Vende-se de tudo… até um rim para comprar um tablet iPad 2

Rim em troca de iPad2

UM RIM PELO TABLET

A Cachaça da Happy Hour

Se tem ministros que enriquecem com a venda de informação privilegiada, jornalistas que se entregam ao Instituto Millenium, economistas ao deus mercado, comunistas arrependidos ao neoliberalismo, advogados ao tráfico seja lá do quê, fora tudo quanto é tipo de gente que negocia consciência e alma com o diabo a quatro, nem causa tanto espanto assim que alguém comercialize um pedaço do próprio corpo apenas para ostentar algum símbolo efêmero de riqueza.

Exemplos não faltam, como a vontade incontrolável do adolescente chinês em possuir o novo Ipad 2, que fez com que doasse o seu rim a troco do equivalente a R$ 5 mil, a fim de comprar o gadget da Apple.

O jornal londrino Daily Telegraph contou a história de um garoto de 17 anos que, seduzido por um anúncio publicitário na Internet que oferecia uns caraminguás em troca de órgãos humanos, não pensou duas vezes para ‘formalizar o negócio’ e conquistar o seu objeto do desejo.

“Queria um Ipad 2 mas não tinha dinheiro (…) e quando estava na Internet encontrei um anúncio, colocado online por um agente, dizendo que pagariam 20 mil yuans [moeda chinesa] para comprar um rim”, explicou.

O desmiolado deslocou-se então a um hospital no norte da cidade de Chenzhou, onde foi operado por vários médicos, sob o olhar de três agentes responsáveis pelo anúncio. No fim da cirurgia lhe deram a quantia prometida.

Ao chegar a casa com um computador portátil e um Ipad2 novos, a mãe do rapaz desconfiou e, após insistir, conseguiu que o jovem confessasse o que tinha feito. Ela recorreu às autoridades chinesas que, ao investigarem o sucedido, descobriram que os celulares dos três mafiosos já se encontravam desligados.

De acordo com as estatísticas, mais de um milhão de pessoas por ano precisam de transplantes na China, o que motiva o negócio ilícito de órgãos que se tem desenvolvido pela Internet.

O Daily Telegraph releva ainda que, na China, os produtos da Apple como o Iphone ou o Ipad são encarados como símbolos de sofisticação e riqueza, o que leva a que sejam ardentemente desejados pelos consumidores mais jovens.

E foi esta cobiça que levou o garoto fútil a trocar um rim sadio por um Ipad 2… brevemente obsoleto e descartável.

Visto no InforSalvador

* * *

Blog da Nívia de Oliveira Castro

Deixe um comentário simpático neste artigo: