Uma casa de campo rústica de madeira queimada sobre troncos

EU (TAMBÉM) QUERO UMA CASA NO CAMPO

Agora que as prestações do seu imóvel foram quitadas e o sonho da casa de praia realizado, talvez seja hora de colocar na agenda a construção da sede de um sítio naquele terreno que você tem no campo.

Pode até ser uma casa de pau a pique, como este projeto elevado em troncos de árvores para evitar inundações e folheado ou chapeado por madeira queimada para reduzir os custos com a manutenção.

Casa rústica no campo

A residência compacta foi pensada pelo estúdio de arquitetura holandês Upfrnt e incorpora várias tecnologias sustentáveis em harmonia com o meio ambiente, ​​que minimizam a sua pegada de carbono.

A mais interessante delas é a tradicional técnica japonesa Shou-Sugi-Ban que incinera as superfícies dos revestimentos, criando uma camada externa selada que não sofre a ação de desgaste do tempo.

Casa rústica no campo

Juntamente com vidros triplos e isolamento térmico, a casa usa a energia solar para o aquecimento e a geração de eletricidade. As águas residuais são recolhidas e filtradas antes de voltar para o rio.

Para permitir uma construção rápida, é em sua maior parte pré-fabricada para ser montada no local escolhido em apenas três meses. A parte mais demorada do projeto é a base, sobre as palafitas.

Casa rústica no campo

Casa rústica no campo

Casa rústica no campo

Casa rústica no campo

Casa rústica no campo

Casa rústica no campo

Casa rústica no campo

Veja as fotos da construção no blog ZwartHout

2 comentários em “Uma casa de campo rústica de madeira queimada sobre troncos

  • 17 de maio de 2015 em 02:36
    Permalink

    Gostei muito, apesar de ter conhecido o site recentemente por causa da casa de campo, que achei fascinante. Acho que os demais produtos também são.
    Parabéns pelo design e criatividade!

    Rose Bitencourt
    Jornalista

    Resposta
    • 17 de maio de 2015 em 12:48
      Permalink

      Obrigado pela gentileza, Rose, um verdadeiro incentivo. Ainda mais vindo de uma colega de formação e profissão. Beijo no coração, Paulo.

      Resposta

Deixe um comentário simpático neste artigo: