Uma reflexão espirituosa sobre marchas, protestos e badernas

O NEGÓCIO AGORA É RIR PARA NÃO CHORAR

Depois de fazer a Revolução Russa, acabar com as diferenças entre classes sociais e dedicar sua vida ao comunismo, Lênin finalmente morre.

Por ser ateu e ter perseguido os religiosos, acaba condenado, num tribunal de exceção, a queimar pela eternidade nas chamas do inferno…

Ler mais

Vadia: o termo te assusta? E a violência contra a mulher, não?

SÁBADO TERÁ A MARCHA DAS VADIAS EM SP

A Marcha das Vadias ocupará a rua Augusta, em São Paulo, em novo protesto com o tema ‘Quebre o Silêncio’, pelo fim da violência contra a mulher.

A concentração está marcada para o meio-dia na praça do Ciclista, na avenida Paulista. O trajeto comecará às 14h e irá até a Praça Roosevelt.

Ler mais

A grandiosa marcha dos pinguins-reis no Atlântico Sul selvagem

DO BLOG ECONSCIÊNCIA
A marcha dos pinguins-reis se estende na paisagem gelada até onde a vista alcança.

O encontro das aves no Atlântico Sul é um dos mais grandiosos espetáculos proporcionados pela natureza selvagem.

Ler mais

Alegria, solidariedade e luta. É Dia Internacional da Mulher

A CACHAÇA DA HAPPY HOUR
Marços se sucedem. O de hoje, tempo de crise, desigualdades persistentes, mas marcado por um ímpeto de mudança por mulheres e homens, cada vez mais compartilhado, cada vez mais muitas.

8 de Março, dia de união, de mãos dadas. Mãos de mulheres em volta do mundo, num longo cordão umbilical de vida… Em todos os dias de Março.

Ler mais

Primeiro jingle gravado no Brasil foi para vender chopp em garrafas

A CACHAÇA DA HAPPY HOUR
Em 1935, época do lançamento desta marchinha, o chopp engarrafado era uma novidade e a Cervejaria Brahma encomendou um jingle para tocar no rádio.

Cantores famosos foram convidados para gravá-la, mas coube ao então desconhecido Orlando Silva entrar para a história da publicidade.

Ler mais

Ganância de bancos e elite financeira coloca o povo nas ruas

O CHEFE DE REDAÇÃO
A ganância dos bancos foi liberada para valorizar qualquer lixo que proporcionasse altos lucros e gordas bonificações.

Utilizaram recursos públicos para garantir os interesses econômicos de quem na realidade havia perdido tudo.

Como estes são os super-ricos deu-se um jeito de mantê-los com todo o patrimônio que possuiam.

Ler mais
Página 1 de 3123