As previsões furadas de apocalipse econômico de Miriam Leitão

Profecias econômicas furadas

FIM DO MUNDO ADIADO

O Chefe de Redação

Estava trincada a bola de cristal com que madame Miriam Leitão, a vidente fajuta preferida dos irmãos Marinho, previu o futuro apocalipse econômico do Brasil.

Há um ano, em 9 de dezembro de 2010, a sinistra madame Leitão profetizou que o saldo da balança comercial cairia para “meros” US$ 3 bilhões em 2011.

Fechadas as contas deste ano, o valor foi US$ 29,8 bilhões — isso mesmo, 10 vezes mais do que previu a maior “especialista” em economia da TV Globo!

As exportações totalizaram US$ 256,041 bilhões contra importações de US$ 226,251 bilhões. Em relação à 2010, o montante é 47,8% superior frente aos US$ 20,155 bilhões marcados no fechamento de 2010.

Como diz a sabedoria de arquibancada, vai chutar torto e tão fora assim lá onde o vento faz a curva. Craque nos mistérios econômicos, de fato, a urubóloga não é.

Por essas e outras as organizações Globo deveriam assumir de vez o tipo de “jornalismo” rastaquera que praticam.

Que tal se madame Leitão aparecesse repaginada, a partir de mais um fiasco, com indumentária de cigana? Teria pelo menos um pouco mais de graça, caso isto fosse possível.

O William Bonner também poderia usar um nariz de pinóquio no Jornal Nacional. Assim todo mundo entenderia o espírito da coisa e ninguém levaria a sério quando ele quisesse dizer que uma bolinha de papel era uma fita crepe gigante, de 5 kg, a acertar a careca do candidato da privataria.

E o William Bill Waack passaria a narrar o Jornal da Globo no seu idioma oficial, o inglês, com legendas em português. Aí o circo da notícia estaria completo.

Com Ronaldo Livreiro

Deixe um comentário simpático neste artigo: