Anel do alquimista com livro mágico para esconder segredos

UMA BIJUTERIA MAGNÉTICA E CARREGADA DE PODER – Fundida em pewter, a bijuteria tem encadernação com ornamentos alquimistas da unidade mística da criação. O fecho magnético ao se abrir revela grande riqueza de símbolos arcanos. É inspirada num velho livro de John Dee, um famoso mago e alquimista inglês.

Ler mais

Joias da literatura: anéis e pingentes com o formato de livros

SÍMBOLOS DE CULTURA E EVOLUÇÃO INTELECTUAL – Escritores, poetas, historiadores e bibliotecários, além de professores e estudantes, certamente ficariam encantados caso ganhassem de presente estas verdadeiras joias literárias. O ideal, porém, seria que todas as pessoas se interessassem em exibir tais símbolos culturais.

Ler mais

Silhueta de gato em suporte porta-livros para mesas ou estantes

GATO: SÍMBOLO E GUARDIÃO DA VIDA INTELECTUAL – “O salto que o gato dá para atingir a estante é mais do que impulso para a cultura. É o movimento civilizado de um organismo plenamente ajustado às leis físicas. Livros e papéis beneficiam-se com a presteza austera do símbolo e guardião da vida intelectual.” (Drummond)

Ler mais

Marcador de livros serve como pingente para cordões e brincos

JOIAS LITERÁRIAS TAMBÉM USADAS COMO ADORNOS – Os marcadores de livros têm um design tão versátil, contemporâneo e elegante que também podem ser utilizados como joias unissex. As peças metálicas com a forma de penas de pássaros, colorizadas e em três tamanhos, servem como brincos e pingentes para cordão.

Ler mais

Use o seu livro favorito ou de cabeceira como uma bela luminária

A LITERATURA ILUMINA O ESPÍRITO E O MUNDO REAL – Você já amou um livro com paixão? Uma obra literária te fez sonhar, rir, chorar, ensinou algo especial ou te deixou com a alma iluminada? Essa é a proposta do livro como luminária. Mais do que isto: como uma espécie de farol, que traz a luz interior para a vida real.

Ler mais

Marcador de livros de metal fino e elegante como uma pluma

PENAS SÃO PARTE DA HERANÇA LITERÁRIA

Quando os antigos livros eram manuscritos, as penas de aves não serviam apenas para escrever, ilustrar ou desenhar iluminuras.

Elas também tinham a função de marcar as páginas onde o trabalho era interrompido. Isso, mesmo após a invenção da prensa.

Ler mais
Página 1 de 101234Última »