Velha mídia inventa o diabo a quatro… e você ainda acredita?

Bebê diabo

Que a velha mídia mente adoidado, não é novidade pra ninguém. Em época de eleições, então, é um horror. A imprensa manipula o noticiário para defender interesses contrários aos da maioria da população. Leia abaixo como é feito. Por falar nisso, você já aplicou hoje na testa a sua dose maciça de opinião alheia publicada, para sair repetindo feito papagaio amestrado por aí?

O “BEBÊ-DIABO” QUE INFERNIZOU SÃO PAULO

A mídia oligopólica, definitivamente, mandou às favas qualquer compromisso com a verdade, com a ética e com os mais comezinhos princípios do jornalismo.

A sucessão diária de manchetes vazias sobre as eleições lembra um lamentável precedente, clássico do jornalismo marrom, criado pelo hoje extinto jornal “Notícias Populares”, também do grupo Folha (ora, ora, ora, eles têm tradição no ramo!).

Trata-se da farsa anunciada em manchete da edição de 10 de maio de 1975: “Nasceu o diabo em São Paulo”. O jornalista Edward de Souza assinou involuntariamente a primeira matéria, que resultou de completa distorção do que havia sido efetivamente apurado na rua.

O mais incrível é que a mentira foi sustentada durante quase um mês, em seguidas manchetes.

Tudo começou, segundo ele, quando o editor do jornal o escalou para averiguar um boato segundo o qual, em São Bernardo do Campo, havia nascido uma criança estranha, com chifres e até rabo. Os médicos do hospital esclareceram, entretanto, que se tratava apenas de um bebê com malformação, que apresentava “um prolongamento no cóccix e duas pequenas saliências na testa”.

O problema foi eliminado por uma cirurgia simples realizada na própria maternidade. “Escrevi o relato – prossegue o jornalista – sem nenhum sensacionalismo, em texto de 30 linhas. No domingo pela manhã vi o jornal com a manchete forçada e a minha assinatura. Fiquei apavorado, temendo processo e demissão por justa causa.”

O texto da notícia tinha trechos completamente inventados, como este, de abertura: “Durante um parto incrivelmente fantástico e cheio de mistérios, correria e pânico por parte de enfermeiros e médicos, uma senhora deu a luz num hospital de São Bernardo do Campo, a uma estranha criatura, com aparência sobrenatural, que tem todas as características do diabo, em carne e osso. O bebezinho, que já nasceu falando e ameaçou sua mãe de morte, tem o corpo totalmente cheio de pelos, dois chifres pontiagudos na cabeça e um rabo de aproximadamente cinco centímetros, além do olhar feroz, que causa medo e arrepios”.

O repórter conta que, longe de ser demitido, foi elogiado pelo presidente do grupo Folha, Octavio Frias de Oliveira, que o chamou a seu gabinete. Ele determinou ainda que a matéria deveria ter continuidade. Foram ao todo 27 “reportagens”, que ajudaram a elevar a tiragem do jornal de 80 mil para 200 mil exemplares diários, de acordo com Souza.

Algumas das mirabolantes manchetes da série: “Bebê-diabo inferniza padre no ABC”; “Nós vimos o bebê-diabo”; “Feiticeiro irá ao ABC expulsar bebê-diabo”; “Viu bebê-diabo e ficou louca”; “Santo previu bebê-diabo”; “Fazendeiro é o pai do bebê-diabo” e “Bebê-diabo foge para o nordeste”.

Mas assim que o assunto começou a cansar, o jornal anunciou a fuga do seu incrível personagem. E a notícia saiu das capas do jornal de uma hora para outra, como aconteceu com o caso do sigilo fiscal.

Esse tipo de fraude, em essência, visa a enganar o leitor. O objetivo do “Notícias Populares” foi meramente o de ganhar dinheiro com a mistificação, que foi então desdenhosamente ignorada pelo resto da imprensa.

Nenem diabo

Eis abaixo a seqüência de manchetes do jornal Notícias Populares, sobre o famoso caso do bebê-diabo do ABC.

11/5 – NASCEU O DIABO EM SÃO PAULO
12/5 – BEBÊ-DIABO DESAPARECE
13/5 – FEITICEIRO IRÁ AO ABC EXPULSAR O BEBÊ-DIABO
14/5 – BEBÊ-DIABO DO ABC PESA 5 QUILOS
15/5 – BEBÊ-DIABO INFERNIZA O PADRE DO ABC
16/5 – NÓS VIMOS O BEBÊ-DIABO
17/5 – POVO VAI VER O BEBÊ-DIABO
18/5 – PROCISSÃO EXPULSARÁ BEBÊ-DIABO
19/5 – VIU BEBÊ-DIABO E FICOU LOUCA
20/5 – SANTO PREVIU O BEBÊ-DIABO
21/5 – BEBÊ-DIABO NOS TELHADOS DAS CASAS DO ABC
22/5 – MÉDICO AFIRMA: O BEBÊ-DIABO NASCEU NO ABC
23/5 – DIABO EXPLODE MUNDO EM 1981
24/5 – BEBÊ-DIABO PAROU TÁXI NA AVENIDA
25/5 – FAZENDEIRO É O PAI DO BEBÊ-DIABO
26/5 – BEBÊ-DIABO VIAJA PARA VER O PAI
27/5 – BEBÊ-DIABO APARECE NO LUGAR DO ECLIPSE
28/5 – MAIS 7 VIRAM O BEBÊ-DIABO
29/5 – BISPO MORRE DE MEDO DO BEBÊ-DIABO
30/5 – BEBÊ-DIABO ARRASA COM RITUAL DE UMBANDISTA
31/5 – FANÁTICOS AMEAÇAM BEBÊ-DIABO DO ABC
01/6 – SEQÜESTRADO BEBÊ-DIABO
02/6 – BEBÊ-DIABO À MORTE
03/6 – BEBÊ-DIABO FOGE PARA O NORDESTE
04/6 – PADRE DE MARÍLIA: “EU ACREDITO NO BEBÊ-DIABO DO ABC”
05/6 – ZÉ DO CAIXÃO VAI CAÇAR BEBÊ-DIABO NO NORDESTE
08/6 – POVO VÊ DE NOVO BEBÊ-DIABO DO ABC

A mais curiosa das notícias (por sinal, digna de piada) foi a do dia 24/05/75 – “BEBÊ-DIABO PAROU TÁXI NA AVENIDA”, na qual teria acontecido o suposto diálogo entre o taxista e a criatura:

Taxista: – Vai para onde meu filho?

Bebê-diabo: – Toca pro Inferno!

Deixe um comentário simpático neste artigo: