Boa saúde: cuidados com abuso alimentar nas Festas de fim de ano

NÃO MORRA PELA BOCA

O fim do ano chegou e o sinal vermelho acendeu de uma vez por todas para quem está mergulhado na dieta. Admita, todo mundo come em excesso feito louco e acaba comprometendo a dedicação, às vezes dolorosa, de todo o ano.

Não é pra menos: ceias de Natal em família, comemorações de empresas, na facul, no cursinho, na academia, com os amigos de bar, o Reveillon… ufa! – para os mais fracos fica difícil se controlar, fechar a boca e manter a disciplina.

Mesmo para quem não está de dieta, não é legal exagerar. Pratos muito gordurosos e o excesso de comidas podem sobrecarregar o seu organismo.

E se o exagero fica por conta das bebidas, o estrago pode ser ainda maior, com azia, mal-estar e dor de cabeça. Mas sempre há saídas inteligentes e racionais:

Mantenha a boa forma

Tudo é permitido, desde que haja moderação e bom senso. Quem está de regime deve optar pelas saladas e pelas carnes brancas, como o peru. Na sobremesa aproveite a variedade de frutas disponíveis na estação e procure moderar nas castanhas, nozes e rabanadas que são bem mais calóricas.

Pessoas que não têm facilidade para ganhar peso, não devem deixar de se preocupar com uma alimentação saudável e de qualidade. Se a comemoração for fora de casa, tome cuidados com certos pratos que devido ao calor e a má conservação estragam com facilidade e podem acabar com a sua festa. É o caso de maioneses, pratos à base de iogurte, sanduichinhos de frios, saladas e pratos que levem tomates não cozidos, entre outros.

Uma boa dica é comer alguma coisinha antes para não chegar nas festas com aquela fome animal e vontade de devorar todas as guloseimas que estiverem na sua frente. Uma refeição leve ou mesmo uma barrinha de cereal pode ajudar a controlar a sensação de fome e a evitar os exageros.

Evite se puder

Beber de estômago vazio, nem pensar! Os efeitos podem ser piores ainda, se começar a beber de barriga vazia. É muito importante moderar o consumo do álcool. Alterne com refrigerantes, sucos e até mesmo água.

Alguns pratos como o lombo, pernil e tender já são tradicionais nas ceias de natal, porém são extremamente gordurosos e devem ser evitados por pessoas com problemas de gastrite e azia. São alimentos pesados, de difícil ingestão, e por isso evite consumi-los tarde da noite. E quanto mais tarde for, muito pior para o seu organismo, não duvide disso.

Se você participar da organização do cardápio da ceia, prepare pratos coloridos e capriche nas saladas. Quiches também podem ser uma boa pedida, invista em sabores diferentes como o de alho-poró e tomate seco com berinjela. Use também carnes magras como o peru e o bacalhau, arroz com legumes para acompanhamentos. Quanto mais colorida, mais nutritiva vai ser a sua refeição!

Fuja das ressacas

Quando exageramos na bebida, o fígado produz enzimas que “digerem” o álcool. O excesso de produção dessas enzimas desregula o organismo e, como conseqüência, causa aquela ressaca.

Quanto maior o teor alcoólico, maior é o tranco, a rebordosa. Bebidas destiladas também são menos recomendadas, como a vodka e o uísque, pois são absorvidas mais rapidamente do que a cerveja, por exemplo, que é fermentada. Os destilados costumam causar mais transtornos.

Quem não tem o hábito de beber deve redobrar o cuidado. As pessoas que não estão acostumadas podem ter reações mesmo com pequenas doses. Pessoas que bebem com freqüência têm o fígado “treinado” para produzir as tais enzimas que quebram o álcool. Outra dica é evitar o excesso quando se está muito cansado ou nervoso. Nessas situações o estresse diminui a capacidade de absorção do álcool.

Alimentos gordurosos também deixam a absorção do álcool mais lenta. Uma boa opção é colocar azeite nas saladas, já que as frituras e as gorduras saturadas presentes nas carnes de porco, por exemplo, já têm gordura demais. Vitaminas como o complexo B ajudam a evitar a ressaca, se uma pequena dose for tomada algumas horas antes da festa.

Mas, atenção! Procure sempre beber socialmente, e nunca saia já com a intenção de exagerar na dose.

Desintoxicação

Se não teve jeito e você acabou por exagerar na noite da festa, aproveite para passar um dia descansando e fazer uma boa desintoxicação. Assim, você vai limpar o seu organismo e repor as energias.

Nada de alimentos pesados ou gordurosos. Se puder passar o dia em casa, o ideal é fazer uma dieta de líquidos. Ficar à base de água-de-coco e caldos leves vai fazer você se sentir melhor. Se for muito difícil lidar apenas com líquidos, prefira as frutas e os vegetais.

Beba bastante água, ela ajuda a hidratar o organismo e ajuda a eliminar as toxinas. Chás à base de hortelã, boldo, maçã, erva-cidreira, jasmim, abacaxi ou gengibre têm efeito digestivo e podem ajudar se você exagerou na noite passada.

Contabilize as calorias antes de exagerar

Panetone – 1 fatia média (45 g) – 122 cal
Nozes – 1 punhado – 209 cal
Castanhas de caju – 1 punhado – 202 cal
Peru – 1 coxa (80 g) – 124 cal
Cerveja – 1 lata (350 ml) – 155 cal
Vinho branco ou tinto secos – 1 taça – 107 cal
Vinho branco doce – 1 taça – 176 cal
Espumante – 1 taça – 85 cal
Água de coco – (300 ml) – 66 cal
Água – zero

Remix daqui: Não Morra Pela Boca

Deixe um comentário interessante neste artigo: