Você derrubaria as árvores se todas elas sangrassem como nós?

ARVORE QUE ‘SANGRA’ PODE SALVAR VIDAS

Árvore Sangue de Dragao

Se todas as plantas sangrassem como o dragoeiro (Croton lechleri) você continuaria abatendo as árvores indiscriminadamente ou sentiria alguma pontinha de remorso?

É por isto que grupos ambientalistas costumam usar as imagens de seus troncos cortados para sensibilizar e conscientizar as pessoas para a necessidade de preservação das florestas.

A seiva vermelha escorrendo chama a atenção por trazer a árvore para mais próximo da realidade humana através da cor que lembra sangue, o líquido que simboliza a vida.

Árvore que sangra

Conhecida como Sangue de Dragão é uma árvore copada de porte médio, com até 20 metros de altura, encontrada na Amazônia brasileira e colombiana, além de países como Peru e Equador.

Sua resina vermelha já foi estudada pela ciência e se destacou como um poderoso composto, com apelo antioxidante, adstringente, anti-inflamatório, germicida, bactericida, além de propriedades de rejuvenescimento cutâneo.

Por falar em dragão, mais recentemente um cosmético derivado do vegetal ganhou as manchetes ao ser usado pela popstar Lady Gaga para diminuir as rugas faciais e o inchaço dos olhos após horas de sono.

Cosmético Sangue de Dragão

Os índios usam a seiva há séculos para estancar sangramentos e acelerar o processo de cicatrização de ferimentos. Substâncias como proantocianadina, taspine, dimetilcedrusina, entre outras, possuem importantes propriedades clínicas.

Agora vem sendo testada nos tratamentos de doenças virais e da infecção respiratória, diarréia, influenza, hepatite, para o tratamento de diabetes, contra o vírus causador da herpes, e da diarréia associada ao vírus da AIDS.

Além disso, o componente picnogenol tem poder protetor contra doenças degenerativas. Em 1992, o cientista Walter Lewis pediu o registro de patente do processo de isolamento da taspine, substância com poder cicatrizante.

Arvore Sangue de Dragao

Já em 1993, a empresa Shaman Pharmaceuticals registrou um método de extrair uma substância chamada proantocianidina, usada em produtos contra infecções respiratórios, gripes e doenças humanas e veterinárias.

A mesma empresa continuou estudando suas propriedades e desenvolveu medicamentos para combater os sintomas de infecções virais e uma pomada para tratar a herpes.

A empresa, que é de origem norte-americana, promoveu a plantação de milhares de mudas de árvores Sangue de Dragão no Mato Grosso para a extração desta seiva tão vermelha quanto milagrosa.

Um comentário em “Você derrubaria as árvores se todas elas sangrassem como nós?

Deixe um comentário interessante neste artigo: