O motivo das carências afetivas do poeta português Luis de Camões

O MAIOR PROBLEMA ERA FALTA DE MULHER

Caiu numa prova do vestibular da Universidade da Bahia, a interpretação dos famosos versos do poeta português Luis de Camões:

‘Amor é fogo que arde sem se ver; é ferida que dói e não se sente; é um contentamento descontente; é dor que desatina sem doer’…

Ler mais

Desagravo aos médicos cubanos em versos de cordel

REPULSA DO POETA POPULAR EDMAR MELO

Em versos de desagravo
A esses médicos estrangeiros
Eu digo que essa minoria
Ligada à xenofobia
Não é coisa de brasileiro…

Ler mais

Querer – os versos de amor de um humanista sul-americano

A POESIA APAIXONANTE DE PABLO NERUDA

Não te quero senão porque te quero
E de querer-te a não querer-te chego
E de esperar-te quando não te espero
Passa meu coração do frio ao fogo…

Ler mais

Cordel do BBB, de Antonio Barreto, nunca perde a atualidade

A CACHAÇA DA HAPPY HOUR
O cordelista Antonio Barreto fez um upgrade em seu cordel do Big Brother Brasil, Um Programa Imbecil, em ‘homenagem’ ao Pedro Bial.

Como ele e a TV Globo se acham no direito de impor mais uma sessão de baixaria trimestral, então nós temos a obrigação cívica de retribuir — não na sua moeda suja, mas de forma inteligente.

Ler mais

Sobre Dezembros Vamos Dizer Amanhã, poesia de Romério Rômulo

A CACHAÇA DA HAPPY HOUR
abri minhas pastas e livros e só encontrei dezembros.

sempre o final dos tempos que me persegue e me atrai.

vi as noites, os taludes, os cachorros e seus antros todos a lamberem dezembros.

Ler mais