Pingentes com molduras de fechos reciclados de móveis antigos

ORNAMENTOS DE METAL VIRAM BIJUTERIAS VINTAGE – Fechos de portas e gavetas de móveis antigos são arrematados com molduras metálicas cheias de entalhes. Para não desfigurar o mobiliário em bom estado, o macete é copiar modelos originais em pewter para reproduzir as bijuterias em série e montar altas coleções.

Ler mais

Letreiro forjado em aço com vitral para cervejaria artesanal

OS ALTOS TEORES DAS CERVEJAS ‘BELLES DE TRÉBAS’ – O bacana deste letreiro retrô são os nichos vazados na chapa metálica. Preenchidos com vitrais, a luz solar projeta na parede as silhuetas coloridas de copos com cervejas. O painel sinaliza uma cervejaria artesanal que produz bebidas batizadas com nomes de mulheres.

Ler mais

Cabo floral de talher antigo de prata reciclado como pingente

VOCÊ FAZ A MATRIZ E FATURA ALTO COM AS CÓPIAS – O cabo de uma colher ou garfo de faqueiro antigo de prata cheio de ornamentos florais em alto-relevo é martelado com cuidado. Depois de achatado, as bordas irregulares são serradas para modelar a medalha. Mas o pulo do gato para faturar é tirar cópias do original.

Ler mais

Letreiros para salão de cabeleireiro em aldeia medieval francesa

PLACAS DUPLA-FACE PENDURADAS EM CANTONEIRAS – Dois letreiros retrô para salões de cabeleireiros estão entre os nossos preferidos no gênero, pelo senso de humor e delicadeza das formas. As placas penduradas em cantoneiras de ferro forjado estão instaladas nas fachadas de antigos prédios de uma aldeia medieval.

Ler mais

Cabideiro com varetas de metal e bolas coloridas

DESIGN RETRÔ QUE NÃO PERDE O APELO DECORATIVO – Este móvel é um clássico do vanguardismo típico dos anos 1950, derivado do movimento Bauhaus que combinava arquitetura, artesanato e academia de artes. As varetas de metal do cabideiro-chapeleira terminam em pontas retorcidas arrematadas por bolas de sinuca.

Ler mais

Letreiro antigo com réplica de navio em metal banhado a ouro

GALEÃO DOURADO SOBREVIVEU A BOMBARDEIO REAL – Sob todos os pontos de vista este antigo letreiro é um absurdo artístico: a réplica de um navio do século XV é totalmente banhada a ouro. Suspenso pelo mastro central em cantoneira de ferro, o galeão balança e gira ao sabor do vento na esquina de uma cidade húngara.

Ler mais
Página 1 de 121234Última »