Cavalos tinham tamanho de gatos há 50 milhões de anos

Pônei com 50 milhões de anos

PÔNEI PRÉ-HISTÓRICO

Do blog ECOnsciência

Imagine um micro-pônei praticamente do tamanho de um gato doméstico vagando pela florestas da América do Norte. E por que os cavalos eram tão pequenos? É que há mais de 50 milhões de anos, fazia muito mais calor na Terra e os equinos se adaptaram à escassez de sombras e alimentos em florestas com poucas folhagens, segundo estudo publicado pela revista Science.

Esses primeiros cavalos conhecidos, chamados Sifrhippus, na realidade, tornaram-se menores ao longo de dezenas de milhares de anos, numa época na qual as emissões de metano dispararam devido às grandes erupções vulcânicas. Com isso, a pesquisa poderá contribuir com o conhecimento sobre como os animais modernos do planeta poderão se adaptar ao aquecimento da Terra.

Para chegar a esse resultado, os cientistas analisaram fósseis de dentes de cavalos descobertos no estado americano de Wyoming. Muitos animais se extinguiram nesse período de 175 mil anos de duração, conhecido como o Máximo Térmico do Paleoceno-Eoceno, ocorrido há 56 milhões de anos. Outros diminuíram muito de tamanho para sobreviver com recursos limitados.

Segundo um dos autores do estudo, Jonathan Bloch, do Museu de História Natural da Flórida, as temperaturas médias mundiais aumentaram 10 graus Fahrenheit durante esse período devido ao aumento significativo de dióxido de carbono emitido no ar e nos oceanos. A temperatura superficial do mar no Ártico era, então, de 23 graus centígrados, como a das águas subtropicais contemporâneas.

A pesquisa demonstrou que o Sifrhippus se reduziu em quase um terço, até chegar ao tamanho de um gato doméstico (de 4 kg) nos primeiros 130 mil anos do período. Depois, voltou a crescer até chegar aos 7 kg, nos últimos 45 mil anos do período. Aproximadamente um terço dos mamíferos conhecidos também se tornaram menores durante esse tempo.

Com Terra

2 comentários em “Cavalos tinham tamanho de gatos há 50 milhões de anos

Deixe um comentário simpático neste artigo: