Nosso mundo, um sonho louco, segundo Mário Quintana

SERÁ QUE JIPE NÃO RIMA COM POESIA?

Não desças os degraus do sonho
Para não despertar os monstros.
Não subas aos sótãos – onde
Os deuses, por trás das suas máscaras,
Ocultam o próprio enigma.
Não desças, não subas, fica!

Ler mais

De que adianta o medo da morte se morremos todos os dias?

A GENTE TAMBÉM MORRE QUANDO ACORDA

A gente morre de tédio, de preguiça, de mesmice. De frio e de mentiras. De amor escondido e expurgado pela covardia.

De afeto enrijecido e estanque. Da flor não manifesta num discurso que se pretendia doce. De medo de encarar as verdades da alma.

Ler mais

Reflexão de Mário Quintana sobre o tempo que não mais voltará

A CACHAÇA DA HAPPY HOUR
A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.

Quando se vê já são seis horas, já é sexta-feira, já terminou o ano…

Agora é tarde demais para ser reprovado.

Ler mais

Padre cai na tentação de cruzeiro e é castigado com naufrágio

DO BLOG BANANAPOST
Um padre italiano que se ausentou da paróquia, informando a seus fiéis que iria fazer um retiro espiritual, foi descoberto entre os sobreviventes do naufrágio do cruzeiro Costa Concordia.

Quem dedou a escapulida foi uma sobrinha que acompanhava o religioso, em mensagem divulgada no Facebook.

Ler mais

Quintana e Rubem Alves: Morrer? O diabo é deixar de viver!

A CACHAÇA DA HAPPY HOUR
Sugiro uma nova especialidade médica, simétrica à obstetrícia: a ‘morienterapia’, o cuidado com os que estão morrendo.

Até encontrei a padroeira para essa nova especialidade: a ‘Pietà’ de Michelangelo, com o Cristo morto nos seus braços.

Nos braços daquela mãe o morrer deixa de causar medo…

Ler mais
Página 1 de 212