Já escondi um amor com medo de perdê-lo – de Clarice Lispector

CRÔNICA DE UMA GRANDE ESCRITORA BRASILEIRA – Já escondi um amor com medo de perdê-lo, já perdi um grande amor por escondê-lo. Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir as minhas próprias mãos. Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso…

Ler mais

Quando os poderosos conspiraram para apagar a luz do Sol

HISTÓRIA INFANTIL PARA DIAS NUBLADOS E NOITES ESCURAS – Um dia os poderosos se aborreceram com o Sol. Decidiram então apagá-lo. Mas não tinham poder para tanto. Afinal, o Sol tinha brilho próprio. Assim, buscaram junto aos juízes uma decisão irrevogável que determinasse sua inexistência. Com o apoio da mídia.

Ler mais

Circunda-te de rosas, ama, bebe e cala porque o mais é nada

REFLEXÃO INSPIRADA: A CRÔNICA DE SILVANA DUBOC – Navegue, descubra tesouros, mas não os tire do fundo do mar. Admire a Lua, sonhe com ela, mas não a traga para a terra. Curta o Sol, se deixe acariciar por ele, mas seu calor é para todos. Sonhe com as estrelas, apenas sonhe, porque elas só podem brilhar no céu.

Ler mais

A felicidade, tal como a beleza, é uma questão de ponto de vista

OUTRA FORMA DE SE VER, SENTIR E OUVIR O MUNDO – Para pessoas comuns, exceto a minoria privilegiada que pertence à elite financeira, a realidade atual não é exatamente um mar-de-rosas. Mas por que alguns suportam e vencem as dificuldades com bom-humor, enquanto outros sucumbem facilmente a adversidades?

Ler mais

Por que o brasileiro aceita ser devorado, passivamente, em silêncio?

A REFLEXÃO DE LUIS FERNANDO VERÍSSIMO

E se os brasileiros protestassem contra o que lhes fazem, se fizessem discursos indignados em todas as filas de matadouros?

E cobrassem com veemência a participação no que produzem para enriquecer os outros, reagindo às mentiras que lhes dizem.

Ler mais