7 comentários em “Uma crítica ao cartunista “travesti” Laerte, autor do livro Muchacha

  • 28 de janeiro de 2012 em 08:08
    Permalink

    eu já tô achando que nesse mundo o anormal sou eu….

    Resposta
  • Pingback: Tweets that mention estão comparando Iriny Lopes com o cartunista Laerte São a mesma pessoa? haha #irinymodelo -- Topsy.com

  • 9 de dezembro de 2010 em 07:41
    Permalink

    Laerte querido,
    Entendo que seu travestismo tem mais a ver com uma espécie de protesto existencial do que com a sua bissexualidade. A vida, às vezes, não faz sentido mesmo e é dolorosa. Se a sua genialidade consiste em expressar graficamente o que se passa em sua alma, você se transformou em um de seus cartoons, vivo e ambulante.

    Resposta
    • 28 de janeiro de 2012 em 18:30
      Permalink

      Clarissa, você tocou no ponto mas eu acho que ele tá mais pra um rascunho de mulher e ao mesmo tempo uma arte final mal acabada de homem.
      Mesmo sendo homossexual ele é HOMEM, nunca vai ser MULHER. Botar uniforme de boneca e letreiro na testa NUNCA vai mudar isso.

      Realmente a existência dele deve ser muito dolorosa, nem dá pra imaginar, com todos esses conflitos e crises de identidade.
      Pra mim só mostra uma imaturidade absurda.

      Abs.

      Resposta
  • 16 de novembro de 2010 em 14:51
    Permalink

    Que comédia esse Mirisola. O maluco escreve bem pacas. Blz.

    Resposta
  • 16 de novembro de 2010 em 09:21
    Permalink

    ri horrores. e bota baranga nisso….. esses homens….. tsk, tsk, tsk….. kkkk

    Resposta
  • 15 de novembro de 2010 em 22:07
    Permalink

    O tal de Laerte é uma figura!!!
    Tá parecendo a Dona Catifunda… rsrsrs

    Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: