Triodos é o primeiro banco ético e ambientalista do mundo

Banco de projetos ambientais

ACREDITE SE QUISER

Do blog ECOnsciência

Num meio tão sujo e degenerado como é o ambiente dos bancos e instituições financeiras que levaram o mundo ao limite do caos econômico é possível que haja uma lufada, por menor que seja, de ética e honestidade que nos faça oxigenar a esperança no futuro?

Pode ser que sim. Nos seus folhetos publicitários, o Banco Triodos faz questão de informar aos seus potenciais clientes: “Não estamos cotados em bolsa. Não especulamos com o seu dinheiro e a prática de bônus milionários não faz parte da nossa filosofia.”

O principal setor de atividade deste banco é o crédito a projetos de inovação no domínio ambiental como a agricultura e comércio de produtos biológicos, as energias renováveis e — o mais incrível! — o apoio ao comércio justo.

Acha pouco? O Triodos também despeja dinheiro em iniciativas de arquitetura para regeneração urbana (ex: complexo Tour & Taxis, Bruxelas), na construção de edifícios energeticamente sustentáveis e no investimento em empresas inéditas, como a escola de condução econômica Key Driving.

Parece a instituição bancária dos sonhos.

Mas não fica por aí. Para além do domínio ambiental este banco aposta também em investimentos de matiz ético-social, como o microcrédito, fundações que combatem a exclusão social, um projeto de distribuição de instrumentos musicais em segunda mão na Palestina e documentários cinematográficos dedicados a causas ambientalistas e sociais.

Este banco holandês classificado como “banco ético” entrou em atividade em 1980, o que demonstra que a especulação e a ganância não são condições necessárias para se construir um negócio bancário rentável.

O Triodos ainda não está presente em todo o mundo. Possui agências apenas na Holanda, Alemanha, Reino Unido, Bélgica e Espanha.

No entanto, se isto não significa sonhar alto demais, espera-se que o exemplo deste banco contagie outras instituições bancárias, sobretudo quando se constata que já atingiu os 355 mil clientes e que os seus lucros relativos a 2011 são cerca de 51% acima dos lucros de 2010.

Que o Triodos descubra logo a força do nosso mercado interno e abra uma primeira portinha que seja por aqui.

Com a Carta Maior

Um comentário em “Triodos é o primeiro banco ético e ambientalista do mundo

  • 14 de março de 2012 em 17:15
    Permalink

    Bingo! Confirmando suas proféticas palavras no início do post, MEM, olha a bomba que explodiu na podridão desse meio da agiotagem desvairada, espalhando “caca” pra todos os lados:

    “Um alto executivo do Goldman Sachs adicionou cicatrizes à imagem pública do banco, em uma carta de demissão publicada no jornal New York Times dizendo que a instituição financeira tornou-se um lugar “tóxico e destrutivo”, onde os diretores referem-se abertamente a seus clientes como fantoches.

    Foi o mais recente revés para o célebre banco de investimento de Wall Street. Greg Smith, que trabalhou com derivativos de ações, disse que o Goldman tornou-se “tóxico e destrutivo como nunca tinha visto”.

    “Eu fico doente em ver como as pessoas insensivelmente tratam seus clientes. Nos últimos 12 meses eu vi cinco diferentes diretores referirem-se aos seus próprios clientes como fantoches”, disse Smith.” (…)

    Me lembrou do William Bonner, que em conversas por trás das câmeras costuma se referir aos telespectadores do seu Jornal Nacional, na TV Globo, como “Homers Simpsons” idiotas, sem consciência e facilmente manipuláveis.

    Deixe estar, porque um dia a casa cai pra essa cambada arrogante.

    Completo aqui: http://oglobo.globo.com/economia/executivo-chama-goldman-sachs-de-toxico-em-carta-de-demissao-4308042#ixzz1p7eJnIrU%20

    Resposta

Deixe um comentário interessante neste artigo: