Tsunami em Fukushima teve o dobro da altura imaginada

Tsunami Usina Nuclear Japão

USINA NUCLEAR SUBMERSA

Do blog ECOnsciência

Quase um ano depois do tsunami que arrasou grandes áreas no Japão um estudo avaliou o impacto das ondas em 28 pontos da região da usina nuclear de Fukushima.

A principal conclusão foi de que, na realidade, o tamanho das ondas atingiu o dobro da altura suposta.

Especialistas da Universidade de Tóquio estabeleceram que a zona de Fukushima foi atingida a 11 de março de 2011 por uma onda enorme de 21 metros, e não de dez metros como até agora se julgava.

Os especialistas estudaram o impacto da onda em 28 pontos distintos, todos eles no interior da zona de exclusão, a uns 40 quilômetros da costa.

Assim, concluíram que a onda chegou aos 21,1 metros de altura na cidade de Tomioka enquanto nos arredores da central de Fukushima atingiu os dez metros.

O responsável pelo estudo, professor Shinji Sato, disse que estes dados exigem a continuação da investigação para determinar como é que as ondas atingiram aquela altura e quais as medidas de segurança mais eficazes.

Até agora, e em resultado de anteriores estudos, todos eles realizados fora da zona de exclusão, pensava-se que as ondas do tsunami não tinham ultrapassado os dez metros de altura.

A 11 de março de 2011, um terremoto seguido de um maremoto atingiu a costa leste japonesa, causando um acidente na região central de Fukushima e uma importante crise humanitária.

Com Diário de Notícias

Deixe um comentário interessante neste artigo: