Velha mídia e PT, entre tapas e beijos, ainda acabam na cama

SOFRENDO E QUERENDO UM AMOR DOENTIO

Charge Velha Mídia versus PT

O Chefe de Redação

Esta análise, sobre a relação de amor e ódio entre a velha mídia reacionária e o pragmático PT, é uma das melhores provocações políticas dos últimos tempos. Vale a reflexão, de preferência, desapaixonada:

PT X VELHA MÍDIA: UM CASO DE AMOR!

Por Alexandre Tambelli *

Nós vivemos uma realidade cômoda. O Partido dos Trabalhadores chegou ao poder e não encontrou o contraponto, a oposição política.

Por outro lado vem a velha mídia e quer se tornar a oposição política que o PT não encontrou no seio da própria política.

A velha mídia faz de tudo para que não se faça uma Lei de Medios e o PT faz de tudo para que não seja posto em prática uma Lei de Medios.

Por que? Porque o PT está ganhando dividendos eleitorais sem oposição partidária e sem diferentes modos de compreensão da realidade.

A velha mídia diariamente atravessa o carro na frente dos bois e cria uma divisão: pró-PT e anti-PT.

Mas o anti-PT é parcela pequena em relação aos 100% possíveis de eleitores, então, fica como está que o PT agradece. A velha mídia não acerta nos prognósticos e o PT vai ganhando as eleições.

Na outra ponta tem toda a gama de intelectuais e políticos, que não tem espaço para ser visíveis.

Não há como querer que um político, um cientista político, um grande sociólogo, um músico de qualidade, um jurista que se apoie na Lei para opinar com isenção sobre o “Mensalão” etc seja visualizado.

A velha mídia é quem tem os canais de visualização e só abre espaço para os mervais, noblats, vilas e jabors da vida.

O PT participa do jogo, medido, milimetricamente medido, por “estar” no Poder e abdica de muitas coisas, dentre elas de fazer a Política sonhada pelas esquerdas, combativa o tempo todo.

Não significa que abdica de governar para os brasileiros, principalmente para os mais necessitados, e em prol de um Brasil potência e soberano, mas ele não compra briga de frente com a velha mídia.

É confortável a ausência de oposição política e uma velha mídia a cada dia mais desacreditada e falando para o seu próprio mundo, que já está sedimentado faz um bom tempo e que tem, talvez, 20% do eleitorado do País.

Quando o PT ameaça com uma Lei de Medios ou uma CPMI, é para frear o ímpeto denuncista da velha mídia. Quando a velha mídia põe as mangas de fora o PT ameaça e a velha mídia recua.

E assim fica tudo bem! Um ganha a eleição e outro controla a mídia do País e as polpudas verbas publicitárias.

Enquanto isso, a parcela mais susceptível à informação não reflexiva e que se informa apenas via velha mídia, enxerga o caos, que não existe, convenhamos, e vive seu autoengano, o que é uma sacanagem imensa.

E este autoengano se pode notar nos resultados eleitorais: por exemplo, se a Presidenta DILMA vencer em 2014, o que é bem provável, a culpa será do “povo que não sabe votar” e não resultado de um bom governo da Presidenta Dilma.

Seria ingênuo acreditar que o PT com 10 anos no poder não tenha cartas na manga contra a oposição política, contra a velha mídia. Ele só não as deixa visíveis, porque é do jogo.

Hoje, na velha mídia, estão dizendo que os petistas e lulistas são violentos, não deixam seus opositores se manifestarem, certo?

E qual é o antídoto do PT? Ameaça aprovar uma resolução favorável à Lei dos Medios no Brasil. Aí a balança se equilibra e todos saem ganhando!

E a gente fica se esbravejando aqui, quando parece que tudo está dentro do previsto por PT e velha mídia.

No meio desse jogo tem o PSDB, que entra de gaiato dando suporte para a velha mídia encher ainda mais a burra de dinheiro, vendendo seus produtos ao Estado.

Não só, também divulgando aos estudantes das escolas públicas a sua ideologia consumista e capitalista neoliberal.

No Luis Nassif

Deixe um comentário simpático neste artigo: