A derrota de Raul Jungmann, o que deu aval ao hoax das tartarugas

Zopilotes cercam tartaruga marinha

Do Blog Chefe de Redação

Uma revoada de políticos se prepara para levantar vôo de Brasilia no início do ano que vem e procurar um pouso forçado, só que agora em outras praias. São os que serão enxotados do Congresso pela força das urnas no próximo dia 3 de outubro.

Entre os que tomam impulso para a decolagem rumo a um futuro incerto encontra-se Raul Belens Jungmann Pinto, inapelavelmente abatido em seu mais ambicionado vôo: uma vaga ao Senado pelo Estado de Pernambuco. Não tem mais jeito, ele não consegue ultrapassar o teto dos 9% de altitude nas intenções de voto.

Na condição de “pato manco” como deputado federal em final de mandato talvez ainda lhe reste algum tempo para costurar uma nova boquinha num cargo público, aliado a algum tucano, onde possa amealhar algumas migalhas, a exemplo do que conseguiu seu conterrâneo, mentor e ave de arribação, Roberto Freire, em São Paulo.

Talvez Raul Jungmann esteja precisado mesmo, a se considerar verdadeira sua declaração patrimonial de míseros 17 mil e poucos reais apresentada à Justiça Eleitoral. E assim ficamos sabendo do seu virtual estado de indigência pois o pobre coitado não tem casa própria, terreno, chácara, poupança e nem investimento de nenhum tipo. Só três continhas bancárias meia-boca.

O que mais espanta nessa terrível condição de miserabilidade é que Raul Jungmann tem mandato de deputado federal desde 2003. Antes disso exerceu cargos como ?secretário de Estado, presidente do Ibama, do Incra, secretário-executivo do Ministério do Planejamento, ministro do Desenvolvimento Agrário, presidente do conselho de administração do BNDES e vice-presidente do conselho do Banco do Brasil. Quase tudo no período trevoso do governo neocon de FHC.

De acordo com a “insuspeita” revista Veja, um deputado federal recebia em 2007 mensalmente cerca R$ 12 mil líquidos, além do 13º, 14º e 15º salários! Fora isso, mais R$ 3 mil de auxílio-moradia e a módica quantia de R$ 15 mil de “verba indenizatória”. Esse é um nome curioso para um dinheiro que pode ser usado no ressarcimento de gastos com combustível, TV a cabo e outras coisas importantíssimas.

E não acabou, pois ainda recebiam R$ 51 mil para pagar os assessores, mais R$ 4 mil e pouco para despesas postais e telefônicas e verba de transporte aéreo, que oscilava na época entre R$ 4 mil e R$ 17 mil redondos. Isso sem contar as despesas médicas, todas reembolsadas, o direito a publicações, o material de escritório e as despesas comuns de manutenção da Câmara. Com tudo isso, acabou duro e teso… quem diria.

Assim, além da péssima imagem como administrador dos seus próprios caraminguás, Raul Jungmann vai levar em seu currículo algumas das cenas mais sórdidas já ocorridas no Congresso Nacional sob as lentes e holofotes de uma de suas principais aliadas, a TV GLobo. E afortunadamente dará um pouco mais de sossego ao MST – Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, a quem tratou de estigmatizar com ferocidade durante toda a sua vida pública de falso socialista do PPS.

Saudade não vai deixar. Mas seus rastros ainda continuarão perceptíveis na rede mundial de computadores através do hoax que ajudou a propagar ao dar aval a uma das maiores idiotices que hoje entulham as caixas de correio eletrônico: o spam disfarçado de e-mail utilizado por gente inescrupulosa para acusar levianamente moradores da margem esquerda do Rio Solimões de roubar ninhos de tartarugas (clique na imagem abaixo para ampliar).

Numa derradeira investida para limpar a barra e salvar uma meia dúzia de votos diante da repercussão negativa causada pela sandice cometida, Raul Jungmann ainda tentou se desculpar recentemente, só que mais uma vez lançando mão de informações incorretas.

Vale a pena ler a mensagem que a sua assessoria teve a cara de pau de enviar ao Blog da Nivia e que foi desmontada de forma inequívoca. Preste atenção no que diz o editor-chefe do site do deputado e nas datas apresentadas pela blogueira com os devidos links:

Hoax publicado por Raul Jungmann“A assessoria parlamentar do deputado Raul Jungmann, em 03/09/2010, encaminhou e-mail que reproduzo abaixo, seguido do meu comentário.

‘Cara Nívia,
realmente, o site de Raul Jungmann errou ao retransmitir a notícia do roubo de ovos de tartaruga nas margens do Rio Solimões. Mas no dia seguinte à divulgação da falsa notícia, nós a retiramos do ar,  consertamos a informação e pedimos desculpas aos nossos leitores.
Obrigado por sua atenção.

Rossini Barreira
Assessor de Comunicação’


Enfim, apenas para manter a cronologia dos fatos:

12 de setembro de 2009 – ocorre a primeira grande arribada anual das tartarugas na praia de Ostional, que é registrada em fotos pelo jornal Al Dia;

13 de setembro de 2009 – o periódico costarriquenho em sua edição online publica a matéria exaltando o Retorno por naturaleza – Las tortugas lora llegan cada año y este sábado dieron un grandioso espectáculo;

Nov/Dez de 2009 – começam a circular os primeiros e-mails acerca de pretenso roubo de ovos de tartarugas na Costa Rica;

24 de janeiro de 2010 – o Blog da Nivia questiona a veracidade dessa informação, que toma corpo na rede, no post Verdade sobre massacre de tartarugas na Costa Rica;

17 de março de 2010 – O deputado Raul Jungmann publica o hoax em seu site, com uma nova acusação: agora são os moradores da margem esquerda do Solimões quem praticam o roubo de ovos de tartarugas de rio para vender. Sob o titulo Agressão ao ecossistema do Rio Solimões o deputado informa estar solicitando ao Ministro do Meio Ambiente explicações sobre o grande desrespeito ao ecossistema na região amazônica;

17 de março de 2010 – no mesmo dia, portanto, a internauta Vanessa coloca um comentário no site do deputado considerando a matéria uma “piada” e chamando a atenção para o “mico” cometido, segundo suas próprias palavras;

Abril de 2010 – O hoax toma a forma de spam com acusações diretas ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra e conclama: DIVULGUE ESTE ABSURDO…!!!!!!!!!. VEJAM O QUE ACONTECE NA MARGEM DE UMA PRAIA PRÓXIMA A UM ASSENTAMENTO DO MST!!!;

26 de abril de 2010 – alertado por visitantes, o Blog da Nivia cobra responsabilidade ao deputado e internautas diante da dimensão da corrente de e-mails a invadir as caixas postais eletrônicas;

27 de abril de 2010 – o Globo Amazônia, do portal G1 (Globo.com), repercute nosso post e confirma todas as informações com matéria intitulada Mensagem com denúncia falsa sobre a Amazônia circula na internet;

06 de maio de 2010 – o portal de Raul Jungmann apaga o post e em seu lugar publica nota desculpando-se por divulgar informações equivocadas;

09 de maio de 2010 – o quadro Detetive Virtual no Fantástico, da TV Globo, apresenta reportagem sobre o assunto e disponibiliza seu conteúdo no portal do programa sob o título E-mail com fotos de roubo de ovos de tartarugas é falso;

Repare que a postagem no site do deputado Raul Jungmann foi corrigida na quinta-feira, dia 6, que antecedeu à veiculação da matéria no programa da TV Globo, no domingo, dia 9. Ou seja, após ser mantida no ar durante quase dois meses — ou 50 dias, para ser mais exata.

Daí em diante, mesmo com todos os esclarecimentos, o estrago já estava feito porque a praga virtual tomou proporções até agora incontroláveis, apesar do esforço de um grande número de internautas interessados em restabelecer a verdade factual.”

Por tudo isso, cabe aqui um elogio final ao bom senso do povo de Pernambuco, que livra o País de uma figura tão nefasta, com uma citação de Luis Nassif:

“O inferno em que se transformou a vida política nacional nos últimos anos, a sucessão de factoides, CPIs, dossiês, a truculência desmedida, a radicalização irresponsável – e que deixará marcas profundas na divisão do País – foi tocada por pessoas estreitamente ligadas a Serra, entre elas Raul Jungmann”.

Que bata suas asas, então, para bem longe das nossas vidas e nos deixe em paz.

Com informações do Blog da Nivia e do Esquerdopata.

LEIA TAMBÉM:

A grande mentira: MST rouba ovos de tartarugas no Rio Solimões

Vídeo sensacional: a preservação das tartarugas na Costa Rica

* * *

Blog Chefe de Redação

8 comentários em “A derrota de Raul Jungmann, o que deu aval ao hoax das tartarugas

  • 10 de novembro de 2010 em 00:27
    Permalink

    Mas que cara de pau! Farsa devidamente “desmontada” pela blogosfera. Ainda não caiu a ficha pra esses caras que não tem mais como sustentar uma mentira por muito tempo. Nem com a ajuda da “grobo”. Ainda bem. rsrsrsrsrsrsrs…….

    Resposta
  • 9 de novembro de 2010 em 20:45
    Permalink

    Me sinto de alma lavada. Caso o Serra tivesse vencido essa eleição no mínimo o Jungmann voltaria para ocupar a pasta do Desenvolvimento Agrário, ministério que chefiou durante o (des)governo FHC. Já imaginou? O MST ia ser mais perseguido do que nunca.

    Resposta
  • 4 de outubro de 2010 em 10:25
    Permalink

    Verba indenizatória, verba de gabinete, auzílio moradia e outras verbas é dinheiro para ser usado com despesas administrativas para o exercício do parlamentar e não para construir patrimônio.
    O salário do deputado é de R$12 mil reais não é muito para ele enriquecer. O dinheiro é dele, se ele quiser jogar pela janela, é problema dele. Se ele não tem casa, é problema dele. Dizem que Mário Lago, ator, escritor e poeta bem sucedido morreu sem ter casa própria.
    Certos estão os parlamentares que com o mesmo salário de Raul Jungmann são donos de carros possantes, casas de veraneio e mansões? que se enriquecem as custas do dinheiro público? Se a pessoa não rouba é ridicularizado, como estão fazendo com o Raul Jungmann.
    Com certeza, os quase 600 mil votos que ele recebeu para senador são uma riqueza muito maior do que riquezas materiais, mesmo que ele não tenha sido eleito ficou o reconhecimento pela sua integridade moral.

    Resposta
    • 4 de outubro de 2010 em 13:21
      Permalink

      Cada um distorce a realidade a seu bel-prazer, não é? Pois MENOS de 600 mil votos num universo de MAIS de 6 milhões de eleitores – numa disputa por apenas DUAS vagas ao Senado – não me parece NADA honroso, muito pelo contrário. Jungmann foi, enfim, reconduzido pelo sábio eleitorado pernambucano à sua mísera dimensão política.

      Resposta
      • 4 de outubro de 2010 em 14:38
        Permalink

        Num universo de 6 milhões de eleitores, ele recebeu 10% de votos. Você despreza a opinião dessas pessoas dizendo que não são nada?
        Eu acho a forma de fazer política no nordeste muito agressiva. O Raul Jungmann por ter passado a maior parte de sau vida política atuando fora de sua terra natal não é o candidato preferido dos eleitores de cabresto de Pernambuco.
        O melhor para ele é fazer como o Roberto Freire, ir defender suas idéias em um lugar como São Paulo.

        Resposta
        • 4 de outubro de 2010 em 19:03
          Permalink

          Huahuahua!

          Veeeeenha! Os tucanos daqui receberão de asas abertas, em seu ninho emplumado, mais esta ave de arribação política. Boquinha garantida!

          Huahuahua!

          Resposta
  • 9 de setembro de 2010 em 16:26
    Permalink

    O figura tá aprontando de novo querendo CPI de quebra de sigilo fiscal. Esse ave de rapina num tem conserto pois tá no código genético.

    Resposta

Deixe um comentário interessante neste artigo: