‘Carta testamento’ do Trema, banido da língua portuguesa

Logo do MST¨ - Movimento dos Sem TremaDo blog A Cachaça da Happy Hour (publicado em 17/02/2011)

O texto não é novo, anda há alguns meses pulando de caixa em caixa nos programas de correio eletrônico. Se tanta gente repassa o email é porque é criativo.

Trata-se de uma sátira bem humorada na forma de carta-testamento da supressão do diacrítico trema pela última reforma ortográfica da língua portuguesa.

Passado algum tempo, ainda continua tudo muito estranho. Certas palavras, quando escritas, parecem não ter mais o mesmo significado de antigamente.

Trema, agora, é quase uma exclusividade dos alemães.

A DESPEDIDA DO TREMA¨

Por Lucas Nascimento *

Estou indo embora. Não há mais lugar para mim.

Eu sou o trema.

Você pode nunca ter reparado em mim, mas eu estava sempre ali na Anhangüera, nos aqüíferos, nas lingüiças e seus trocadilhos por mais de quatrocentos e cinqüenta anos.

Mas os tempos mudaram. Inventaram uma tal de reforma ortográfica e eu simplesmente tô fora. Fui expulso pra sempre do dicionário. Seus ingratos!

Isso é uma delinqüência de lingüistas grandiloqüentes!

O resto dos pontos e o alfabeto não me deram o menor apoio…

. A letra U se disse aliviada porque vou finalmente sair de cima dela.

. O dois-pontos disse que eu sou um preguiçoso que trabalha deitado enquanto ele fica em pé.

. Até o cedilha foi a favor da minha expulsão, aquele C cagão que fica se passando por S e nunca tem coragem de iniciar uma palavra.

. E também aquele obeso do O e o anoréxico do I.

Desesperado, tentei chamar o ponto final pra trabalharmos juntos fazendo um bico de reticências, mas ele negou, sempre encerrando logo todas as discussões. Será que se deixar um topete moicano posso me passar por aspas?

A verdade é que estou fora de moda. Quem está na moda são os estrangeiros, é o K, o W. “Kkk” pra cá, “www” pra lá.

Até o jogo da velha, que ninguém nunca ligou, virou celebridade nesse tal de Twitter que, aliás, deveria se chamar TÜITER.

Chega de argüição, mas estejam certos seus moderninhos: haverá conseqüências! Chega de piadinhas dizendo que estou “tremendo” de medo.

Tudo bem, vou-me embora da língua portuguesa. Foi bom enquanto durou. Vou para o Alemão, lá eles adoram os tremas.

E um dia vocês sentirão saudades. E não vão agüentar.

Nos vemos nos livros antigos. Saio da língua para entrar na história.

Adeus…

Trema¨

* Lucas Nascimento – blogueiro e estudante de publicidade na ECA-USP. Segundo ele, já publicou vários rascunhos em cadernos velhos e possui cerca de três leitores fiéis (o cachorro não sabe ler). Vencedor do concorrido prêmio de redação da 4ª série.

* * *

Blog da Nívia de Oliveira Castro

5 comentários em “‘Carta testamento’ do Trema, banido da língua portuguesa

  • Pingback:Tweets that mention A falta que o “trema” ainda faz na língua portuguesa escrita | BLOG DA NÍVIA, uma cachaceira -- Topsy.com

  • 24 de fevereiro de 2011 em 14:38
    Permalink

    Sem trema, como explicar para uma criança que linguiça tem som diferente de enguiça?

    Resposta
  • 17 de fevereiro de 2011 em 22:42
    Permalink

    DIACRÍTICO foi o que tive hoje lá no trabalho…………. Ihhhh, foi mal, Profa.

    Mas aonde a Sra. foi arrumar uma palavra dessas?????? Hehehehehehehe….

    Resposta
  • 17 de fevereiro de 2011 em 19:23
    Permalink

    Sen-sa-ci-o-nal !!!
    Dá gosto de ver (e ler) um jovem escrevendo tão bem e com tanta criatividade.
    Esse aí vai longe na carreira (se não sucumbir ao esquemão).
    Movimento dos Sem ?rema também é hilário. A galera não tem mais o que inventar.
    Abraço

    Resposta
  • 17 de fevereiro de 2011 em 11:48
    Permalink

    Não conhecia . Também sou professora mas só pude ter acesso a net agora . Ainda estou aprendendo a usar . Fico grata por publicar de novo .

    Resposta

Deixe um comentário interessante neste artigo: