de “Personagem Ibero-Americano de 2009”. Logo depois, Lula foi escolhido pelo britânico “Financial Times” como uma das 50 personalidades que moldaram a década.

    Lula receberá o prêmio “Estadista Global” em Davos, na Suíça, no dia 29. É a primeira edição da homenagem, criada para marcar o aniversário de 40 anos do fórum.”

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,premio-a-lula-ajuda-davos-melhorar-imagem-diz-analista,498871,0.htm

    E ainda tem uma meia duzia por aí que resiste e não dá o braço a torcer, acusando O CARA de um monte de besteiras.

    A tal de INVEJA é mesmo uma M&RD@ !!!

    Resposta
  • 27 de janeiro de 2010 em 13:41
    Permalink

     
    Grande Richard, essa foi boa!!!

    Eu diria mais: deita de bruços, arranha o lençol e morde a fronha… :oP

    KKKKKKKK

    []’s

     

    Resposta
  • 27 de janeiro de 2010 em 13:08
    Permalink

    Aliás, o Caetano nunca me enganou… Fez fama e deitou na cama, de bruços.

    Resposta
  • 27 de janeiro de 2010 em 11:35
    Permalink

    O episódio das declarações de Caetano sobre Lula assim como as do Nizan Guanaes sobre o Bel do Chiclete denotam ações impensadas dos autores, principalmente considerando os aspectos positivos da vida pregressa de ambos.
    Responder e agredir usando as mesmas armas é, no mínimo, irracional.
    Os próprios agredidos não agiram dessa forma. Isso sim é demonstração de civilidade e respeito.

    Resposta
  • 27 de janeiro de 2010 em 08:15
    Permalink

    Faço minhas as suas palavras, disse tudo e mais um pouco desse infeliz, preconceituoso, racista e narcisista iletrado.

    Resposta
  • 25 de janeiro de 2010 em 10:36
    Permalink

    Francisco Viana, jornalista, consultor de empresas e autor do livro “Hermes, a divina arte da comunicação”, escreveu no Terra Magazine, domingo, 24/01/2010:

    (…) “O caso de Lula é emblemático: ele é aplaudido no exterior, mas criticado sistematicamente (aqui no Brasil) por uma parte da intelectualidade midiática. A sociedade não se deixa enganar. Prova disso, são os elevados índices de popularidade do presidente. Caetano Veloso sintetizou essa oposição crassa ao dizer que o presidente era analfabeto. Creio, toda pessoa de bom senso gostaria de ser “analfabeto” como o presidente, hoje um político de projeção e reconhecimento mundial. Creio, também que essas pessoas de bom senso sabem que o analfabetismo é uma responsabilidade da sociedade brasileira, não um demérito. Ou seja, é alienante imaginar que se pode criticar alguém com o argumento do analfabetismo. Mera opinião. Com tal, fruto de um exercício narcísico. Isto para usar um termo elegante.” (…)

    Texto completo, analisando o jogo do poder na Bahia:

    http://terramagazine.terra.com.br/interna/0,,OI4223380-EI6783,00-Um+caso+para+se+olhar+com+atencao.html

    Resposta
  • 20 de janeiro de 2010 em 12:31
    Permalink

    O caetano so teve o que merece uma no figado e outro no baço para sentir a dor que eu e outros sentiram por tanto besteirol que falou para maldita PIG.

    Resposta
  • 20 de novembro de 2009 em 09:54
    Permalink

    Saiu no Nassif:

    A CONVERSA DE LULA E DONA CANÔ

    Na terça, à noite, Lula tomou a iniciativa e ligou para a casa da família de Caetano. “Atendi e do outro lado veio a mensagem da secretária: “Boa noite, é do gabinete do presidente, ele queria falar com a dona Canô”, relata Rodrigo (irmão mais novo de Caetano), que atendeu a ligação. ” Passei para o quarto, onde minha mãe estava”. De acordo com ele, a ligação durou “pouco mais de cinco minutos”. Lula disse que soube que dona Canô queria falar com ele e quis tranquilizá-la, “não fique chateada, não fique preocupada, porque gosto muito da senhora e gosto do Caetano também”, disse, de acordo com Rodrigo. “Está tudo bem, essas coisas acontecem”. O presidente também manifestou o desejo de “dar um abraço” na matriarca hoje, 20, quando estará em Salvador para participar das comemorações do dia da consciência negra. ” Minha mãe foi dormir mais tranquila e emocionada”, diz Rodrigo, que disse não saber se será possível promover o encontro entre o presidente e ela. ” Agora, definitivamente, esse assunto está esclarecido com todas as partes e encerrado.

    http://colunistas.ig.com.br/luisnassif/2009/11/20/a-conversa-de-lula-e-dona-cano/

    Resposta
  • 18 de novembro de 2009 em 21:27
    Permalink

    Pelo visto Pom-pom, na Bahia os carinha “vai de reto”. Aqui em Minas nós falamos que eles “chegô de breque”. hehehehehe

    Resposta
  • 18 de novembro de 2009 em 18:58
    Permalink

    Aeh meu… esse Cae ta sempre fumadão… pode crer meu…. eh a planta… eh a planta….

    Resposta
  • 18 de novembro de 2009 em 18:05
    Permalink

    Quer saber? O mangano mereceu a bordoada desse antônio aí. Falou asnera pro PIG tem que levar cacete mesmo. Quero dizer, o pela-saco levantou a bola pra midia ficar fazendo futrica e is ficar por isso mesmo? Gostei do sarrafo.

    Resposta
  • 18 de novembro de 2009 em 16:42
    Permalink

    Pompom? Ihhh rapá… Sei não…

    Resposta
  • 18 de novembro de 2009 em 16:20
    Permalink

    Não era pra ser Vade Retro??? Afff…………………. meus sais!!!!!!!!!!

    Resposta
  • 18 de novembro de 2009 em 15:43
    Permalink

    Bateu… Levou!!!!!!!

    Resposta
  • 18 de novembro de 2009 em 12:16
    Permalink

    Eu si amarrei na pancada do cordelista

    Resposta
  • 18 de novembro de 2009 em 10:35
    Permalink

    Ô Guará, me parece que isso tem mais a ver com a “verve” do nordestino. Essa vivacidade crítica corre no sangue deles, como no do brasileiro em geral, fazendo com que mastigue suas angústias com tiradas ácidas e anedóticas do dia a dia.
    Não manjo nada das técnicas do cordel, mas percebo que também é por aí o espírito da coisa. E tem um lado das culturas regionais nisso: o que pode parecer pesado pra uns, pra outros é a coisa mais natural do mundo, certo?

    Resposta
  • 18 de novembro de 2009 em 10:06
    Permalink

    Achei muito gozado, não vi nada demais. Uma ‘entrada’ à altura da canela, que foi onde o Catano chutou o Presidente.

    Resposta
  • 18 de novembro de 2009 em 08:59
    Permalink

    Concordo que o Caetano não deveria ter usado de tamanho preconceito contra o presidente. Não sou fã do Lula, porém e inadímissivel o tratamento dado pelo baiano ao Luis Inácio.
    Mas aí vem uma pergunta: “O autor desses versos não está sendo preconceituoso também? Se obserrvarmos, sim. Não só com o Caetano mas com outras pessoas também. Por isso não poso concordar com o que disse Caetano e nem com o poema, ambos são parciais e passionais.
    Abraços.
    _______
    Leia também ->
    AFOGANDO O GANSO ENTERTAINMENT
    http://jafogandooganso.wordpress.com/

    Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: