Já escondi um amor com medo de perdê-lo – de Clarice Lispector

CRÔNICA DE UMA GRANDE ESCRITORA BRASILEIRA – Já escondi um amor com medo de perdê-lo, já perdi um grande amor por escondê-lo. Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir as minhas próprias mãos. Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso…

Ler mais

Painel de aço com mão de Buda segurando flor de lótus

SÍMBOLO DE PUREZA E ILUMINAÇÃO DO ESPÍRITO – A mão direita de Buda segura uma flor de lótus – como símbolo de pureza, espiritualidade e iluminação – neste bonito painel de parede produzido com aço cortén. Moldura e pétalas da flor são cortadas a plasma, enquanto a mão é moldada com varetas de metal soldado.

Ler mais

Biscoitos de ursinhos segurando nozes, amêndoas, castanhas e amendoins

UM ABRAÇO GOSTOSO DO AMIGUINHO URSO

Eles são tão fofos que dá até pena morder. Mas quem resiste à tentação diante desses biscoitos com a forma de ursinhos?

Os cookies foram apresentados por uma doceira japonesa, que adaptou receitas da culinária francesa ao estilo oriental.

Ler mais

Suporte para carregar crianças de cavalinho no ombro com segurança

MENOR RISCO DE QUEDAS NAS CAVALGADAS

Carregar o filho nos ombros – ou de cavalinho – remonta a tempos imemoriais, mas sempre implicou em algum risco de quedas.

Para prevenir acidentes e permitir que os pais fiquem com as mãos livres nos passeios é que foi criado este suporte de segurança.

Ler mais

O que fazer para escapar da trollagem na Internet

DO BLOG BANANAPOST
Um otário pediu ajuda na rede para corrigir um ‘pequeno problema’ fotográfico, admitindo publicamente que era neófito (e apedeuta) no manejo do Photoshop.

Piada pronta, a galera partiu para a trollagem sem dó nem piedade, esculhambando geral a foto do mané.

Ler mais

Ilusão de ótica de câmera fotográfica tatuada no braço

A CACHAÇA DA HAPPY HOUR
Esta tatuagem no antebraço é uma ilusão de ótica que simula uma pessoa segurando uma antiga câmera fotográfica.

O tattoo reproduz um modelo dos anos 70 e decora o corpo da jovem holandesa Lotte van der Acker.

Ler mais