Cenários em 3D no interior de rolos de papel higiênico

Anastassia Elias

COM IDEIAS NA CABEÇA

Do blog ECOnsciência

Não se trata aqui de nenhum caso clássico de reciclagem, mas dá bem uma ideia do que é possível fazer, de maneira muito inteligente, com simples restos de derivados de celulose descartáveis.

Foi o que conseguiu e deu status de celebridade internacional à ilustradora e artista plástica francesa Anastassia Elias, ao criar cenários em miniatura com recortes colados dentro de canudos de papelão.

O projeto, numa espécie de 3D, teve início há três anos, quando a parisiense teve o brilhante lampejo de reaproveitar o tubo de um rolo de papel higiênico que chegara ao fim. E veja o que saiu aqui e aqui.

Anastassia Elias

Ela descreve seus trabalhos de forma bastante simples, como “fotografias feitas com papel” que capturam eventos cotidianos nos quais não se presta muita atenção.

Ao longo do tempo, os rolos foram divididos em séries por temas, como esportes, natureza e profissões. As cenas são montadas com recortes de papel similar ao material de que é feito o rolo. Depois, elas são cuidadosamente coladas dentro dos canudos.

Anastassia, de 35 anos, diz que leva, em média, entre duas e três horas para completar cada um dos rolos. Em seguida, as imagens são fotografadas contra a luz e em diferentes ângulos, para que o jogo de sombras dê mais realismo às cenas.

Anastassia Elias

Fonte

Deixe um comentário simpático neste artigo: