Casal dança em escultura recortada numa chapa única de metal

UM MISTÉRIO É ONDE A CRIAÇÃO COMEÇA OU ACABA – Um casal dança animado nesta escultura recortada numa chapa única de aço inoxidável. Em vez de dobras ou soldas, as formas fluem em continuum harmônico. O misterioso é imaginar onde a obra de arte começa ou termina já que o design se entrelaça criando o todo.

Ler mais

Pingente de moto e caveira para usar em cordão e como chaveiro

IDEIA DE BRINDE PARA EVENTOS DE MOTOCICLISTAS – Lindas réplicas 3D em miniatura de motocicletas cruiser, portanto de estilo retrô ou vintage, perfeitas para usar como pingentes em cordões ou chaveiros. Fundidas em pewter, as motos apresentam, no lugar do farol, uma caveira e, no tanque, asas em alto-relevo.

Ler mais

Os contatos imediatos de astronautas com bijuterias sobre a Lua

50 ANOS DE CONQUISTA DA LUA INSPIRAM COLEÇÃO – Nossos pingentes, anéis, alianças, brincos e pulseiras surgem em montagens coloridas de astronautas no espaço sideral interagindo com as bijuterias inspiradas na Lua com as suas crateras em alto-relevo. No design e na comunicação, o bom humor também é fundamental.

Ler mais

Anel largo de pewter com as crateras da Lua em alto-relevo

PARA USAR EM QUALQUER DEDO E ATÉ NO POLEGAR – Com 11 g de peso e 13 mm de largura, este anel é fundido em pewter, liga livre de chumbo e cádmio de acordo com as normas do INMETRO e legislações da Europa e EUA. Ecologicamente correta, a bijuteria reproduz com fidelidade as crateras da Lua em alto-relevo.

Ler mais

Família pescando em móbiles de madeira e talheres reciclados

DECORAÇÃO DE CASA NA PRAIA OU FÃS DE PESCARIA – Uma divertida coleção de móbiles representa os membros de uma família praticando a pesca com vara a bordo de barcos posicionados sobre cardumes de peixes. Os personagens são modelados com talheres reciclados e as embarcações com galhos de árvores.

Ler mais

A difícil gestão da mudança: como enfrentar o medo do novo

SINTA MEDO DE TUDO O QUE VOCÊ NÃO CONHECE – A vida é mudança, mas ela assusta. Dá uma vontade de gritar: ‘pare o mundo que eu quero descer!’ A origem do mal-estar está na biologia. Nosso cérebro é resultado de 2,5 milhões de anos de evolução. Levamos muito tempo vivendo em cavernas e pouco tempo em cidades.

Ler mais