Casal mais azarado do mundo em lua-de-mel no inferno

Casal pé frio

STEFAN E ERIKA: CASAL PÉ-FRIO

Eles são simpáticos, têm jeito de gente boa, adoram viajar, mas… jamais convide este casal de suecos para uma visitinha à sua casa. É que o perigo anda com eles. Pelo ‘carma’ pesado que carregam nas costas viraram celebridades nos portais de notícias de todo o mundo.

O Chefe de Redação

Era para ser uma romântica lua-de-mel, mas a viagem de Stefan e Erika Svanström mais pareceu um mergulho nas profundezas do inferno. O casal sueco enfrentou terremotos, incêndios, enchentes e tempestades de neve durante o breve passeio internacional.

Quando deixaram Estocolmo, Suécia, no dia 6 de dezembro do ano passado, o casal tinha em mente escapulir do rigoroso inverno nórdico com uma viagem romântica para celebrar a união, ao lado da sua filha pequena.

Imaginavam, pois logo no destino inicial — Munique, na Alemanha — Erika e Stefan tiveram o primeiro contratempo.

Depois de pousar no aeroporto germânico, os suecos ficaram retidos por alguns dias na Baviera devido a uma das maiores tempestades de neve da história da Europa.

À procura de sol e boas temperaturas, o casal mudou o roteiro e partiu em direção a Cairns, na Austrália. Durante a passagem do casal, a cidade foi atingida por um dos ciclones mais violentos jamais registrados no país.

Stefan e Erika tiveram entã de permanecer num abrigo, ao lado da sua bebê, durante 24 horas. Acabaram dormindo no chão de um shopping com outros 2.500 desabrigados.

“As árvores eram derrubadas e grandes galhos espalharam-se pelas ruas da cidade”, disse Stefan ao jornal sueco “Expressen”.

“Escapamos por pouco”, acrescentou o sueco, que estava na Ásia em 2004, quando um tsunami violento assolou a costa do continente, matando mais de 200.000 pessoas.

Assim que as condições meteorológicas melhoraram, o casal seguiu para o sul de Brisbane, mas a cidade havia sido devastada por uma grande enchente. Stefan e Erika decidiram seguir o cronograma da viagem e foram para Perth.

Casal sueco azarado

Eles não ficaram na cidade australiana por muito tempo, já que Perth ardia em chamas por causa dos incêndios florestais, muito comuns no verão do hemisfério sul.

Os suecos continuavam a pensar que o problema não era com eles, e decidiram conhecer a Nova Zelándia.

Doce ilusão: quando chegaram em Christchurch, a cidade sofreu um terremoto de magnitude 6,3 na escala de Richter que devastou a região, no dia 22 de fevereiro.

“Parecia uma zona de guerra”, disse Stefan Svanstrom. “Não podíamos visitar a cidade porque estava bloqueada. Tivemos de visitar outros locais antes de ir ao Japão”, acrescentou.

Era só o que faltava. Para azar dos japoneses, o casal não desistiu de conhecer a capital nipônica, Tóquio.

Dias depois de desembarcarem no país, a ilha foi arrasada pelo terremoto de magnitude 9,0 na escala de Richter, que culminou com o tsunami e o vazamento nos reatores de uma usina nuclear.

“O tremor foi terrível. Vimos telhas voarem dos prédios”, disse Stefan. “Os prédios balançavam para frente e para trás”, contou.

Antes de regressarem à Suécia, Stefan e Erika visitaram a China, por enquanto o único país livre da sinistra “maldição dos Svanström”.

“O mais importante é que nós continuamos juntos e felizes”, disse Stefan, quando voltaram para a sua cidade natal no último dia 29 de março — sãos e salvos, porém com um rastro de destruição às suas costas.

Visto no Jornal de Notícias (de Portugal)

* * *

O Chefe de Redação

Um comentário em “Casal mais azarado do mundo em lua-de-mel no inferno

  • 9 de abril de 2011 em 12:21
    Permalink

    pe de pato mangalo tres vez… xo satanas… sai pra la… desconjuro… hehehe

    Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: